Title: Os jovens e os seus pares: estudo sociométrico e psicopatológico de uma população escolar
Other Titles: Young people and their peers : a sociometric and psychopathological study of a school population
Authors: Oliveira, Cristina Maria Villares Morgado de Carvalho 
Orientador: Abreu, José Luís Pio da Costa
Keywords: Neuropsiquiatria
Issue Date: 2000
Abstract: Disciplina afim: Psiquiatria e Saúde Mental (Psiquiatria Infantil e Adolescência) Da revisão da literatura sobre os relacionamentos das crianças e dos jovens com os seus pares, constata-se a existência de um sólido corpo de informação sobre a influência do grupo de pares no desenvolvimento, sobre as formas de avaliação dos relacionamentos entre colegas (sendo as técnicas sociométricas as grandes privilegiadas), sobre os equivalentes cognitivo-comportamentais e afectivos dos estatutos sociométricos, e sobre a capacidade destes em prever risco de desajustamento no futuro. Mas constata-se igualmente a existência de informação escassa sobre a associação entre psicopatologia e a qualidade dos relacionamentos entre os jovens, área que todavia se mostra promissora na investigação em psicopatologia do desenvolvimento. O presente trabalho tem como objectivo ajudar à compreensão do nexo entre esses elementos e à comunicação sempre desejável entre esferas complementares do conheci-mento. Numa Escola foram avaliados sociometricamente, ao longo de três anos consecutivos, jovens do 5.1 ao 9.1 anos de escolaridade. Foi analisada a distribuição das populações pelos diferentes estatutos sociométricos (populares, médios, negligenciados, rejeitados e controversos) e, para cada um deles, foram examinados os padrões de interacção social. Foi aplicado um protocolo, junto dos jovens e professores, que procurou avaliar e quantificar elementos sobre a psicopatologia, condições sócio-familiares e adaptação escolar. Foi igualmente avaliada a estabilidade versus a mudança de estatuto sociométrico em anos consecutivos, e estudada a sua associação com a psicopatologia detectada. Os resultados encontrados permitem afirmar da eficácia do teste sociométrico para medir os relacionamentos dos jovens com os seus pares, assim como afirmar a importância do grupo no desenvolvimento, e a associação entre o relacionamento com os colegas e medidas de psicopatologia e desajustamento social, familiar e escolar. Estes resultados podem constituir um subsídio para algumas linhas de investigação em psicopatologia do desenvolvimento, concorrendo para a detecção precoce de jovens em risco psicopatológico, para o esclarecimento dos factores subjacentes à psicopatologia, e para o delinear de estratégias e intervenções terapêuticas.
URI: http://hdl.handle.net/10316/913
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.