Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94243
Title: Eficácia e segurança do exercício físico em obesos
Other Titles: Efficiency and safety of physical exercise in obese
Authors: Pereira, Albino Miguel Palhares Santos
Orientador: Marques, Alexandre Rebelo
Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
Keywords: atividade física; exercício físico; obesidade; obeso; Physical activity; Exercise; obesity; obese
Issue Date: 22-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Eficácia e segurança do exercício físico em obesos
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: IntroduçãoA obesidade aumenta o risco de múltiplas doenças das sociedades atuais, principalmente relacionadas com patologias cardiovasculares. Resulta de um aumento de ingestão calórica quando comparado com o gasto efetuado. A população tornou-se cada vez mais sedentária, agravando ainda mais a obesidade. Sabe-se que a prática de atividade física tem efeitos benéficos no estado de saúde e na obesidade em particular.ObjetivoRevisão narrativa da literatura por forma a sistematizar os benefícios, eficácia e segurança para a saúde da atividade física e exercício na obesidade, de modo a permitir a promoção e a prescrição adequada e segura por parte dos profissionais de saúde. Métodos A revisão narrativa consistiu numa pesquisa bibliográfica alargada na base de dados PubMED e Cochrane, a 31 de março de 2020, limitada até esta data, para evitar os efeitos da Pandemia de Covid19, de artigos relacionados com a atividade física e os efeitos na obesidade, com os termos MESH: physical activity (atividade física), exercise (exercício físico), obesity (obesidade), obese (obeso). Foram incluídos artigos escritos em Português, Inglês e Espanhol, que após seleção dos artigos considerados relevantes com base no título, abstract e leitura integral. A esta lista de referências bibliográficas inicial dos estudos citados foi analisada de modo a acrescentar artigos adicionais e outros mais atuais. DiscussãoA atividade física é importante na melhoria do estado de saúde e nos obesos em particular. A obesidade está associada ao baixo teor energético despendido e pelo excesso calórico ingerido. Daí ser necessário uma intervenção nutricional e prescrição de atividade física e exercício. Verifica-se que o exercício diminui a adiposidade visceral, melhora o perfil lipídico e o fitness cardiometabólico, diminuindo o risco de desenvolver muitas doenças, mesmo nos obesos que não perdem peso.Em termos de exercício, o treino aeróbio desempenha um papel fundamental, mas também o treino de resistência, equilíbrio e flexibilidade deve ser realizado. Os treinos contínuos permitem uma adaptação mais gradual do desempenho do obeso, mas é necessário mais tempo. Para ganhar tempo, utilizam-se treinos intervalados de alta intensidade, mas a prescrição tem de atender ao volume e progressão para ser benéfica e evitar a desistência dos obesos aos programas. É essencial uma intervenção multidisciplinar para as mudanças comportamentais se manterem nessas pessoas. Várias estratégias utilizando as novas tecnologias e os Cuidados de Saúde Primários estão a ser desenvolvidas para incentivar a adesão à prática de atividade física.Conclusão A presente revisão estrutura a evidência de que a atividade física e exercício físico é seguro, eficaz e conduz a benefícios importantes para os obesos. Devendo ser recomendado e prescrito conscientemente pelos profissionais de saúde, na ausência de contraindicações. Existe a necessidade de investigações futuras, ponderando as recomendações FITT-VP (frequência, intensidade, tempo e tipo – volume, progressão) para os programas do exercício físico, de forma a explorar e a manter os benefícios para a saúde, após o términus de algumas intervenções, evitando o aumento de peso. São necessárias intervenções a nível de mudanças comportamentais, alteração da inatividade física, estratégias globais: políticas, habitacionais e educacionais para a mudança da sociedade.
Introduction Obesity increases the risk of multiple diseases in today's societies, mainly related to cardiovascular pathologies. It results from an increase in caloric intake when compared with expenditure. The population has become increasingly sedentary, further worsening obesity. It is known that the practice of physical activity has beneficial effects on health status and in obesity.Objective Literature review in order to systematize health benefits, efficiency and safety of physical activity and exercise in obesity, to allow promotion, adequate and safe prescription by health professionals.Methods Narrative review consisted in extensive bibliographic search in the PubMED and Cochrane database, March 31, 2020, limited until that date, to avoid the effects of Covid's Pandemic19, of articles related to physical activity and obesity effects, with MESH terms: physical activity, exercise, obesity, obese. Articles written in Portuguese, English and Spanish were included, which after selecting the articles considered relevant based on title, abstract and full reading. The list of bibliographic references of the cited studies was analyzed in order to add additional relevant articles and others more current.Results Physical activity is important improving health status especially in obese. Obesity is associated with low energy spent and excess caloric intake. So, nutritional intervention and prescribing physical activity and exercise is necessary. Exercise decreases visceral adiposity, improves the lipid profile and cardiometabolic fitness, decreasing the risk of developing many diseases, even in obese people who do not lose weight. Aerobic training plays the main role but resistance, balance and flexibility training also must be performed. Continuous training allows more gradual adaptation in obese performance, but a large amount of time is required. To save time, high-intensity interval training is used, but volume and progression prescription must avoid obese giving up the programs. A multidisciplinary intervention is required for keeping behavioral changes in these people. Several strategies using new technologies and Primary Care are being developed to encourage adherence to physical activity.Conclusions This review structures evidence that physical activity and exercise are safe, efficiency and lead to important benefits for obese. Should be consciously recommended and prescribed by health professionals, in the absence of contraindications. There is a need for future research, considering FITT - VP recommendations (frequency, intensity, time and type – volume, progression) for physical exercise programs, in order to explore and maintain health benefits, after the end of some interventions, avoiding weight regain. Interventions are required in terms of behavioral changes, physical inactivity and global strategies: policies, housing and education to change society.
Description: Dissertação de Mestrado em Medicina do Desporto apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/94243
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Miguel Pereira.pdf414.86 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

560
checked on Aug 10, 2022

Download(s)

358
checked on Aug 10, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons