Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/92961
Title: Deteção e Quantificação de Resíduos de Antibióticos por UHPLC-ToF-MS em Fígado e Rim de Leitões para Consumo Humano
Other Titles: Detection and Quantification of Antibiotic Residues by UHPLC-ToF-MS in Piglets’ Liver and Kidney, for Human Consumption
Authors: Cruz, Carlota de Oliveira Gamboa e
Orientador: Freitas, Andreia Alexandra Ribeiro
Ramos, Fernando Jorge dos
Keywords: Resíduos de antibióticos; Rim; Fígado; Leitão; UHPLC-ToF-MS; Antibiotic residues; Kidney; Liver; Piglet; UHPLC-ToF-MS
Issue Date: 4-Dec-2020
Serial title, monograph or event: Deteção e Quantificação de Resíduos de Antibióticos por UHPLC-ToF-MS em Fígado e Rim de Leitões para Consumo Humano
Place of publication or event: Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra e INIAV, Pólo de Vairão
Abstract: O crescimento da população mundial e a demanda por alimentos de origem animal exigem um aumento na produção de espécies animais de rápido crescimento, como os suínos. Em Portugal, a produção comercial de leitões intensificou-se significativamente nas últimas décadas, sendo a carne de suíno a mais consumida pelos portugueses. O uso de antibióticos na pecuária tornou-se prática corrente, não apenas para fins terapêuticos e profiláticos, mas também como promotores de crescimento. Na União Europeia (UE), existem regulamentos que proíbem o uso de antibióticos como promotores de crescimento e todos os medicamentos administrados a animais produtores de alimentos têm que ser aprovados pela UE ou por cada estado membro. Devem ainda ser cumpridos os limites máximos de resíduos (LMR) estabelecidos, que são descritos como a concentração máxima de resíduos que podem ser aceites como legalmente autorizados num alimento. Porém, os resíduos de antibióticos ainda encontrados em matrizes edíveis podem causar efeitos tóxicos e reações alérgicas a indivíduos com hipersensibilidade, comprometendo diretamente a saúde dos consumidores. Estas práticas ainda expõem as bactérias a doses não letais de antibióticos, favorecendo o aparecimento de estirpes bacterianas resistentes. A presença de medicamentos veterinários e outros contaminantes em tecidos edíveis é um dos principais problemas de segurança alimentar (food safety), e consequentemente apresenta implicações na disponibilidade global de alimentos (food security), o que desperta grande preocupação pública. Este estudo utiliza uma metodologia de cromatografia líquida de ultra resolução acoplada a um espectrómetro de massa com analisador de tempo de voo (UHPLC-ToF-MS), multi-classe e multi-resíduo, previamente validada de acordo com a Decisão da Comissão 657/2002/CE, para a determinação de 48 antibióticos de diversas famílias. Foram analisadas 40 amostras de rim e 40 amostras de fígado, provenientes dos mesmos leitões, permitindo uma análise comparativa dos resultados obtidos em ambos os órgãos. 45% das amostras apresentaram algum tipo de resíduo, mais especificamente 18 amostras de rim e 18 de fígado, sendo que 11 animais exibiram resíduos em ambos os órgãos. No total, foram detetados 7 antibióticos, como ciprofloxacina, danofloxacina, enrofloxacina, oxitetraciclina, espiramicina, sulfadiazina e trimetoprim. As concentrações obtidas variaram entre 0,3μg/kg (danofloxacina) e 85,2μg/kg (enrofloxacina) em rim, e entre 3,9μg/kg (danofloxacina) e 215,4μg/kg (espiramicina) em fígado, apresentando algumas diferenças significativas entre os dois órgãos, confirmando que ambas as matrizes são relevantes em programas de monitoração e controlo de resíduos de antibióticos. Todos estes antibióticos foram encontrados em concentrações relativamente baixas, nunca excedendo o LMR estabelecidos pelo Regulamento nº37/2010 da Comissão Europeia, para cada matriz edível. No entanto, várias amostras apresentaram mais do que um resíduo em simultâneo, o que pode levar a efeitos cumulativos levantando preocupações adicionais de segurança.
The growth of the world population and the demand for foods of animal origin requires an increase in the production of fast-growing animal species, such as swines. In Portugal, the commercial production of piglets has significantly intensified in the last decades, being swine meat the most consumed by the Portuguese. The use of antibiotics in livestock has become a current practice, not only for therapeutic and prophylactic purposes, but also as growth promoters. In the European Union (EU), there are regulations that prohibit the use of antibiotics as growth promoters and all drugs administered to food-producing animals must be approved by the EU or by each member state. The established maximum residue limits (MRL), which are described as the maximum concentration of residues that can be accepted as legally authorized in food of animal origin, must also be respected. However, antibiotic residues still found in edible matrices can cause toxic effects and allergic reactions to individuals with hypersensitivity, directly compromising consumers’ health. These practices also expose bacteria to non-lethal doses of antibiotics, favoring the appearance of resistant bacterial strains. The presence of veterinary drugs and other contaminants in edible tissues is one of the main problems of food safety and food security, which raises great public concern.This study uses an ultra-high performance liquid chromatography coupled to a mass spectrometer with a time of flight analyzer (UHPLC-ToF-MS), multi-class and multi-residue methodology, previously validated according to Commission Decision 657/ 2002 / CE., for the determination of 48 antibiotics belonging to different families. 40 kidney and 40 liver samples from the same piglets were analyzed, allowing a comparative analysis of the results obtained for both organs. 45% of the total samples, more specifically 18 kidneys and 18 livers, presented some kind of antibiotic residue, in which only 11 animals exhibited residues in both organs. In total, 7 antibiotics were detected, such as ciprofloxacin, danofloxacin, enrofloxacin, oxytetracycline, spiramycin, sulfadiazine and trimethoprim. The obtained concentrations ranged between 0,3μg/kg (danofloxacin) and 85,2μg/kg (enrofloxacin) in kidney samples, and between 3,9μg/kg (danofloxacin) and 215,4μg/kg (spiramycin) in liver samples. Some differences between the two organs were observed, confirming that both matrices are relevant in monitoring and control programs. All of these antibiotics were found in relatively minimum concentrations, never exceeding the (MRL) set by Regulation No. 37/2010 of the European Commission, for each edible matrix. However, several samples showed more than one residue, which can lead to cumulative effects, raising additional safety concerns.
Description: Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar apresentada à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/92961
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_Carlota Gamboa e Cruz.pdf2.63 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Feb 25, 2021

Download(s)

3
checked on Feb 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons