Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/93656
Title: Jovens universitários e viagens de turimo: A impotância do Interrail
Other Titles: Young university students and tourism travel: The importance of Interrail
Authors: Marques, Nuno Guerra
Orientador: Moreira, Claudete Carla Oliveira
Keywords: turismo jovem; geração Z; estudantes universitários; transporte ferroviário; Interrail; youth tourism; generation Z; university students; railway transportation; Interrail
Issue Date: 15-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Jovens universitários e viagens de turimo: A impotância do Interrail
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: The market segment composed by university students as tourists is, for the most part, approached as a synonym of youth travel, ignoring the fact that, being segments that overlap each other (university students are mostly young people) they present characteristics that distinguish them. Young people that nowadays compose these two segments are members of generation Z, and some younger millennials, and that means that they are strongly connected to technology, innovation and escapism.The present study aims at objectively defining what youth tourism is, to afterwards distinguish the segment composed by university students. Thus, we propose investigating the root cause of the mixture of both groups that, although distinct, cross each other in several domains. For this purpose, characteristics as motivations to travel, sources of information, booking methods, financing methods, expenses, transportation, accommodation, activities, length of stay, time of the year to travel and the influence of the school period in the length of stay and in the time of the year to travel were looked at.Railway transportation was, when it first appeared, the most relevant means of transportation, having a key role in the development of mass tourism. After its decline it was necessary to find ways of making the train relevant again. It is in that context that the Interrail pass appears, offering European youth a way of discovering their continent trough the railway. Consequently, Interrail became an adventure desired by young people from every generation since it surfaced in 1972.On a more practical note, this research aimed at, understand what were the characteristics of the young university students regarding their tourism travel (characteristics such as motivations, financing, transport and accommodation preferences or the influence of school period on the time of the year to travel and the length of stay were looked at), and understand what is the relationship that students currently have with Interrail travel. The study was done through the application of a questionnaire survey to the students of the University of Coimbra, to a total sample of 410 students, applied first in June 2019 and later between October and November 2019,The results show that, in fact, young university students share a lot of characteristics with the segment of youth travel, despite their differences. The results also validated that, despite of being viewed as an adventure and being in the future plans of a lot of students, Interrail is not a way of travelling that students search for in their tourism travels nowadays. Some measures to invert this situation are also suggested.
O segmento dos estudantes universitários enquanto turistas é, muitas vezes, abordado como sinónimo do segmento do turismo jovem, ignorando o facto de que, sendo segmentos que se sobrepõem (os estudantes universitários são maioritariamente jovens) apresentam caraterísticas que os distinguem. Os jovens que hoje compõem estes segmentos são membros da geração Z, e alguns millennials mais novos, o que significa que são altamente ligados às tecnologias, à inovação e ao escapismo.O presente estudo procura definir, de forma objetiva, o que é o turismo jovem para posteriormente distinguir o segmento composto pelos estudantes universitários. Desta forma, pretende-se também investigar a raiz da confusão entre os dois segmentos que, embora distintos, possuem pontos de cruzamento. Foram assim, abordadas caraterísticas, como as motivações para viajar, as fontes de informação, os métodos de reserva e de financiamento, as despesas, os transportes, o alojamento, as atividades realizadas, o tempo de permanência, a altura do ano para viajar e a influência do período de aulas na duração e na data da viagem.O transporte ferroviário foi, quando surgiu, o meio de transporte mais relevante, tendo um papel fundamental no desenvolvimento do turismo de massas. Após a sua entrada em declínio foi necessário que se encontrassem maneiras de voltar a tornar o comboio relevante. É neste contexto que surge o bilhete Interrail, oferecendo aos jovens europeus uma forma de conhecerem a Europa através da ferrovia. Em consequência, o Interrail tornou-se numa aventura desejada por jovens de todas as gerações desde que apareceu, em 1972.Num caráter mais prático, esta investigação procurou perceber, em primeiro lugar, quais eram as caraterísticas dos jovens estudantes universitários no que toca às suas viagens em turismo (passando por questões como motivações, financiamento, preferências de transporte e alojamento ou influência do período letivo na época do ano em que viajam) e, em segundo lugar, perceber qual é relação que os estudantes atualmente têm com o Interrail. O estudo foi realizado recorrendo à aplicação de um inquérito por questionário aos estudantes da Universidade de Coimbra, a uma amostra composta por 410 estudantes, aplicado numa primeira fase em junho de 2019 e numa segunda fase entre outubro e novembro de 2019.Os resultados comprovam que de facto os jovens universitários partilham um vasto leque de caraterísticas com o segmento do turismo jovem, apesar das suas diferenças. Os resultados mostram ainda que, apesar de ser visto como uma aventura e fazer parte dos planos futuros de muitos estudantes, o Interrail não é um formato de viagem a que estes recorram nas suas viagens de turismo. Algumas medidas de ação são sugeridas para inverter esta situação.
Description: Dissertação de Mestrado em Turismo, Território e Patrimónios apresentada à Faculdade de Letras
URI: http://hdl.handle.net/10316/93656
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
NunoMarques_versãofinal.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

7
checked on Apr 9, 2021

Download(s)

9
checked on Apr 9, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons