Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90181
Title: As Crianças do Centro-Norte de Portugal nos Finais do Século XVIII: Estudo Paleobiológico e Tafonómico dos Indivíduos Não Adultos Provenientes da Escavação da Igreja de Travanca (Aveiro)
Other Titles: The Children from North-Central Portugal in the Late 18th Century: Paleobiological and Taphonomic Study of Non-Adult from the Excavation of the Church of Travanca (Aveiro)
Authors: Zuzarte, Joana Lúcia Martins
Orientador: Silva, Ana Maria Gama da
Keywords: Indivíduos não adultos; Stress Fisiológico; Crescimento; Época Moderna; Tafonomia; Non-adult individuals; Physiological stress; Growth; Modern Period; Taphonomy
Issue Date: 24-Feb-2020
Serial title, monograph or event: As Crianças do Centro-Norte de Portugal nos Finais do Século XVIII: Estudo Paleobiológico e Tafonómico dos Indivíduos Não Adultos Provenientes da Escavação da Igreja de Travanca (Aveiro)
Place of publication or event: DCV
Abstract: Neste estudo foram analisados 67 indivíduos não adultos de época Moderna, exumados da Igreja Paroquial de Travanca (Santa Maria da Feira, Aveiro) em resultado dos trabalhos arqueológicos realizados nos anos de 2016 e 2017. A presente dissertação tem como objetivo a caracterização desta população através do estudo paleobiológico e paleopatológico dos indivíduos não adultos, assim como a interpretação das práticas funerárias que por consequência influenciaram os processos tafonómicos e a própria conservação. O estado de conservação da amostra é mau em consequência de diversos fatores, tais como, a presença de solo ácido, flora e ação humana. As práticas funerárias refletem um padrão de ritual cristão e cuidado na morte das crianças. A maioria dos indivíduos (74,6%) desta amostra morreram antes de atingir os seis anos de idade. Na patologia oral, a cárie afeta 35,9% (14/39) dos indivíduos analisados. As alterações do periósteo foram registadas em mais de metade da amostra (54,1%; 33/61), podendo corresponder ao normal crescimento ósseo mas possíveis diagnósticos patológicos, tais como raquitismo, hiperostose cortical infantil, infeções não específicas e meningite tuberculosa, não podem ser descartados. Nos indicadores de stress fisiológico, as hipoplasias do esmalte dentário foram registadas em 43,8% (14/32) indivíduos na dentição permanente e em 6,3% (3/48) indivíduos na dentição decídua. A presença de hiperostose porótica e cribra orbitalia foram registadas em 12,2% (6/49) e 30,0% (10/33) dos indivíduos, respetivamente. Quando se analisou o crescimento, observou-se que nos indivíduos abaixo dos seis anos a idade à morte estimada através dos ossos longos é inferior à dentária. Estes dados permitem perceber que esta população apresentava condições de vida adversas, pelo menos para os primeiros anos de vida, cruciais à sobrevivência dos indivíduos. Esta situação vai de encontro ao que é referido na literatura histórica e noutros estudos realizados a indivíduos do mesmo período.
In this study were analyzed 67 non-adult individuals from the Modern age exhumed from the Parochial Church of Travanca (Santa Maria da Feira, Aveiro) as a result of the archaeological works carried out in the years of 2016 and 2017.The aim of this dissertation is to characterize this population through the paleobiological and paleopathological study of non-adult individuals, as well as the interpretation of funerary practices that consequently influenced taphonomic processes and conservation itself. The sample's conservation status is poor as a result of several factors, including acid soil, flora and human activity. Funerary practices reflect a pattern of Christian ritual and care in the death of children. In this sample most of the individuals (74.6%) died before reaching six years of age. In oral pathology, caries affects about 35.9% (14/39) of the individuals analyzed. Periosteum reactions were recorded in more than half of the sample (54.1%; 33/61), which may correspond to normal bone growth and in other situations to possible pathological diagnoses, such as rickets, infantile cortical hyperostosis, non-specific infections and tuberculous meningitis. In the physiological stress indicators, 43.8% (14/32) of the individuals present enamel hypoplasia in the permanent dentition and 6,3% (3/48) individuals, in the deciduous dentition. The presence of porotic hyperostosis and cribra orbitalia were observed in, respectively, 12.2% (6/49) and 30.0% (10/33) of the individuals. In growth analyze, it was observed that estimated age at death through long bones show differences between through teeth, especially in individuals below six years old. These data suggest that this population had adverse living conditions, at least for the first years of life, a crucial period for the survival of individuals. These data are in accordance with historical references, as well as, other coeval studies.
Description: Dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/90181
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação_Zuzarte, Joana_2020.pdf80.41 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

8
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

1
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons