Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89941
Title: A Ecografia à Cabeceira do Doente em Urgência Pediátrica
Other Titles: Point-of-care Ultrasonography in Pediatric Emergency Medicine
Authors: Furtado, Sofia Senra
Orientador: Oliveira, Guiomar Gonçalves
Domingues, Mariana Santos Oliveira
Keywords: Ultrasonografia; Pediatria; Emergência; Testes imediatos; Ultrasonography; Pediatrics; Emergencies; Point-of-care systems
Issue Date: 13-Jun-2019
Serial title, monograph or event: A Ecografia à Cabeceira do Doente em Urgência Pediátrica
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: A ecografia à cabeceira do doente é uma tecnologia facilmente disponível que permite a integração em tempo real dos achados clínicos com as imagens ecográficas obtidas, com potencial impacto imediato na abordagem diagnóstica e terapêutica do doente. Não é invasiva e não implica exposição a radiação ionizante, vantagens muito valorizadas na idade pediátrica. Visa esclarecer questões clínicas específicas, tendo por base uma avaliação essencialmente qualitativa das imagens, não sendo o seu principal objetivo o da exclusão de diagnósticos. Uma vez que pode ser repetida, permite também a monitorização e vigilância do doente.O objetivo deste estudo é o de rever e analisar o “estado da arte” da ecografia à cabeceira do doente no âmbito da urgência/ emergência pediátrica, com particular atenção para as aplicações com maior evidência científica: FAST, ecografia pulmonar, ecocardiografia, ecografia da pele e dos tecidos moles e procedimentos orientados por ecografia.Foi realizada uma revisão bibliográfica dos artigos selecionados na base de dados PubMed, com inclusão preferencial de meta-análises e ensaios clínicos publicados na última década. Adicionalmente foi incorporada informação de alguns livros e sites com relevância para o tema.Conclui-se que a ecografia à cabeceira do doente, amplamente utilizada na emergência do adulto, tem-se mostrado promissora na idade pediátrica. Apesar das suas limitações, a generalidade dos estudos salienta as suas boas sensibilidade e especificidade, particularmente na abordagem da pneumonia e das infeções da pele e tecidos moles. Para além disso, proporciona maior eficácia e facilidade na realização de procedimentos tradicionalmente difíceis em crianças, como a introdução de cateteres vasculares. Internacionalmente, a ecografia à cabeceira do doente em pediatria faz parte dos programas curriculares ou é uma prática recomendada. Em Portugal a situação está mal definida, devendo-se começar a incentivar a sua prática de forma estruturada num futuro próximo.
Point-of-care ultrasound (POCUS) is a technology that enables a real-time integration of clinical findings with ultrasound imaging, with a potential impact on the patient's diagnostic and therapeutic approach. It is not invasive and does not imply exposure to ionizing radiation, advantages that are highly valued in the pediatric age. It aims to clarify specific clinical issues based on an essentially qualitative evaluation of the images, considering that its main goal is not to exclude diagnoses. Since it can be repeated, it allows monitoring and surveillance of the patient.The purpose of this study is to review and analyze the state of the art of POCUS in the pediatric emergency room, with particular attention to the applications with the highest scientific evidence: FAST, lung ultrasound, echocardiography, skin and soft tissue ultrasound and procedural applications of ultrasound.A literature review was carried out of the selected articles in the PubMed database, with preferential inclusion of meta-analyzes and clinical trials published in the last decade. In addition, some books and websites with relevance to the theme have also been incorporated.In conclusion, POCUS, which is already widely used in the emergency room of the adult, has shown to be promising in the pediatric age as well. Despite their limitations, most studies emphasize their good sensitivity and specificity, particularly in addressing pneumonia and skin and soft tissue infections. In addition, it provides greater effectiveness and makes performing traditionally difficult procedures in children easier, such as the introduction of vascular catheters. Internationally, pediatric POCUS is part of the curriculum or is a recommended practice. In Portugal, however, the situation is not well defined, and its practice should be encouraged in a structured way in the near future.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89941
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Final pdf.pdf667.3 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

13
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons