Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89638
Title: MEDICINA CENTRADA NA PESSOA: VALIDAÇÃO CONCORRENTE COM CAPACITAÇÃO
Other Titles: PATIENT-CENTERED MEDICINE: CONCURRENT VALIDATION WITH ENABLEMENT
Authors: Rodrigues, Tania Filipa Baia
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Adaptação cultural; Validação; Medicina Centrada na Pessoa; Capacitação; Cross cultural adaptation; Validation; Patient Centered Medicine; Enablement
Issue Date: 22-Mar-2019
Serial title, monograph or event: MEDICINA CENTRADA NA PESSOA: VALIDAÇÃO CONCORRENTE COM CAPACITAÇÃO
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Introdução: A Medicina Centrada na Pessoa (MCP) tem como foco o doente, sendo as suas preferências, os seus objetivos e os seus valores tidos em consideração no processo de decisão do plano de cuidados. Não existe qualquer instrumento validado na língua portuguesa que permita quantificar a perceção da MCP por parte do doente. A Capacitação é o ganho que o doente obtém para controlo da sua doença ou problema e da sua vida após a consulta. O Instrumento de Capacitação do Consulente (ICC), em inglês, Patient Enablement Instrument (PEI), é o instrumento validado para a língua portuguesa que permite quantificar a Capacitação do consulente.Objetivo: O objetivo deste estudo consiste na validação populacional para o português do questionário que quantifica a perceção do doente da MCP após a consulta (Q-MCP.pt), assim como na verificação da existência de uma relação entre a MCP e a Capacitação.Métodos: Foram realizadas a tradução do questionário da Medicina Centrada na Pessoa (Q-MCP) utilizado neste estudo para a língua portuguesa, análise de conteúdo e retro-tradução. Foi elaborado um estudo observacional em amostra de conveniência de 47 pessoas à saída de consulta em Medicina Geral e Familiar (MGF), por inquérito. O inquérito era composto pelos instrumentos Q-MCP.pt e PEI/ICC e por perguntas para conhecimento de idade, sexo, tempo de seguimento pelo médico e formação académica, a ser respondido em sigilo e anonimato pelo inquirido. Foi utilizada estatística descritiva e inferencial em função das variáveis estudadas.Resultados: O Q-MCP.pt demonstrou uma consistência interna aceitável, sendo o alfa de Cronbach do questionário de 0,629, variando de 0,551 a 0,717. A amostra estudada foi de n=47, 59,6% do sexo feminino, de idade média de 60,0 ± 15,3 anos, com tempo de seguimento médio ≥10 anos para 44,7% e <5 anos para 31,9%, e com formação académica ≥12º ano para 12,8% e ≤ à 4ª classe para 53,2%. Verificaram-se diferenças na pontuação global do Q-MCP.pt para tempo de seguimento pelo médico (p=0,020, sendo que mais tempo de seguimento equivale a uma menor perceção da MCP), sexo (p=0,116), idade (p=0,395) e formação académica (p=0,521). Verificou-se uma correlação positiva fraca e significativa entre as pontuações globais de MCP e de Capacitação (ρ=0,334, p=0,022).Discussão e Conclusão: Os resultados obtidos permitem concluir que o Q-MCP.pt utilizado tem uma consistência interna aceitável e que se correlaciona positivamente com a Capacitação. Mais estudos deverão ser realizados para continuação da validação populacional, e ainda, relacionando a MCP com outras variáveis, reforçando a importância da MCP. Estes estudos são primordiais para o avanço e melhoria contínua da MCP em Portugal e, consequentemente, da saúde da população portuguesa.
Introduction: Patient Centered Medicine (MCP) focus on the patient, thus their preferences, goals and values are considered in the healthcare plan decision process. There isn’t any valid portuguese instrument available which allows the quantification of the perception of the MCP by the patient. Enablement is the patient gain of the control of its disease and life, after the doctor appointment. The “Instrumento de Capacitação do Consulente (ICC)”, in english Patient Enablement Instrument (PEI) is a Portuguese valid instrument which allows the quantification of the patient enablement.Goal: The goal of this study is to validate the portuguese questionnaire that quantifies the patient’s perception of the MCP (Q-MCP.pt), and also to ascertain the existence of a relation between MCP and Enablement.Methods: Translation of Q-MCP.pt into the Portuguese language, content analysis and retro-translation. Observational study in a convenience sample of 47 people after theirs doctor appointment in General Practice by survey, composed of the Q-MCP.pt and PEI/ICC instruments, and by questions about age, gender, follow-up time by the doctor and academic background to be answered in secrecy and anonymity by his/her own. Descriptive and inferential statistics were performed according to the studied variables.Results: The Q-MCP.pt instrument showed an acceptable internal consistency, Cronbach's alpha of the questionnaire is 0.629, ranging from 0.551 to 0.717. The studied population was consisted of n=47, 59.6% female, with a mean age of 60.0 ± 15.3 years, with mean follow-up time ≥10 years of 44.7% and <5 years of 31.9 % and with academic training ≥12th grade/ of 12.8% and ≤ 4th grade of 53.2%. There were differences in the overall score of the Q-MCP.pt for follow-up time by the doctor (p=0.020, patients with more follow-up time had worst perception of the MCP), sex (p=0.116), age (p=0.395) and academic background (p=0.521). There was a weak and significant positive correlation between the overall MCP and Enablement (ρ=0.334, p=0.022).Discussion e Conclusion: Results obtained allow to conclude that Q-MCP.pt has an acceptable internal consistency and that it correlates positively with the enablement. More studies should be done to better verify population validation, and also to study MCP relation with other variables, thus reinforcing the importance of MCP. These studies are primordial for the advancement and continuous improvement of the MCP in Portugal and, consequently, of the health of the Portuguese population.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89638
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
TrabalhoFinal-TâniaRodrigues.pdf800.02 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

6
checked on Sep 24, 2020

Download(s)

4
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons