Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94268
Title: Literacia em Cuidados Paliativos de Profissionais e Não Profissionais de Saúde
Other Titles: Literacy in Palliative Care of Health Care and Non Health Care Professionals
Authors: Coimbra, Mariana Pires de Carvalho
Orientador: Dixe, Maria dos Anjos Coelho Rodrigues
Dourado, Marilia Assunção Rodrigues Ferreira
Keywords: Cuidados paliativos; Literacia; Palliative care; Literacy
Issue Date: 18-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Literacia em Cuidados Paliativos de Profissionais e Não Profissionais de Saúde
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Background: Health literacy is an area of particular interest in the development of national and international health politics, due to its benefits in quality improvement of healthcare systems. Therefore, the development of tools that allow the evaluation of health literacy in palliative care in Portugal is of key importance;Objectives: This project aims to evaluate the health literacy in palliative care among Portuguese healthcare professional and nonhealthcare professionals and to determine if there are any correlation between their level of knowledge and demographic variables. This study also purposes to develop and validate psychometric characteristics of an instrument designed to evaluate healthcare literacy in nonhealthcare professional and to validate psychometric characteristics of an instrument designed to evaluate healthcare literacy in healthcare professional developed by the “Observatório Português de Cuidados Paliativos”; Methods: A observational and correlational study was carried out using two anonymous online inquires, one targeting healthcare professional and one targeting nonhealthcare professionals, that included questions evaluating demographic, academic and professional characteristics, contact with palliative care and dichotomic questions (true or false) focusing on the concept, objectives and treatment in palliative care; Results: 408 health care professional and 560 nonhealthcare professional inquiries were included in this study. In the healthcare professional group analysis, the mean age was 34.9±9.6 years, the mean professional experience was 10.7±9.5 years and most of the individuals were females (77.5%). In a scale of 0 to 10, most individuals considered their knowledge in palliative care to be inferior to the median of the score (4.27±1.9) and considered themselves not competent (3.9±2.2) in providing care to palliative care patients. Regarding the instrument, 18 questions of excluded so that a good internal consistency and homogeneity was achieved. Statistically significant differences (p<0.05) were found, with higher health literacy levels in the male sex, experience in palliative care, working in a dedicated palliative care unit and specific academic training in palliative care. A positive correlation between auto perception of knowledge and health literacy in palliative care was also observed. In the nonhealthcare professional group analysis, the mean age was 42.5±13.6 years, 75% of the individual had a university degree and most of the individuals were females (72.7%). Concerning previous contact with palliative care, 36.8% of the individuals have had family receiving palliative care and 27.1% have had family admitted the palliative care units. Regarding the instrument, the questions were grouped into three dimensions named “Focus of Care”, “Care Process” and “Conceptualization" with good global and intra-dimension consistency and homogeneity. Statistically significant differences (p<0.05) were found between individuals that said to disagree and those that said to ignore in the question “The need for palliative care is sufficient for the population”. Conclusion: The validation of instruments capable of evaluating the health literacy of the general population and healthcare professionals in palliative care is of particular importance to the future of scientific investigation and training in this field of knowledge, since it will allow the identification of gaps in health literacy that need more urgent intervention.
Introdução: A literacia em saúde tem-se tornado uma das áreas de particular importância no desenvolvimento de políticas de saúde nacionais e internacionais, tendo em conta o seu impacto na melhoria de qualidade na prestação de cuidados de saúde. Desta forma, o desenvolvimento de ferramentas que permitam o estudo dos níveis de literacia em cuidados paliativos em Portugal reveste-se de particular importância.Objetivos: Este trabalho tem como objetivo a avaliação da literacia em cuidados paliativos em profissionais e não profissionais de saúde e a determinação da relação entre literacia em cuidados paliativos e algumas variáveis demográficas, académicas e profissionais da população estudada. Pretende-se ainda construir uma ferramenta para avaliação da literacia em cuidados paliativos em não profissionais de saúde e determinar as suas características psicométricas. Relativamente aos profissionais de saúde, pretende-se determinar as características psicométricas de um instrumento de avaliação da literacia em cuidados paliativos construído pelo Observatório Português de Cuidados Paliativos.Métodos: Foi realizado um estudo observacional e correlacional utilizando dois inquéritos online, um dirigido a profissionais e outro a não profissionais de saúde, anónimos, constituídos por questões de caracterização demográfica, profissional, académica e por questões dicotómicas (verdadeiro ou falso) centradas no conceito, objetivos e tratamentos em cuidados paliativos.Resultados: Foram incluídos 408 inquéritos a profissionais de saúde e 560 a não profissionais de saúde. Relativamente aos profissionais de saúde, a idade média foi de 34,9±9,6 anos, o número médio de anos de trabalho foi de 10,7±9,5 e verificou-se um predomínio do sexo feminino (77,5%). Numa escala de 0 a 10, os participantes consideram o seu nível de conhecimentos em cuidados paliativos inferior à mediana da escala (4,27±1,9) e consideram-se muito pouco competentes (3,9±2,2) para cuidar de utentes em cuidados paliativos. Relativamente ao inquérito, após exclusão de 18 questões, obteveuma ferramenta com Alfa de Cronbach de 0,835. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas (p<0.05) com níveis mais elevados em literacia em cuidados paliativos no sexo masculino, experiência em cuidados paliativos, trabalho em serviço dedicado a cuidados paliativos e na formação especifica em cuidados paliativos. Observou-se também uma correlação positiva entre a autoperceção do nível de conhecimentos e o nível de literacia em cuidados paliativos. Relativamente aos não profissionais de saúde, a idade média foi de 42.5±13.6 anos, 75% apresentava grau académico superior ou igual a licenciatura e verificou-se um predomínio do sexo feminino (72.7%). No que diz respeito ao contacto com cuidados paliativos, 36.8% já tinha tido familiares a receber cuidados paliativos e 27.1% já tinha tido familiares internados a receber cuidados paliativos. Em relação à ferramenta, as perguntas foram incluídas em três dimensões designadas “Foco de Cuidados”, “Processo de Cuidar” e “Conceptualização” apresentando boa consistência interna e homogeneidade global e de cada dimensão. Foram encontradas diferenças estatisticamente significativas (p<0.05) entre os inquiridos que disseram discordar e desconhecer na afirmação “As necessidades de cuidados paliativos são suficientes para a população”; Conclusão: A validação de instrumentos capazes de avaliar os níveis de literacia da população e dos profissionais de saúde na área dos cuidados paliativos reveste-se de particular importância para o futuro da investigação e formação na área, por permitir identificar as lacunas formativas que motivam uma intervenção mais urgente.
Description: Dissertação de Mestrado em Cuidados Continuados e Paliativos apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/94268
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Tese de mestrado final.pdf1.54 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

15
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

2
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons