Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/90000
Title: Efeito das forças ortodônticas no processo de mineralização da polpa dentária.
Other Titles: Effect of orthodontic forces on the dental pulp mineralization process.
Authors: Garcia, João Pedro Rodrigues
Orientador: Abreu, Ana Luisa Novais Malo
Caetano, José Pedro Pinto Martinho Fernandes
Keywords: células estaminais; polpa dentária; mineralização; Osteopontina; Osteocalcina; stem cells; dental pulp; differentiation; Osteopontin; Osteocalcin
Issue Date: 18-Jul-2019
Serial title, monograph or event: Efeito das forças ortodônticas no processo de mineralização da polpa dentária.
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Resumo: Introdução e objetivos: Como mecanismo de sobrevivência, sabe-se que o sistema pulpo- -dentinário responde a agressões com proliferação celular e diferenciação das células esta-minais da polpa dentária e através da produção de tecido mineralizados no interior da polpa dentária. Com este estudo, pretendeu-se determinar os efeitos das forças ortodônticas no processo de mineralização da polpa dentária. Materiais e métodos: Pré-molares extraídos foram divididos aleatoriamente em 4 grupos (T0 – controlo, 1 semana – T1, 2 semanas – T2, 3 semanas – T3) para estudo histológico e de imunofluorescência com anticorpos específicos de tecido mineralizado.Resultados: Desenvolvimento de calcificações na polpa dentária em T2 e T3, processo in-flamatório com diferenciação de tecido adiposo em T2 e T3. Expressão de Osteopontina igual em todos os grupos experimentais e um aumento da expressão da Osteocalcina em T3.Discussão e Conclusões: O complexo pulpo-dentinário tenta contriariar o mecanismo de defesa que é a mineralização pulpar através da síntese de Osteopontina. As células odontoblasto-like que se diferenciaram encontram-se metabolicamente ativas em T3, fase tardia de mineralização, sintetizando Osteocalcina.Palavra-chave: “células estaminais”, “polpa dentária”, “mineralização”, “Osteopontina”, “Os-teocalcina”
Abstract Introduction and Aim: As a survival mechanism, it is known that the pulp-dentin system responds to aggression with proliferation and eventual differentiation of dental pulp stem cell and with the production of mineralized tissue inside the dental pulp. This study intends to de-termine the effects of orthodontic forces on the dental pulp mineralization process. Materials and Methods: Histological and immunofluorescence study with specific markers of mineralized tissue using pre-molars divided into 4 groups (T0, T1,T2, T3). Results: Formation of mineralized tissue in the dental pulp in T2 and T3, inflammatory re-sponse with differentiation of adipose tissue in T2 and T3. Expression of Osteopontin in all groups in equal amounts and an increase in the expression of Osteocalcin in T3.Discussion and Conclusion: The pulp-dentin complex attempts to contribute to the defense mechanism of pulp mineralization through the synthesis of Osteopontin. The differentiated odontoblasto-like cells are metabolically active in T3, synthesizing Osteocalcin. Keywords: “stem cells”, “dental pulp”, “differentiation”, “Osteopontin”, “Osteocalcin”
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina Dentária apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/90000
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Trabalho final João Garcia.pdf1.93 MBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

5
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

2
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons