Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/93338
Title: A infoliteracia na comunidade académica: estudo de caso e proposta de programa a implementar na biblioteca da EsACT
Other Titles: Infoliteracy in the academic community: case study and program proposal to implement in EsACT library
Authors: Borges, Marisa do Nascimento Cláudio Ferreira
Orientador: Gomes, Liliana Isabel Esteves
Keywords: Literacia da informação; Infoliteracia; Bibliotecas do Ensino Superior; IL-HUMASS; Information literacy; Infoliteracy; Higher Education Libraries; IL-HUMASS
Issue Date: 10-Oct-2019
Serial title, monograph or event: A infoliteracia na comunidade académica: estudo de caso e proposta de programa a implementar na biblioteca da EsACT
Place of publication or event: Escola Superior de Administração, Comunicação e Turismo
Abstract: Numa época em que estamos “hiperligados” através de tecnologias, ter competências em Literacia da Informação (LI) é indispensável para o desenvolvimento académico, profissional e pessoal do estudante. Segundo as diretrizes do Espaço Europeu do Ensino Superior são necessárias competências e habilidades relacionadas com a pesquisa, avaliação, gestão, uso e divulgação da informação.Este trabalho de investigação tem como objetivo conhecer e avaliar competências de informação dos estudantes, à entrada no ensino superior, bem como definir uma proposta de intervenção, ao nível da LI, dinamizada pela biblioteca universitária.A metodologia adotada consistiu na revisão da literatura e num estudo de caso. Este estudo prático foi concretizado na Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo (EsACT) - Instituto Politécnico de Bragança, utilizando os seguintes instrumentos de recolha de dados: questionário IL-HUMASS e entrevistas. Na análise e tratamento de resultados do questionário utilizou-se o software SPSS.Os resultados revelam que a categoria que os estudantes elegem como mais importante é a pesquisa da informação, sendo a menos importante o tratamento da informação. Os estudantes têm mais destreza no fator pesquisa da informação e menos no tratamento e na comunicação/difusão da informação. No que respeita às fontes de aprendizagem preferenciais, destaca-se a sala de aula; a biblioteca surge com alguma expressão na categoria comunicação/difusão da informação, e a autoaprendizagem na categoria avaliação da informação. Identifica-se uma maior percentagem no défice de autoeficácia do que no de motivação de competências de LI, portanto, os estudantes estão motivados para a aquisição/desenvolvimento daquelas competências, mas têm pouco domínio das mesmas. A colaboração entre docentes e profissional da informação (bibliotecária/o) é apontada como fundamental, pelos entrevistados. A inserção formal de uma unidade curricular de LI, nos atuais planos de estudo, é vista com alguma hesitação pelos docentes, que consideram a formação extracurricular uma alternativa.Conclui-se, com base nos resultados da análise quantitativa, que a aprendizagem das competências informacionais é um tema relevante para os estudantes da EsACT. Considerando que a biblioteca tem um potencial informativo para o futuro do percurso académico, apresentamos uma proposta de implementação de programa de LI.
Having information literacy (IL) skills is indispensable for the student's academic, professional and personal development at this period when we are “hiperlinked” through technology. According to the guidelines of the European Higher Education Area, abilities and skills related to research, evaluation, management, use and dissemination of information are required.This research paper aims to understand and evaluate students' information skills at the college entrance, as well as to define an intervention proposal at the IL`s level, promoted by the university library.The adopted methodology consisted on literature review and a case study. This practical study was carried out at the School of Communication, Administration and Tourism (EsACT) - Bragança Polytechnic Institute, using the following data collection instruments: IL-HUMASS questionnaire and interviews. Software SPSS was used to analyze and treat questionnaire results.Results reveal that information research is ranked by students as the most important category and information treatment as the least important. Students achieve better development in information research and worse development in treatment and communication/diffusion of information. Regarding preferred learning sources, classroom stands out; library comes up with some significant source in the information communication / diffusion category, and self-learning in the information evaluation category. A higher percentage of self-efficacy deficits than of IL competence motivation is identified, so students are motivated to acquire / develop those competences, but they have little mastery of it. Interviewees indicate collaboration between teachers and information professionals (librarian) as fundamental. A formal introduction of IL as a course unit in the current curricula is seen with some hesitation by teachers, who consider extracurricular training an alternative.It is concluded, based on the results of the quantitative analysis, that the learning of informational skills is a relevant theme for EsACT students. Considering that the library has an informative potential for the future of the academic path, we present a proposal for the implementation of the IL program.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado em Ciência da Informação apresentado à Faculdade de Letras
URI: http://hdl.handle.net/10316/93338
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
MarisaBorges_versaofinal.pdf3.98 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

43
checked on Jul 29, 2021

Download(s)

30
checked on Jul 29, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons