Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/93922
Title: Use and reuse of termite-fishing mounds by wild chimpanzees in Tanzania: An archaeological approach to perishable toolsites
Other Titles: Utilização e reutilização de termiteiras por chimpanzés na Tanzânia: uma abordagem arqueológica a sítios de tecnologia perecível.
Authors: Sousa, Luis Augusto Pereira Nadais de
Orientador: Garrido, Alejandra Pascual -
Mota, Paulo Jorge Gama
Keywords: Pan Troglodytes; Utensílios orgânicos; Acumulação de utensílios; Uso de sítios; Formação de sítios; Pan Troglodytes; Organic technology; Tool accumulation; Tool-site use; Site formation
Issue Date: 11-Nov-2020
Serial title, monograph or event: Use and reuse of termite-fishing mounds by wild chimpanzees in Tanzania: An archaeological approach to perishable toolsites
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Os chimpanzés têm sido alvo de diversos estudos focados na utilização de ferramentas. Dado que a sua capacidade de fabricar e usar, de forma flexível e regular, uma vasta gama de utensílios pode ser comparada com as capacidades tecnológicas dos primeiros humanos, são considerados modelos relevantes para a compreensão das nossas origens tecnológicas. Este estudo analisou dados recolhidos através de métodos arqueológicos com o objetivo de investigar o uso e reuso de termiteiras por duas comunidades de chimpanzés em dois habitats distintos na Tanzânia, Gombe e Issa, semelhantes a habitats onde os primeiros humanos terão evoluído. Os resultados indicam que os chimpanzés da comunidade Kasekela em Gombe exploram termiteiras de forma mais intensiva que os seus congéneres de Issa, provavelmente devido às diferenças entre os dois habitats. Ao contrário do que sucede em Issa, a pesca de térmitas ocorre durante todo o ano em Gombe, apesar de ser esporádica durante a estação seca. Em ambos os sítios, foram detetadas pequenas variações na intensidade de exploração. Em Gombe, a dimensão das termiteiras pode influenciar estas variações, mas o mesmo não parece ser verdade para Issa, talvez porque a densidade da população de chimpanzés é baixa neste sítio. Os resultados sugerem também que o descarte das ferramentas perecíveis depois do uso dá origem à criação de sítios de acumulação com maior densidade de artefactos do que sítios de utensílios líticos explorados por primatas, humanos incluídos. Este é o primeiro estudo detalhado sobre a utilização e reutilização de sítios de ferramentas perecíveis, aumentando o conhecimento sobre processos de formação de sítios e acumulação de ferramentas, e fornecendo indicações sobre as escalas temporais, os comportamentos, e a variabilidade representados em sítios arqueológicos relacionados com a presença dos primeiros humanos.
Chimpanzees have been the focus of numerous studies regarding tool-use. Because their flexibility and regular use and manufacture of a diverse range of tools resemble the tool using skills of early humans, they are considered relevant models for the understanding of our technological origins, likely invisible in the archaeological record. This study analysed data collected through archaeological methods to investigate site use and reuse by termite fishing chimpanzees living in two distinct habitats in west Tanzania, akin to habitats where early humans are thought to have lived: Gombe and Issa. The results indicate that the Kasekela community of Gombe chimpanzees exploit termite mounds more intensively than the Issa population, likely due to constraints imposed by the differences between these two habitats. Contrary to Issa, termite-fishing at Gombe occurs throughout the whole year, albeit only sporadically during the dry season. Within each site, small variations in the intensity of tool-site use were detected. At Gombe, these could be influenced by mound-size, but the same doesn’t seem to be true for Issa, probably because chimpanzee density is low at this site. Results also suggest that the discard of perishable utensils results in the creation of accumulation sites with higher concentrations of artefacts than stone tool primate sites, including early humans. This is the first detailed study of perishable tool-sites use and reuse, adding to the knowledge of processes of site formation and tool accumulation, and providing clues to the timescales, behaviours and variability represented at known hominin sites.
Description: Dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/93922
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertacao Corrigida Luís Augusto Pereira Nadais de Sousa.pdf5.29 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

4
checked on Apr 9, 2021

Download(s)

10
checked on Apr 9, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons