Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90132
Title: Condeixa-a-Nova: Água e Cidade.
Other Titles: Condeixa-a-Nova: Water and City.
Authors: Carvalho, Úrsula Maria de Melo
Orientador: Peixoto, Paulo Jorge Marques
Keywords: Linhas de água Urbana; Água Patrimônio; Água e Funções Urbanas; Água na Configuração Urbana; Urban Water Lines; Heritage Water; Urban Water Function; Water in Urban Setting
Issue Date: 25-Mar-2020
Serial title, monograph or event: Condeixa-a-Nova: Água e Cidade.
Place of publication or event: Condeixa-a-Nova
Abstract: A água foi primordial para a mudança dos hábitos de vida da humanidade. Marcando a passagem do nomadismo para o sedentarismo, ela está ligada à formação das cidades. As linhas de água serviam para produzir alimentos e produtos, escoar mercadorias. Eram meio de transporte (as rodovias de antigamente). A água está presente na cultura e nos costumes das pessoas, tendo cada localidade do mundo suas especificidades na relação que mantém com a água. Podemos dizer que ela é fonte de vida e de diversão, sem sermos exagerados.A vila de Condeixa-a-Nova possui uma considerável quantidade de linhas de água. Muitas delas perenes. A vila, que conta com vestígios da vida humana desde o período eneolítico (Eira Pedrinha), é reflexo de um terreno propício à vida. Foi cidade Romana. Conímbriga contava com todos os elementos característicos de tal ocupação: Fórum, Termas, Aqueduto. O concelho é lembrado pelos seus moinhos, seus regadios e pelo constante barulho de água a correr pela vila.A ligação de Condeixa-a-Nova com a água vai além de questões que têm a ver com o desenvolvimento e com a morfologia da cidade. Muito da cultura, dos costumes e do edificado que existe atualmente em Condeixa-a-Nova, estaão relacionados com a água. E os que ainda estão ativos (moinhos, fontes, lavadouros, etc.) teimam arduamente em sobreviver em um tempo que se mostra hostil à sua existência. Este trabalho tem como objetivo agraciar a água e a relação que a população mantém com ela no contexto urbano. Nesse âmbito releva usos que foram sendo ocultados pela bruma do cotidiano. Através de propostas que facultem à população de Condeixa-a-Nova o mesmo prazer do convívio com a água que existia outrora, este trabalho apresenta sugestões de convivência da população com a água no espaço estudado, procurando lançar desafios e aumentar os laços na equação vila-água-cidadão.
Water was an unavoidable element in changing human life habits. Marking the transition from nomadism to a sedentary life, water is linked to the formation of cities. The water lines were used to produce food and other products, and also to drain goods. Water was a means of transportation (the roads of yesteryear). Water is present in the culture and customs of people, with each location in the world having its specificities in the relationship it maintains with water. We can say that it is a source of life and fun, without being exaggerated.The village of Condeixa-a-Nova has a considerable amount of water lines. Many of them perennial. The village, which has traces of human life since the eneolithic period (Eira Pedrinha), is a reflection of a land conducive to life. It was a Roman city. Conímbriga had all the characteristic elements of this occupation: Forum, Spa, Aqueduct. The council is remembered for its windmills, its irrigation systems and the constant sound of the water running through the village.Condeixa-a-Nova's connection with water goes beyond issues that have to do with the city's development and morphology. Much of the culture, customs and buildings that currently exist in Condeixa-a-Nova are related to water. And those who are still active (mills, fountains, washbasins, etc.) insist very hard on surviving in a time that is hostile to its existence.This work aims to showcase the water and the relationship that the population maintains with it in the urban realm. In this context, it reveals uses that have been hidden by the haze of everyday life. Through proposals that intend to provide the population of Condeixa-a-Nova with the same pleasure of living with water that once existed, this work presents suggestions for the population to relate with water in the analysed space, seeking to launch challenges and increase ties in the equation village-water-citizens.
Description: Dissertação de Mestrado em Reabilitação Urbana Integrada apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/90132
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Úrsula Carvalho_Condeixa água e cidade.pdf3.21 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

11
checked on Sep 17, 2020

Download(s)

8
checked on Sep 17, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons