Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/92179
Title: O Espaço Doméstico do Modernismo em Portugal. Adaptabilidade e apropriação familiar em dois casos de estudo no Porto.
Other Titles: The Domestic Space of Portuguese Modernism. Adaptability and family appropriation in two cases studies from Oporto.
Authors: Miranda, Pedro Carlos Gonçalves de
Orientador: Coelho, Carolina da Graça Cúrdia Lourenço
Keywords: Apropriação Familiar; Arquitetura Doméstica; Modernismo; Adaptabilidade; Porto; Family Appropriation; Domestic Architecture; Modernism; Adaptability; Oporto
Issue Date: 17-Sep-2020
Serial title, monograph or event: O Espaço Doméstico do Modernismo em Portugal. Adaptabilidade e apropriação familiar em dois casos de estudo no Porto.
Place of publication or event: Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
Abstract: Housing is unmistakably a prominent topic, and the top goal, in Architecture. The House as the framework of domestic space, is the first object produced by domesticated Man, and the one within which family is developed. This dissertation arises from the desire to understand the domestic space proposed by the Modern Movement in 20th century Architecture (which came about in the wake of the social, political and economic revolution from the beginning of the last century) and gauge its timeliness vis-à-vis current family experiences.To this end, we discuss the Portuguese modernist architectural context, through the analysis of two collective housing buildings from the 1940s and 1960s in the city of Porto: the Bloco da Carvalhosa, a project by Arménio Losa e Cassiano Barbosa in 1945 and the Torre do Miradouro, a project by David Moreira da Silva e Maria José Marques da Silva in 1963. Through a reconstruction of their historical, social and architectural context, and the morphological analysis of the projects, we assess whether the original configuration of their domestic space is adaptable to contemporary family experiences.In this sense, the use of the methods and concepts developed at the Syntactic Analysis level proves useful, in that it allows the establishing of links between the configuration of the space and its users, with a view to the kind of movements and meeting moments among family members provided by the organization of the housing space.Then, following a direct contact with current residents, we analyze how families have appropriated the space proposed by the architects and how the houses are adapted to their users’ experiences. Finally, from the ability of those houses to adapt to time-based changes in family private life, and from the different appropriations by their different residents and their respective households, we draw conclusions about whether the houses in the cases studied meet the needs of the families living there.
Em Arquitetura o tema da Habitação distingue-se como sua primeira manifestação, sendo por isso indiscutivelmente preeminente. A Casa, que enquadra o espaço doméstico, é o primeiro objeto produzido pelo Homem domesticado, no qual se desenvolvem as atividades familiares. Motiva esta dissertação a vontade de compreender a proposta de espaço doméstico do Movimento Moderno na Arquitetura do século XX, surgido da revolução social, política e económica no início do século passado, e de aferir a sua contemporaneidade perante as vivências familiares dos dias de hoje.Para tal, foca-se o contexto arquitetónico modernista português, mediante a análise de dois edifícios de habitação coletiva dos anos de 1940 e 1960 na cidade do Porto. O Bloco da Carvalhosa, projeto de Arménio Losa e Cassiano Barbosa em 1945 e a Torre do Miradouro, projeto de David Moreira da Silva e Maria José Marques da Silva em 1963. Através da reconstituição do seu contexto histórico, social e arquitetónico, e da análise morfológica destes projetos, pretende-se aferir se as configurações do espaço doméstico então propostas são adaptáveis às vivências familiares do tempo presente. Neste sentido, a utilização dos métodos e conceitos desenvolvidos pela Análise Sintática revela-se produtiva, por permitir estabelecer relações entre a configuração do espaço e os seus utilizadores, perspetivando os movimentos e momentos de encontro entre familiares proporcionados pela organização do espaço da habitação. Seguidamente, mediante o contacto direto com os atuais moradores, analisa-se o modo como as famílias se apropriam do espaço proposto pelos arquitetos, bem como o modo como as habitações se adequam às vivências dos seus utilizadores. Finalmente, retiramos conclusões sobre se as casas dos casos de estudo respondem às necessidades das famílias que as habitam, em relação à sua capacidade de adaptabilidade às mudanças da vida privada familiar implicadas pelo tempo, bem como às diversas apropriações dos diferentes moradores e respetivos agregados familiares.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/92179
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertacao de Mestrado Pedro Miranda.pdf16.15 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

4
checked on Jan 14, 2021

Download(s)

4
checked on Jan 14, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons