Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89883
Title: CONSEQUÊNCIAS DO STRESS NA FERTILIDADE HUMANA
Other Titles: STRESS CONSEQUENCES IN HUMAN FERTILITY
Authors: Antoninho, Rafaela Sofia de Castro
Orientador: Subtil, Simone Filipa Carrasqueira
Keywords: infertilidade; stress; relação stress-intertilidade; biomarcadores; qualidade de vida; infertility; stress; infertility-related stress; biomarkers; quality of life
Issue Date: 12-Mar-2019
Serial title, monograph or event: CONSEQUÊNCIAS DO STRESS NA FERTILIDADE HUMANA
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Infertility is a frequent pathology that affects 8 to 12% of couples of reproductive age and is associated with great morbidity since it affects the quality of life of both the couple and the individual in particular. On the other hand, in today's society and with economic and social development, stress has been increasing since people are taking increasingly demanding and exhausting lives. With the present review article it was possible to analyze how the various risk factors that increase stress, namely lifestyle, marital relationships, financial worries, excessive physical exercise, substance abuse, labor work exhaustive, anxiety and depression may be related to infertility, through the analysis of biomarkers of chronic stress, as is the case of salivary cortisol and alpha-amylase that are increased in these cases and appear to be associated with higher rates of infertility and failure of treatment. In addition, the impact of stress on both the couple's treatment and quality of life has been observed since it is a great cause of emotional instability and therefore is a frequent cause of treatment withdrawal, depression, marital problems or social isolation. Besides the possibly necessary medical approach, the role of reducing risk factors and consequently stress levels seems to be related to an increase in reproductive capacity, so a psychological therapeutic approach is a fundamental point in the success of the treatment and should be a priority in both the treatment and follow-up of these patients.
A infertilidade é uma patologia frequente que afeta 8 a 12% dos casais em idade reprodutiva e que está associada a grande morbilidade, uma vez que afeta a qualidade de vida tanto do casal como do indivíduo em particular. Por outro lado, na sociedade atual e com o desenvolvimento económico e social o stress tem vindo a aumentar já que as populações levam vidas cada vez mais exigentes e desgastantes. Com o presente artigo de revisão foi possível analisar a forma como os vários fatores de risco que aumentam o stress, nomeadamente o estilo de vida, as relações conjugais, as preocupações financeiras, o exercício físico em excesso, o abuso de substâncias, o trabalho laboral exaustivo, a ansiedade e depressão podem estar relacionados com a infertilidade, através da análise de biomarcadores de stress crónico, como é o caso do cortisol e alfa-amilase salivar que se apresentam aumentados nestes casos e parecem estar associados a maiores taxas de infertilidade e insucesso do tratamento. Além disso, observou-se o impacto do stress tanto no tratamento como na qualidade de vida do casal já que é grande causa de instabilidade emocional e por isso é causa frequente de desistência do tratamento, depressões, problemas conjugais ou isolamento social. Além da abordagem médica possivelmente necessária, a atuação a nível da redução dos fatores de risco e consequentemente dos níveis de stress parece estar relacionada com um aumento na capacidade reprodutiva pelo que uma abordagem terapêutica psicológica é um ponto fundamental no sucesso do tratamento e que deve ser uma prioridade tanto no tratamento como no seguimento destes doentes.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89883
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese rafaela final.pdf557.21 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

4
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

2
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons