Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89700
Title: Uso de canábis na saúde: impacto, melhoria ou perigo?
Other Titles: Cannabis use in health: impact, improvement or danger?
Authors: Ameiro, Roberto Jorge
Orientador: Vieira, Duarte Nuno Pessoa
Teixeira, Helena Maria Sousa Ferreira
Keywords: canábis; uso terapêutico; melhoria; perigo; cannabis; therapeutic use; improvement; danger
Issue Date: 11-Jun-2019
Serial title, monograph or event: Uso de canábis na saúde: impacto, melhoria ou perigo?
Place of publication or event: Pólo III- Ciências da Saúde, Unidade Central, R/C, Azinhaga de Santa Comba, Celas, Coimbra.
Abstract: Os canabinoides são das substâncias ilícitas com maior historial de consumo pelo ser humano, apresentando atualmente das maiores taxas de produção e consumo a nível mundial. Contudo, a sua vasta utilização pelo Homem não se atribui apenas às suas propriedades recreativas. São inúmeros os relatos de propriedades terapêuticas atribuídas à planta, particularmente em doentes crónicos, com múltiplas co-morbilidades e/ou que já tenham esgotado todas as opções terapêuticas convencionais.Embora a vertente terapêutica seja descrita desde há muito, a evidência científica da literatura é escassa, pelo que se compreende que a utilização da planta com este fim constitua uma das problemáticas biopsicossociais mais polémicas da sociedade atual. Com este artigo de revisão pretendemos, assim, fazer uma análise do panorama atual da utilização da canábis na saúde, sob uma perspetiva terapêutica, legislativa e ética, no sentido de compreender qual o seu impacto na sociedade: será que a canábis medicinal é uma melhoria desejada ou um perigo iminente? Foi, desta forma, realizada uma revisão crítica da bibliografia publicada até à data, envolvendo artigos de revisão, análises sistemáticas e artigos de opinião, através da plataforma PubMed. Foram ainda consultados decretos-lei e outras normas legislativas, bem como informação disponibilizada online pelas diversas entidades associadas aos produtos comercializados.Verificámos que a abordagem legislativa à canábis sofreu uma reviravolta extraordinária: de droga ilícita a fármaco aprovado por várias agências europeias e pela FDA. A tendência à criação de políticas facilitadoras do uso medicinal da planta é crescente, mesmo na ausência de evidência convincente.Concluímos que esta poderá ser uma opção terapêutica promissora, mas apenas se a sua implementação tiver em conta princípios éticos definidores de condutas.
Cannabis is an illicit substance with one of the most extensive historical background of consumption by the human being and currently has one of the highest production rates worldwide. However, its vast use by Mankind is not limited to its recreational properties. There are countless reports of therapeutic properties attributed to the plant, particularly in chronic patients, with multiple comorbidities and/or who have exhausted all conventional therapies.Although therapeutic properties have been described for a long time, the medical literature only has weak scientific evidence, which explains why cannabis used for medical purposes is one of the most polarizing biopsychosocial problems in today’s society. With this revision article we intend to analyze the current status of medical cannabis, through a therapeutic, a legislative and an ethical perspective. We want to understand its impact in society: is medical cannabis a wanted improvement or an imminent danger? We revised the literature published so far, including revision articles, systematic revisions and opinion articles, via the online platform PubMed. We also consulted decree-laws, other legislative documents and information published by entities associated to the products in question.We verified that the legislative approach to cannabis has suffered an extraordinary evolution: from an illicit drug to a valid therapeutic option approved by multiple European agencies and the FDA. The tendency to create policies that facilitate the medical use of the plant is increasing, even without compelling evidence.We conclude that this can be a promising therapeutic option, but only if certain ethical conducts are taken into account.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89700
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Trabalho final mestrado.pdf1.15 MBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

5
checked on Sep 17, 2020

Download(s)

1
checked on Sep 17, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons