Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94335
Title: O papel moderador da autocompaixão na relação entre dor e depressão em doentes paliativos
Other Titles: THE MODERATOR ROLE OF SELF-COMPASSION IN THE RELATIONSHIP BETWEEN PAIN AND DEPRESSION IN PALLIATIVE PATIENTS
Authors: Guerra, João Pedro Leite 
Orientador: Carreiras, Diogo Rafael Veiga
Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Autocompaixão; Cuidados Paliativos; Depressão; Dor; Depression; Pain; Palliative Care; Self-compassion
Issue Date: 9-Dec-2020
Serial title, monograph or event: O PAPEL MODERADOR DA AUTOCOMPAIXÃO NA RELAÇÃO ENTRE DOR E DEPRESSÃO EM DOENTES PALIATIVOS
Place of publication or event: FMUC
Abstract: Introdução: Na área dos cuidados paliativos, a depressão e a dor são duas variáveis prevalentes sendo a sua relação de reciprocidade por vezes controversa. Sabe-se que a depressão é mais comum nos portadores de dor crónica. Nas últimas décadas, a autocompaixão tem sido apontada como um processo psicológico protetor para o afeto negativo.Objetivos: O presente estudo teve como objetivo avaliar o papel moderador da autocompaixão na relação entre dor e depressão em doentes paliativos.Métodos: Uma amostra de conveniência de doentes em Cuidados Paliativos preencheu questionários de autorrelato e os dados foram analisados usando SPSS.Resultados: A amostra foi composta por 33 pacientes em cuidados paliativos, com média de idade de 74,12 anos (DP = 12,76). A partir da análise descritiva dos resultados da Geriatric Depression Scale, 22 pacientes encontravam-se deprimidos (66,6%), 9 destes em depressão severa (27,7%). A autocompaixão apresentou uma correlação negativa e moderada com a depressão. A depressão correlacionou-se de forma positiva com a dor. Foi realizada uma regressão hierárquica para prever a depressão. Inicialmente, a dor foi inserida como variável preditora com efeito significativo. Em segundo lugar, a autocompaixão foi inserida e o modelo foi incrementado significativamente, explicando 41% da depressão. Apenas a autocompaixão foi significativa neste modelo.Conclusões: A associação entre dor e depressão em cuidados paliativos corrobora pesquisas anteriores. Os resultados parecem mostrar que a autocompaixão tem um efeito significativo na relação entre dor e depressão. O cultivo de um relacionamento de compaixão consigo mesmo pode ter um efeito importante na atenuação da ligação entre a dor e a depressão nos cuidados paliativos.
Introduction: In palliative care, depression and pain are prevalent variables with a reciprocal and controversial relationship. Depression is common in people with chronic diseases. In the last decades, self-compassion has been appointed as a protective psychological process to negative affect.Objectives: The current study aimed to test the role of self-compassion in the relationship between pain and depression in patients in palliative care.Methods: A convenience sample of patients in Palliative Care completed self-report questionnaires and data was analyzed using SPSS.Results: In a sample of 33 patients in palliative care, mean of 74.12 years of age (SD = 12.76), from the descriptive analysis of the results of the Geriatric Depression Scale, 22 patients were depressed (66.6%), 9 of them in severe depression (27.7%). Self-compassion presented a negative and moderate correlation with depression. Depression was positively correlated with pain. A hierarchical regression to predict depression was conducted. Firstly, pain was entered as a predictive variable with a significant effect. Secondly, self-compassion was inserted, and the model was significantly incremented, explaining 41% of depression. Only self-compassion was significant in this model.Conclusions: The association between pain and depression in patients in palliative care corroborate previous results. This study’s results seem to show that self-compassion has a significant effect in the relationship between pain and depression. Cultivating a compassion self-to-self relationship might have an important effect attenuating the link between pain and depression in palliative care.
Description: Dissertação de Mestrado em Cuidados Continuados e Paliativos apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/94335
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Tese Paliativos_JoaoGuerra_ 9.11.2020.pdf919.91 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

96
checked on Aug 19, 2022

Download(s)

12
checked on Aug 19, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons