Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/92603
Title: Avaliação da medicação inapropriada em idosos institucionalizados: aplicação dos critérios START/STOPP
Authors: Carvalho, Ana Rita Simão
Orientador: Castel-Branco, Margarida
Keywords: Lista de medicamentos potencialmente inapropriados; Idoso; Prescrição inadequada; Efeitos adversos relacionados com medicamentos e reacções adversas
Issue Date: Sep-2015
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Introdução: Os idosos são um grupo da população particularmente vulnerável a situações de prescrição potencialmente inadequada, uma vez que sofrem de doenças crónicas e de várias comorbilidades, sendo geralmente polimedicados. A polimedicação é um fator de risco para a ocorrência de problemas relacionados com os medicamentos, como interações farmacológicas e eventuais reações adversas. Um dos problemas consiste na prescrição inadequada de medicamentos, que está diretamente relacionado com o aumento da morbilidade, internamentos e mortalidade. Foram criados vários critérios para identificar situações de prescrição inadequada em idosos, para serem utilizadas aquando da prescrição de medicamentos, com o objetivo de melhorar a qualidade da prescrição, ao evitar a prescrição de medicamentos inadequados e alguns dos critérios sugerem ainda alternativas terapêuticas mais seguras e adequadas. Os critérios START/STOPP foram desenvolvidos por dois gerontologistas irlandeses e contemplam duas vertentes: os critérios STOPP, uma lista de fármacos potencialmente inapropriados em idosos, e os critérios START, que detetam omissões de prescrição. Objetivo: Avaliação da medicação inapropriada num grupo de 32 idosos institucionalizados, utilizando a versão mais recente dos critérios START/STOPP (2014). Resultados: Os critérios START/STOPP detetaram 125 situações de prescrição inadequada num total de 184 medicamentos. Das 125 situações, 79 correspondem a critérios STOPP, sendo que os grupos mais representados são os sedativos/hipnóticos (benzodiazepinas) e os neuroléticos/antipsicóticos. As restantes 46 situações correspondem a critérios START, em que a omissão mais frequente foi a ausência da vacina pneumocócica, seguido da ausência de terapêutica e de suplementação adequada em doentes com osteoporose. Conclusão: A aplicação destes critérios detetou um elevado número de situações de prescrição inadequada e omissões de prescrição. Deve ser considerada a inclusão de critérios de avaliação da medicação nos sistemas informáticos de prescrição e dispensa, de modo a melhorar a qualidade da medicação que é prescrita em Portugal.
Background: Older people are a group particularly vulnerable to potentially inappropriate prescribing, as they suffer from chronic diseases and several co-morbidities, and are usually polymedicated. Polypharmacy is a risk factor for the occurrence of medication-related problems, such as drug interactions and casual adverse reactions. One of the problems is the potentially inappropriate prescribing, which is directly associated with increased morbidity, hospitalization and mortality. Several criteria were designed to detect inappropriate prescribing among the elderly, to be used when prescribing, with the aim to improve the quality of the prescription, avoiding the prescription of inappropriate medicines and some of the criteria also suggest safer and appropriate therapeutic alternatives. START/STOPP criteria were developed by two Irish gerontologists and are divided into two parts: the STOPP criteria, a list of potentially inappropriate medications in the elderly, and the START criteria, which detect prescribing omissions. Methods: Evaluation of inappropriate medication in a group of 32 institutionalized elderly, using the latest version of START/STOPP criteria (2014). Results: START/STOPP criteria identified 125 cases of inappropriate prescribing in a total of 184 medications. Of 125 cases, 79 correspond STOPP criteria, and the most represented groups were sedatives/hypnotics (benzodiazepines) and neuroleptics/antipsychotics. The remaining 46 cases match START criteria, and the most common failure was absence of pneumococcal vaccine, followed by absence of adequate treatment and supplementation in patients with known osteoporosis. Conclusions: The application of these criteria detected a high number of inappropriate prescribing and prescription omissions. The inclusion of tools to evaluate inappropriate prescribing in prescription and dispensing systems should be considered, in order to improve the quality of prescribed medication in Portugal.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/92603
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Mon_Ana Carvalho.pdf834.87 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

16
checked on Feb 25, 2021

Download(s)

3
checked on Feb 25, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.