Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/93371
Title: A Google Drive como plataforma educativa uma experiência educativa na Cloud.
Other Titles: Google Drive as an educational platform: an educational experience in the Cloud
Authors: Semedo, Pedro Miguel Soares Gomes
Orientador: Ribeiro, Ana Isabel Sacramento Sampaio
Keywords: Google Drive; Métodos pedagógicos; Tecnologia educativa; História da Cultura e das Artes; Computação em nuvem; Google Drive; Teaching methods; Educational technology; History of Culture and Arts; Cloud computing
Issue Date: 8-Oct-2019
Serial title, monograph or event: A Google Drive como plataforma educativa uma experiência educativa na Cloud.
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Estudo executado no âmbito do Mestrado em Ensino de História no Terceiro Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Contém uma parte de reflexão sobre a nossa carreira profissional de docente e apresenta um estudo que descreve e avalia uma experiência pedagógica desenvolvida num contexto real e que consistiu na lecionação da disciplina de História da Cultura e das Artes a uma turma do Ensino Profissional utilizando várias estratégias e recursos, sendo de realçar a utilização da plataforma Google Drive e as suas ferramentas digitais. Descreve e avalia uma experiência pedagógica que foi a resposta ao desafio que a lecionação da disciplina de História da Cultura e das Artes a turmas do Ensino Profissional colocou na sua adequação às dificuldades e competências dos alunos. Assenta na utilização da suite de aplicações da Google Drive como interface entre o professor, os alunos e as ferramentas de trabalho, permitindo o acesso a diversas funcionalidades, sem custos para o utilizador, permitindo a comunicação entre os agentes. A tecnologia serve uma estratégia pedagógica que resulta numa mistura de princípios, estratégias, métodos e recursos que são aplicados conforme a leitura pelo docente de cada momento do processo ensino-aprendizagem e do grupo-turma. Integrou dois modelos de aula descritos por Isabel Barca, “aula-colóquio” e “aula-oficina”. Junta-se uma reflexão crítica à projeção de filmes de longa metragem e uma experiência significativa com a exploração de ferramentas da Google Drive que permitem o trabalho de projeto cooperativo, à distância e de forma síncrona, em contexto de trabalho de grupo. O método aproveitou as competências dos alunos, que se sentiram valorizados e se integraram na dinâmica. Na lecionação a turmas do Ensino Profissional percebemos que a estratégia teria de ser adequada ao público, quer respondendo às suas dificuldades, quer aproveitando as suas competências. A opção tecnológica resultou muito bem, como se antevia ao aplicar o modelo SECTIONS. Entre o que os diplomas legais e o programa determinam e a convicção do docente perante a utilidade e missão da Escola e do ensino da História, assumiu-se uma série de decisões na planificação. Tomou-se como modelos de ensino os que foram descritos por Isabel Barca, “aula-colóquio” e “aula-oficina”, os mais próximos daqueles que foram previstos na realidade, embora a nossa prática pedagógica resulte numa mistura de princípios, estratégias, métodos e recursos que são aplicados conforme a nossa leitura de cada momento do processo ensino-aprendizagem e, sobretudo, do grupo-turma que temos à nossa frente. Apesar de cada vez mais reconhecermos virtualidades na abordagem construtivista do ensino, para a realidade das nossas escolas ainda temos como base um modelo de planificação baseado na Taxonomia dos Objetivos Cognitivos de Bloom, embora usado de maneira muito liberal e conscientes das sua limitações e ambiguidades. Nos conteúdos, obedecemos de muito perto ao Programa, com algumas liberdades, conforme considerávamos que um determinado tema não contemplado era importante para a formação cívica e da consciência histórica dos alunos. Concebemos um conjunto de estratégias que misturavam métodos e recursos adequados a cada momento, tendo como interface a Google Drive, ponto central de todas as atividades. Desenvolvemos 12 tarefas, contendo cada uma materiais de trabalho (fontes de informação), orientações para o trabalho em forma de perguntas e local para registo das respostas dos alunos, usando formulários digitais da ferramenta Google Forms, enviados por correio eletrónico. Os tipos de tarefas previam a exploração de material retirado do manual adotado e pesquisa na Web. O nível das atividades foi maioritariamente de conhecimento e compreensão, embora muitas destas exigissem atividades de pesquisa. Houve sempre a preocupação de aliar as operações de conhecimento, ao “saber-fazer” da busca de fontes, o reconhecimento da validade do conteúdo, a seleção da informação relevante e a sua reprodução no formulário. Levámos os alunos a iniciar as tarefas mais simples, para depois, progressivamente e ordenadamente, mobilizar níveis de pensamento mais elaborados. Introduzimos momentos a que chamamos “aulas-colóquios” que assentaram na projeção de material visual (mapas, cronologia, gráficos, diagrama, arte) para exploração em conjunto, usando estes momentos quer como motivação, quer como consolidação, conforme o material e a dinâmica da turma. Projetámos um filme inserido na temática artística, estabelecemos 3 etapas na exploração do filme e elaborámos um guião. Foi previsto um trabalho de grupo, em moldes inovadores, já que foi realizado explorando as ferramentas da Google Drive que permite o trabalho cooperativo à distância de forma síncrona.
Study carried out under the Master of History Teaching in the Third Cycle of Basic Education and in Secondary Education of the Faculty of Letters of the University of Coimbra. It contains a reflection about our professional teaching career and presents a study that describes and evaluates a pedagogical experience developed in a real context and consisted of teaching the History of Culture and Arts discipline to a Vocational Education class using various strategies. and features, notably using the Google Drive platform and its digital tools. Describes and evaluates a pedagogical experience that was the answer to the challenge that the teaching of the History of Culture and Arts discipline to classes of Professional Education placed in its adaptation to the difficulties and competences of the students. It relies on the use of Google Drive's application suite as an interface between teacher, students and work tools, allowing access to various features at no cost to the user, enabling communication between agents. Technology serves a pedagogical strategy that results in a mixture of principles, strategies, methods and resources that are applied as the teacher reads each moment of the teaching-learning process and the class group. It integrated two class models described by Isabel Barca, “class-colloquium” and “class-workshop”. It brings together a critical reflection on feature film projection and a significant experience exploring Google Drive tools that enable collaborative, remote and synchronous project work in the context of group work. The method took advantage of the students' skills, which felt valued and integrated into the dynamics. In teaching vocational classes we realized that the strategy would have to be appropriate to the public, either by responding to their difficulties or by taking advantage of their skills. The technology option worked very well, as anticipated by applying the SECTIONS model. Between what the legal diplomas and the program determine and the teacher's conviction regarding the usefulness and mission of the school and the teaching of history, a series of planning decisions was made. Teaching models were those described by Isabel Barca, “class-colloquium” and “class-workshop”, the closest to those foreseen in reality, although our pedagogical practice results in a mixture of principles, strategies, methods and resources that are applied according to our reading of each moment of the teaching-learning process and, above all, of the class group that we have in front of us. Although we increasingly recognize virtualities in the constructivist approach to teaching, for the reality of our schools we are still based on a planning model based on Bloom's Cognitive Objectives Taxonomy, although used very liberally and aware of its limitations and ambiguities. In the contents, we obey the Program very closely, with some freedoms, as we considered that a certain theme not contemplated was important for the civic formation and the historical conscience of the students. We designed a set of strategies that mixed methods and resources appropriate at each moment, with the interface Google Drive, the central point of all activities. We have developed 12 assignments, each containing work materials (information sources), question work guidelines, and place to record student responses, using digital forms from the Google Forms tool, sent by email. The types of tasks foresaw the exploration of material taken from the adopted manual and Web search. The level of activities was mostly knowledge and understanding, although many of these required research activities. There has always been a concern to combine knowledge operations with the know-how of searching for sources, recognizing the validity of the content, selecting the relevant information and reproducing it on the form. We led the students to begin the simplest tasks, then progressively and neatly mobilize more elaborate levels of thought. We introduce moments that we call “colloquium classes” that were based on the projection of visual material (maps, chronology, charts, diagram, art) for joint exploration, using these moments either as motivation or as consolidation, depending on the material and the dynamics. from the team. We designed a film on the artistic theme, established 3 steps in the exploration of the film and made a script. Innovative group work was envisioned as it was done by exploiting Google Drive tools that enable remote cooperative work synchronously.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado em Ensino de História no 3º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário apresentado à Faculdade de Letras
URI: http://hdl.handle.net/10316/93371
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
PedroSemedo_versaofinal.pdf7.41 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

8
checked on Apr 9, 2021

Download(s)

6
checked on Apr 9, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons