Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89950
Title: Pré-Eclâmpsia: uma revisão das atuais e novas estratégias de rastreio e prevenção
Other Titles: Pre-Eclampsia: a review of the current and novel screening and prevention strategies
Authors: Pinto, Raquel Pereira Sousa
Orientador: Gonçalves, Helena Raquel Arantes Rodrigues Corte Real
Barros, José Joaquim Sousa
Keywords: pré-eclâmpsia; prevenção primária; rastreio; aspirina; pre-eclampsia; primary prevention; screening; aspirin
Issue Date: 20-Mar-2019
Serial title, monograph or event: Pré-Eclâmpsia: uma revisão das atuais e novas estratégias de rastreio e prevenção
Place of publication or event: Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra, Portugal
Abstract: A pré-eclâmpsia é uma doença hipertensiva da gravidez que afeta 2-8% de todas as gestantes a nível mundial, sendo causa de importante morbilidade e mortalidade materna e perinatal. Os seus mecanismos fisiopatológicos ainda não se encontram inteiramente conhecidos, fator que dificulta a criação de um modelo de rastreio ideal e que limita a hipótese de prevenção precoce.Este trabalho tem por objetivo reunir a informação mais recente acerca da metodologia de rastreio atual e dos modelos multiparamétricos de rastreio em estudo, assim como sumariar as opções de prevenção atualmente disponíveis e com impacto na evolução da doença.A evidência mais recente indica que o rastreio combinado recorrendo a fatores maternos, marcadores biofísicos e marcadores bioquímicos apresenta melhor performance na deteção da pré-eclâmpsia do que o rastreio que se baseia apenas na análise dos fatores de risco maternos, em particular na pré-eclâmpsia precoce. Quanto à prevenção, a aspirina continua a ser o único método eficaz e atualmente aplicado na prática clínica, para a prevenção doença. Parece haver consenso quanto à forma de administração: uma dose diária superior a 100mg, ao deitar, com início anterior às 16 semanas de gestação, e apenas a doentes que sejam consideradas de elevado risco de desenvolver a doença é a melhor abordagem e com maior taxa de sucesso.Contudo, apesar dos estudos que têm sido desenvolvidos, ainda não existe um método de rastreio ideal ou universalmente aceite que possa ser aplicado ao dia-a-dia clínico. No que respeita a prevenção, a aspirina deve ser administrada diariamente com início antes das 16 semanas de idade gestacional, a doentes com risco acrescido de desenvolver a doença, permitindo uma redução do risco de pré-eclâmpsia precoce.
Preeclampsia is a hypertensive disorder of pregnancy that affects 2-8% of pregnant women worldwide, and it is an important cause of maternal and perinatal morbidity and mortality. Its physiopathological mechanisms are not yet fully understood, which makes it difficult to create an ideal screening model, and it also limits the chance for early prevention.This review aims to put together the most recent information on current screening techniques and multiparametric screening models being studied, as well as to summarize prevention options available nowadays which have an impact on the evolution of the disease.The most recent evidence indicates that the combined screening using maternal factors, biochemical and biophysical markers has a better performance in detecting preeclampsia than the screening based solely on maternal factors analysis, especially in the case of early-preeclampsia. As for prevention, aspirin is still the only effective method of preventing the disease. There seems to be a consensus regarding the method of administration: a daily dose superior than 100mg, before sleeping, initiated before 16 weeks of gestational age, and only to women who are at high risk of developing the disease is the best approach and delivers the highest rates of success.However, despite the studies that have been made, there is still no ideal nor universally accepted screening method that can be applied on a daily basis. In regard to prevention, aspirin should be administered daily from 16 weeks of gestation, in patients with higher risk of developing the disease, which allows for a risk reduction of early preeclampsia
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89950
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho Final_Raquel Pinto.pdf612.87 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

26
checked on Oct 20, 2020

Download(s)

20
checked on Oct 20, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons