Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90805
Title: Filogenia de Dorstenia Sect. Dorstenia (Moraceae) e Revisão Taxonômica do Clado Arifolia
Authors: Filho, Marcelo Dias Machado Vianna
Orientador: Costa, Andrea Ferreira da
Mansano, Vital de Freitas
Keywords: Filogenia; Taxonomia
Issue Date: 2012
Abstract: Dorstenia L. (Moraceae) compreende cerca de 105 espécies, conhecidas popularmente como caapiás, geralmente herbáceas, com distribuição predominantemente pantropical. Nas classificações tradicionais Dorstenia sect. Dorstenia apresenta cerca de 8-11 espécies, caracterizadas pelos caules aéreos curtos e pelas estípulas rígidas, distribuídas em duas áreas: do México até a Costa Rica e na região Sudeste do Brasil, onde é encontrada a maioria das espécies. Estas classificações tradicionais indicam problemas de interpretação das circunscrições dos táxons tanto em nível de seção quanto em nível específico. Neste trabalho, testou-se o monofiletismo de D. sect. Dorstenia e para tal, amostraram-se espécies de seções neotropicais e paleotropicais do gênero, para as quais foi realizada a primeira filogenia, a partir de dados morfológicos e moleculares (ETS, ITS e TrnL-F). A análise filogenética com base em dados moleculares combinados evidencia que as espécies neotropicais de Dorstenia formaram um clado e que suas seções são polifiléticas. A maioria das espécies tradicionalmente tratadas como D. sect. Dorstenia, à exceção de D. contrajerva (espécie típica do mesmo) emergiram como monofileticas em um clado aqui denominado Clado Arifolia, a saber: D. albertii, D. arifolia, D. bonijesu, D. dolichocaula, D. fischeri, D. grazielae, D. maris, D. ramosa, D. tentaculata e Dorstenia sp. nov. Na revisão da taxonômica das espécies do clado Arifolia, avalia-se a nomenclatura e tipificação e são fornecidas descrições e delimitações mais precisas dos táxons. São apresentadas a categoria de conservação para suas espécies, assim como uma chave de identificação para o pronto reconhecimento dos táxons. Os táxons foram coletados em diversas localidades e também analisados através de material de herbários do Brasil e do exterior. São apresentadas ilustrações, dados fenológicos, de distribuição geográfica, além da descrição do gênero e informações do clado tratado. As espécies Dorstenia maris, D. fischeri, D. tentaculata e D. strangii que haviam sido consideradas sinônimo de D. arifolia foram restabelecidas e duas subespécies (D. ramosa subsp. dolichocaula e D. ramosa subsp. ramosa) foram elevadas ao nível específico (D. dolichocaula e D. ramosa). Também foram fornecidos a caracterização morfológica e o histórico taxonômico de Dorstenia, além descrição de uma nova espécie, considerada rara e ameaçada de extinção.
URI: http://hdl.handle.net/10316/90805
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
MarceloVianna_Doutorado_Tese.pdfTese de Doutoramento2.6 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

1
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.