Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89957
Title: Qual a relação entre atitudes e crenças negativas na sexualidade, ansiedade e depressão em adolescentes?
Other Titles: What is the relation between sexuality negative attitudes and beliefs, anxiety and depression in adolescents?
Authors: Sousa, Sara Pereira de
Orientador: Brett, Ana Cristina de Oliveira
Laureano, Maria
Keywords: Sexualidade; Educação sexual; Ansiedade; Depressão; Adolescentes; Sexuality; Sexual education; Anxiety; Depression; Adolescents
Issue Date: 13-Jun-2019
Serial title, monograph or event: Qual a relação entre atitudes e crenças negativas na sexualidade, ansiedade e depressão em adolescentes?
Place of publication or event: Hospital Pediátrico - Centro Hospitalar Universitário de Coimbra
Abstract: Introdução: Estudos demonstram que atitudes negativas e crenças limitantes relativas à sexualidade traduzem impacto negativo na sua vivência e predispõem ao aumento dos comportamentos sexuais de risco. A ansiedade e a depressão também se têm associado a um maior risco de desenvolver comportamentos sexuais de risco. Pretende-se explorar a relação entre a presença de sintomas ansiosos e/ou depressivos com a existência de atitudes negativas, crenças limitantes e comportamentos de risco na área da sexualidade, em adolescentes.Métodos: O recrutamento dos participantes ocorreu entre novembro de 2018 e janeiro de 2019 na consulta de Pedopsiquiatria Geral do HP-CHUC, através do preenchimento de um inquérito composto por consentimento informado, questionário sociodemográfico, Questionário de Atitudes e Crenças sobre Sexualidade e Educação Sexual (QACSES), Escala Revista de Ansiedade Manifesta para Crianças (RCMAS) e Inventário de Depressão para Crianças (CDI). O QACSES usa três fatores: Crenças Associadas ao Género e Contraceção (F1), Crenças Associadas à Violência no Namoro, Género e Comportamento Sexual (F2) e Crenças Associadas à Relação Amorosa (F3). Análise estatística em SPSS 22.Resultados: Foram incluídos 58 adolescentes, 31 rapazes e 27 raparigas, com mediana de idade de 15 anos (IQR 3). A amostra não revelou níveis elevados de atitudes e crenças sexuais negativas em F1 (mediana 10,5, IQR 7), F2 (mediana 16, IQR 7) e F3 (mediana 6, IQR 3). Mostrou níveis elevados de ansiedade (mediana 18, IQR 9) e moderados de depressão, (mediana 13, IQR 13). Encontrou-se relação estatisticamente significativa entre F1 e F2 (p<0,001) e RCMAS e CDI (p<0,001). A idade tem relação com F1 (p=0,003), F2 (p=0,017) e F3 (p=0,012). O género influencia F3 (p=0,046). Ser bissexual influência F1 (p=0,030) e F2 (p=0,047). Ser lésbica ou bissexual influência apenas F1 (p=0,033). Quanto à proveniência da informação sexual, a família é protetora para F3 (p=0,015), a escola para F2 (p=0,045) e outras fontes para F1 (p=0,047).Discussão: Esta investigação demonstrou que os adolescentes com mais sintomas ansiedade-traço e com sintomas depressivos moderados não apresentavam maior prevalência de crenças negativas associadas ao género e contraceção, à violência no namoro, ao comportamento sexual segundo o género ou a associadas às relações amorosas. Conclusão: O presente estudo não suporta a relação entre sintomas ansiosos e/ou depressivos com o risco aumentado para atitudes negativas e crenças limitantes na área da sexualidade. No entanto, aos autores parece prematuro assumir estas premissas e generalizá-las a todos os adolescentes com ansiedade-traço e sintomas depressivos.Palavras-chave: Crenças; atitudes; sexualidade; educação sexual ansiedade; depressão; adolescentes.
Introduction: Studies have shown that negative attitudes and conditioned beliefs related to sexuality have a negative impact on sexuality and predispose to an increase in high-risk sexual behaviour. Anxiety and depression have also been related to a higher risk of developing this kind of behaviour. This study aims to explore the relationship between the presence of anxiety and/or depressive symptoms with the existence of negative attitudes, conditioned beliefs and high-risk behaviour regarding sexuality, in adolescents. Methods: Participants recruitment took place between November 2018 and January 2019 at the Adolescents Psychiatry Clinic of HP-CHUC, The survey was composed by informed consent form, sociodemographic questionnaire, Questionnaire of Attitudes and Beliefs about Sexuality and Sexual Education (QACSES), Revised Manifest Anxiety Scale for Children (RCMAS) and Children's Depression Inventory (CDI). QACSES uses three factors: Beliefs associated with gender and contraception (F1), Beliefs associated with violence in relationships, gender and sexual behaviour (F2) and Beliefs associated with the romantic relationship (F3). Statistical analysis in SPSS 22. Results: The study included 58 adolescents, 31 boys and 27 girls, with a median age of 15 years (IQR 3). The sample did not show high levels of negative attitudes and sexual beliefs in F1 (median 10,5, IQR 7), F2 (median 16, IQR 7) and F3 (median 6, IQR 3). It showed high levels of anxiety (median 18, IQR 9) and moderate levels of depression (median 13, IQR 13). A statistically significant relationship between F1 and F2 (p<0,001) and RCMAS and CDI (p<0,001) was found. Age is related with F1 (p=0,003), F2 (p=0,017) and F3 (p=0,012). Gender influences F3 (p=0,046). Bissexuality influences F1 (p=0,030) and F2 (p=0,047), whereas lesbian, gay or bisexual only influences F1 (p=0,033). Regarding access to information on sexuality, the family protects for F3 (p=0,015), school for F2 (p=0,045) and other sources for F1 (p=0,047).Discussion: Ths study showed that adolescents with more anxiety-trait symptoms and with moderate levels of depressive symptoms did not present with higher prevalence of negative beliefs related with gender and contraception, violence in relationships, sexual behaviour according to gender or associated with romantic relationships.Conclusion: The present study does not support the relationship between anxiety and/or depressive symptoms and an increased risk for negative attitudes and conditioned beliefs regarding sexuality. However, the authors find premature to assume these premises and generalise them to all adolescents with anxiety-trait and depressive symptoms.Key-words: Beliefs; attitudes; sexuality; sexual education; anxiety; depression; adolescents.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89957
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Trabalho Final_MIM_SARA SOUSA.pdf671.97 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

21
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

3
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons