Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90598
Title: O senso comum da fábrica. Notas etnográficas sobre algumas categorias ordinárias do entendimento oficinal
Authors: Monteiro, Bruno
Issue Date: Apr-2008
Publisher: Centro de Estudos Sociais
Serial title, monograph or event: Oficina do CES
Issue: 304
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: As categorias do entendimento oficinal são devedoras de uma economia moral e sensual específica, parcialmente unificada na experiência da fábrica, e representam formas sociais de objectivação dos princípios de visão e divisão difundidos pelo grupo operário. Na forma de conhecimento tácito que organiza a percepção e a apreciação e estrutura as práticas dos operários, elas constituem-se na própria espessura quotidiana das condições objectivas de existência e é nelas que repousam, em boa parte, as lutas pela apropriação simbólica do espaço de trabalho. A observação participante numa fábrica de mobiliário permitiu revelar como as práticas e representações aparentemente mais mesquinhas, bárbaras e derrisórias dos trabalhadores estão imbuídas e são produtoras de significado socialmente relevante para a compreensão da condição operária.
URI: http://hdl.handle.net/10316/90598
ISSN: 2182-7966
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Oficina do CES

Files in This Item:
File Description SizeFormat
O senso comum da fabrica.pdf422.14 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

10
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

3
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.