Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89717
Title: Lúpus eritematoso induzido por fármacos: revisão da literatura
Other Titles: Drug-induced lupus erythematosus: a review of the literature
Authors: Côrte-Real, Francisca Crispim Lé
Orientador: Gonçalo, Maria Margarida Martins
Keywords: lúpus eritematoso induzido por fármacos; lúpus eritematoso cutâneo subagudo; lúpus eritematoso cutâneo crónico; lúpus eritematoso sistémico; corticoesteróides; drug-induced lupus erythematosus; subacute cutaneous lupus erythematosus; chronic cutaneous lupus erythematosus; systemic lupus erythematosus; corticosteroid
Issue Date: 19-Mar-2019
Serial title, monograph or event: Lúpus eritematoso induzido por fármacos: revisão da literatura
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: O lúpus eritematoso induzido por medicamentos apresenta características clínicas, serológicas e histopatológicas muito semelhantes às encontradas no lúpus eritematoso idiopático, sendo que ambos se podem apresentar sob a forma cutânea subaguda, ou cutânea crónica, ou sob a forma sistémica. As lesões surgem após exposição contínua a um determinado fármaco e tendem a desaparecer após a sua suspensão, embora em alguns casos o fármaco inicie a doença que se mantém mesmo na ausência da terapêutica. Não existem critérios de diagnóstico definidos para esta forma de lúpus, mas a suspeita diagnóstica é determinada pela identificação do fármaco causador de doença, tendo em conta a relação temporal entre o início da toma do fármaco e o aparecimento de sintomas. A patogénese ainda não é totalmente conhecida, mas pensa-se que vários fatores contribuem para o desenvolvimento de doença. Parece existir uma predisposição genética (antigénio leucocitário humano) e os fármacos podem induzir ou facilitar autoimunidade num indivíduo geneticamente suscetível por diferentes mecanismos de ação. Muitos fármacos já foram relacionados com a indução de lúpus eritematoso, nomeadamente a procainamida, hidralazina, terbinafina e inibidores da bomba de protões, embora este número tenha sido crescente, particularmente devido à utilização de agentes anti-TNFα no tratamento de doenças autoimunes. Embora a terapêutica passe pela interrupção do fármaco suspeito, poderá ser necessária terapêutica adjuvante em casos mais severos ou refratários. Neste trabalho, pretendemos fazer uma revisão das publicações recentes sobre lúpus eritematoso induzido por fármacos, as suas características clínico-patológicas, incidindo, principalmente, nas formas que apresentaram rebate cutâneo e nos fármacos com elas relacionados.
Drug-induced lupus erythematosus has clinical, serological and histopathological features similar to those found in idiopathic lupus erythematosus. Both conditions can present themselves as subacute cutaneous lupus, chronic cutaneous lupus and systemic lupus. Lesions become visible after continuous drug exposure and they resolve with drug withdrawal. However, in some cases, the symptoms stay even after drug discontinuation. There are no standard diagnostic criteria for drug-induced lupus erythematosus, but the suspicion is made by the identification of the culprit drug, which is temporally related with drug intake and the emergence of symptoms. The pathogenesis is yet to be fully understood, however, several factors can contribute to the disease development. It is believed that genetic predisposition (human leucocytic antigen) and some drugs can induce or facilitate autoimmunity in a genetically susceptible individual by different mechanisms. There are many drugs related to lupus erythematosus development, like procainamide, hidralazine, terbinafine, proton pump inhibitors, but there has been an increasing number due to the introduction of TNFα inhibitors in the treatment of autoimmune diseases. Although the main treatment is drug withdrawal, adjuvant therapy may be used in severe or refractory cases. In this work, we intend to perform a review of recently published articles of clinical and pathological features of drug-induced lupus, mainly focusing on those cases with cutaneous manifestations and their culprit drugs.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89717
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
LE induzido por fármacos FC+MG.pdf392.96 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

2
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

2
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons