Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94421
Title: Modelos de Otimização de Listas de Espera para Cirurgia Eletiva
Other Titles: Waiting List Optimization Models for Elective Surgery
Authors: Maduro, Patrícia Lourenço
Orientador: Dias, Joana Maria Pina Cabral Matos
Keywords: Cirurgia Eletiva; Lista de Espera; Modelo de Otimização; Saúde; Tempo de Espera; Elective Surgery; Waiting List; Optimization Model; Health; Waiting Time
Issue Date: 27-Jul-2020
Serial title, monograph or event: Modelos de Otimização de Listas de Espera para Cirurgia Eletiva
Place of publication or event: Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
Abstract: Com o aumento da preocupação com a saúde e bem-estar tem-se assistido, nas últimas décadas, a um incremento da procura de cuidados de saúde. Apesar da evolução verificada na prestação de serviços de saúde através dos progressos técnicos permitidos pela tecnologia e de todos os esforços feitos ao longo dos anos pelo Sistema de Saúde português no sentido de melhorar a resposta pública à procura, os recursos disponibilizados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) continuam a não ser suficientes para atender à procura em tempo útil, persistindo os problemas de acessibilidade e a existência de longas listas de espera. As listas de espera para cirurgia eletiva nos hospitais do SNS com utentes com longas esperas são um exemplo disso e constituem, atualmente, um dos problemas existentes mais significativos, para o qual urge a necessidade de adoção de medidas que permitam uma resposta mais rápida e eficaz. Muitas são as estratégias e medidas adotadas por outros países que poderiam servir de exemplo, assim como muitos são os modelos disponíveis que procuram encontrar uma solução para resolver listas de espera, nomeadamente na área da saúde. No entanto, como se comprovou, não refletem na sua totalidade as particularidades de que se reveste o sistema português de gestão das listas de espera para cirurgia eletiva. Neste sentido, elaborou-se, tendo por base um modelo mais simples já anteriormente desenvolvido, um modelo matemático de otimização considerando as especificidades do serviço nacional de saúde português para o auxiliar no que respeita à gestão das listas de espera para cirurgia eletiva em Portugal. Este modelo tem como objetivo minimizar o número de utentes em lista de espera que excedem o tempo definido como clinicamente aceitável para serem intervencionados. Desta forma, o modelo tem em conta a possibilidade de transferência dos utentes após decorrer 50%/75% do Tempo Máximo de Resposta Garantido (TMRG) através da aceitação de uma Nota de Transferência ou Vale Cirurgia para outro hospital, que pode ser da rede pública ou dos setores social ou privado, desde que, as instituições destes setores estejam ao abrigo de convenção com o SNS. O modelo procura ainda que o número de transferências seja o menor possível para atingir o objetivo, assim como procura minimizar o número de instituições convencionadas com as quais se tem de estabelecer a disponibilização de um certo procedimento cirúrgico. A exequibilidade do modelo foi testada com recurso a dados facultados pela Administração Regional de Saúde do Centro, I.P.. Foram ainda efetuadas análises de sensibilidade no sentido de averiguar o impacto que certas alterações produzem na solução alcançada. Com estas análises constatou-se que, quando a escolha dos utentes quanto à sua transferência depende exclusivamente da distância a que o hospital de origem está do hospital de destino, se consegue resolver as listas de espera de todas as instituições do SNS dentro do TMRG.
As the concern with health and welfare rises so does the healthcare demand. Despite the noticeable evolution in the provision of healthcare services through the technical progress made possible by technology and all the efforts made over the years by the Portuguese Health System in order to improve the public response to the demand, the National Health Service (NHS) available resources are still not enough to meet the demand in due time. Accessibility issues and long waiting lists remain. The waiting lists for elective surgery in the NHS hospitals with patients waiting for a long time are an example of that and are, currently, one of the most significant problems for which there is an urgent need for the adoption of measures which would enable a faster and more effective response. Many are the strategies and measures adopted by other countries which could serve as an example and many are the available models which seek to find a solution to deal with waiting lists, mainly in the healthcare area. However, as it has been proved, those do not totally reflect the particularities of the national waiting list management system for elective surgery. Thus, a mathematical optimization model was developed, based on a simpler one, considering the NHS specificities in order to assist it with the waiting list management for elective surgery in Portugal. This model aims to minimise the number of patients on the waiting list which exceeds the time defined as clinically acceptable for intervention. Hence, the model takes into account the possibility of transferring the patients after reaching 50%/75% of the Maximum Guaranteed Response Time through the acceptance of a Transfer Note or Surgery Voucher to another hospital, belonging to the public network or to the private or social sectors, provided that the institutions of these sectors are under a convention with the National Health Service. The model also seeks to ensure that the number of transfers is as small as possible to achieve the goal and to minimise the number of agreed institutions with which it has to establish the availability of a certain surgical procedure. The feasibility of the model has been tested using data provided by Administração Regional de Saúde do Centro, I.P.. Sensitivity analysis were also carried out so as to assess the impact that certain changes have on the achieved solution. The main conclusion that can be drawn is that when the patients’ choice regarding their transfer depends exclusively on the distance between the origin hospital and the destination hospital, all NHS institutions’ waiting lists within the Maximum Guaranteed Response Time can be solved.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94421
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Modelos de Otimização de Listas de Espera para Cirurgia Eletiva_Patrícia Maduro.pdf3.72 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

103
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

136
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons