Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94021
Title: O Espontâneo Vernacular como Aprendizagem no Moderno: Experiências na habitação unifamiliar em sequência do Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa
Other Titles: The spontaneousness of the vernacular as an indoctrination of modernism: Experiments in the single-family housing as a result of the Survey on Portuguese Regional Architecture
Authors: Silva, Ana Laura Precatado da
Orientador: Gil, Bruno Ricardo Abrantes
Keywords: Vernacular; Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa; Habitação Unifamiliar; Arquitetura Moderna; Vernacular; Survey on Portuguese Regional Architecture; Single-family home; Modern Architecture
Issue Date: 10-Dec-2020
Serial title, monograph or event: O Espontâneo Vernacular como Aprendizagem no Moderno: Experiências na habitação unifamiliar em sequência do Inquérito à Arquitectura Regional Portuguesa
Place of publication or event: Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
Abstract: The aim of this study is to understand how and when apparently contradictory concepts such as modernism and vernacular come to appear as complementary elements in the relationship between architecture and location. In this sense, it seeks to analyse single-family housing as a case study, studying the architect and his influences, the place of the housing implantation, as well as its relationship with the surrounding environment. It also seeks to interpret the programmatic organization and the relationship it creates with the outside, as a conceptual contribution to the landscape. Besides, it also covers the issue of understanding the influence of the region of implantation in the choice of materials and construction techniques.As a way of understanding these concepts in the Portuguese paradigm, a prior study on the introduction of modern architecture in the country in the first half of the 20th century and its relationship with the Estado Novo is essential. We seek to show the proposals for revision and the bases that manifested this change, as well as some of the most remarkable events in the history of modern architecture, particularly in Portugal, milestones that contributed to foster the critical spirit of the younger architects in the second half of the 20th century.The analysis and interpretation of the book Arquitectura Popular em Portugal arises in an attempt to understand the concept of the “vernacular”, which is considered as the fidelity to the modern movement or the commitment to the tradition of each place.The aim of this study is to understand how and when apparently contradictory concepts such as modernism and vernacular come to appear as complementary elements in the relationship between architecture and location. In this sense, it seeks to analyse single-family housing as a case study, studying the architect and his influences, the place of the housing implantation, as well as its relationship with the surrounding environment. It also seeks to interpret the programmatic organization and the relationship it creates with the outside, as a conceptual contribution to the landscape. Besides, it also covers the issue of understanding the influence of the region of implantation in the choice of materials and construction techniques.As a way of understanding these concepts in the Portuguese paradigm, a prior study on the introduction of modern architecture in the country in the first half of the 20th century and its relationship with the Estado Novo is essential. We seek to show the proposals for revision and the bases that manifested this change, as well as some of the most remarkable events in the history of modern architecture, particularly in Portugal, milestones that contributed to foster the critical spirit of the younger architects in the second half of the 20th century.The analysis and interpretation of the book Arquitectura Popular em Portugal arises in an attempt to understand the concept of the “vernacular”, which is considered as the fidelity to the modern movement or the commitment to the tradition of each place.
A presente dissertação tem como objetivo perceber como e quando conceitos aparentemente contraditórios como modernidade e vernacular passam a surgir como complementares na relação da arquitetura ao lugar. Neste sentido, procura-se analisar a habitação unifamiliar como caso de estudo, estudando o arquiteto e as suas influências, o lugar da implantação da habitação assim como a sua relação com a envolvente. Procura-se ainda interpretar a organização programática e a relação que cria com o exterior, enquanto contributo concetual para a paisagem. Compreender a influência da região da implantação, na escolha dos materiais e técnicas construtivas é também uma questão abordada.Como forma de compreender estes conceitos no paradigma português é imprescindível o estudo prévio sobre a introdução da arquitetura moderna no país, na primeira metade do século XX e a sua relação com o Estado Novo. Procuram-se mostrar as propostas de revisão e as bases que manifestaram esta mudança, bem como alguns dos acontecimentos mais marcantes da história da arquitetura moderna, particularmente em Portugal, marcos que contribuíram para fomentar o espírito crítico dos arquitetos mais jovens da segunda metade do século XX. A análise e interpretação do livro Arquitectura Popular em Portugal surge numa tentativa de compreender o conceito “vernacular”, repensado entre a fidelidade ao movimento moderno e o compromisso com a tradição de cada lugar.A presente dissertação tem como objetivo perceber como e quando conceitos aparentemente contraditórios como modernidade e vernacular passam a surgir como complementares na relação da arquitetura ao lugar. Neste sentido, procura-se analisar a habitação unifamiliar como caso de estudo, estudando o arquiteto e as suas influências, o lugar da implantação da habitação assim como a sua relação com a envolvente. Procura-se ainda interpretar a organização programática e a relação que cria com o exterior, enquanto contributo concetual para a paisagem. Compreender a influência da região da implantação, na escolha dos materiais e técnicas construtivas é também uma questão abordada.Como forma de compreender estes conceitos no paradigma português é imprescindível o estudo prévio sobre a introdução da arquitetura moderna no país, na primeira metade do século XX e a sua relação com o Estado Novo. Procuram-se mostrar as propostas de revisão e as bases que manifestaram esta mudança, bem como alguns dos acontecimentos mais marcantes da história da arquitetura moderna, particularmente em Portugal, marcos que contribuíram para fomentar o espírito crítico dos arquitetos mais jovens da segunda metade do século XX. A análise e interpretação do livro Arquitectura Popular em Portugal surge numa tentativa de compreender o conceito “vernacular”, repensado entre a fidelidade ao movimento moderno e o compromisso com a tradição de cada lugar.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/94021
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Laura Precatado.pdf5.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

5
checked on Apr 9, 2021

Download(s)

2
checked on Apr 9, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons