Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89592
Title: Ansiedade em Crianças e Adolescentes – Validação da Escala GAD-7
Other Titles: Anxiety in Children and Adolescents – Validation of the GAD-7 Scale
Authors: Gonçalves, Márcia
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Ansiedade; GAD-7; APGAR; EQ5Dy; Likert; Anxiety; GAD-7; APGAR; EQ5Dy; Likert
Issue Date: 15-Mar-2019
Serial title, monograph or event: Ansiedade em Crianças e Adolescentes – Validação da Escala GAD-7
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: GAD-7 é um questionário de rastreio do “Transtorno da Ansiedade Generalizada”, concebido para ser utilizado por profissionais de saúde, uma vez que todas as respostas devem ser verificadas, garantindo que o respondente compreendeu todas as perguntas. O diagnóstico definitivo é, no entanto, elaborado tendo por base fundamentos clínicos, bem como outras informações relevantes que o utente possa fornecer, nomeadamente, sintomas de Ansiedade Generalizada presentes no DSM-V. Um diagnóstico de Transtorno de Ansiedade Generalizada não deve, assim, ser feito com base exclusiva no resultado do questionário Gad-7.Objetivo: Adaptação cultural e validação da escala GAD-7 para população jovem emPortuguês Europeu; Validação populacional concorrente pela confrontação analítica com variáveis envolvidas na causa da ansiedade, nomeadamente a qualidade de vida, a família e a satisfação com a escola, com recurso às escalas: European Quality of Life 5 Dimensions youth, Apgar familiar e “Escala de faces”, para conhecimento da satisfação com a escola.Métodos: Após a devida autorização dos autores ingleses e da Comissão de Ética, foi feita a tradução, verificação linguística da melhor adaptação ao original inglês e retro-tradução. Seguiu-se a aplicação a 15 crianças e adolescentes em Unidade de Saúde Familiar e em meio hospitalar, em Coimbra, para avaliar a confiabilidade e compreensibilidade da escala. Conhecidas as boas confiabilidade e compreensibilidade da escala, esta foi aplicada no universo de alunos de Agrupamento de Escolas em Coimbra, que apresentaram o consentimento informado por escrito dos pais ou encarregados de educação, sendo o questionário aplicado no mesmo tempo letivo a todos os alunos. A amostra do estudo compreendeu alunos entre os 6 e os 16 anos de idade e o questionário foi anónimo, para os investigadores. A Psicóloga do Agrupamento de Escolas teve a prorrogativa de ter a indicação de todos os respondedores com valores considerados anormais, para seu estudo. Foi efetuado o cálculo do tamanho da amostra com margem de erro de 5% e intervalo de confiança de 95%. Como caracterização epidemiológica foram inquiridos o sexo e a idade. Do questionário faziam ainda parte o European Quality of Life 5 Dimensions 3-Level(EQ5Dy), o APGAR familiar e uma “Escala de faces” de tipo Lickert para conhecimento de ajuste à escola. Foram realizadas estatística descritiva e inferencial por meio de testes não paramétricos dada a não normalidade das variáveis numéricas e a correlação de Spearman.Resultados: Na adaptação cultural da escala participaram um total de 15 crianças, tendo a escala GAD-7 apresentado um tempo mediano de preenchimento de 2 minutos, tempo médio de 1,73 minutos, tempo máximo 3 min e confiabilidade pelo teste Alfa de Cronbach de 0,934, sem notas de incompreensibilidade. O teste-retest com 10 minutos, em média, de tempo entre ambas as aplicações, revelou ρ=0,866, p<0,001.Na fase seguinte do estudo participaram um total de 239 participantes, n=111 (46,4%) do sexo feminino, tendo-se obtido boa consistência interna de respostas com alfa de Cronbach 0,707 na análise de grupo, não revelando variação de respostas em função do sexo. Para n=32 (13,4%) casos há scores de ansiedade que merecem, de acordo com o questionário, avaliação de um profissional de saúde competente, tal como garantido pelo protocolo. Quanto à idade, até aos 10 anos inclusive, verifica-se um valor de GAD-7 médio de 11,41 e para idades maiores que os 11 anos de 12,12 (p=0,085).Verifica-se correlação positiva entre as escalas GAD-7 e EQ5Dy (ρ=0,509, p<0,001) e se nos focarmos mais especificamente na questão número 5 da escala EQD5y, ao fazer-se, também, a correlação com a GAD-7, verificamos que esta é positiva fraca e significativa (ρ=0,398, p<0,001). A correlação com o APGAR familiar demonstrou ser negativa e significativa (ρ=-0,259, p<0,001). No que se refere à satisfação escolar percebemos que existe correlação positiva (ρ=0,290, p<0,001) com a escala de “Escala de faces”.Verificou-se uma correlação positiva entre a escala EQD5y e a “Escala de faces” (ρ=0,287, p<0,001) e uma correlação negativa entre o APGAR e a “Escala de faces” (ρ=-0,239, p<0,001). Na estatística de grupo por idade, relativamente ao sexo, não se verificam diferenças para a escala GAD, com p=0,085 bem como o APGAR familiar (p=0,051). Pelo contrário na escala EQ5DY as raparigas pontuam mais (p<0,001) significando pior estado de qualidade de vida. Conclusões: A GAD-7, revelou-se uma ferramenta confiável e fiável com Alfa de Cronbach 0,932, podendo ser aplicada sem qualquer restrição, no intervalo de idades estudadas [6-16 anos]. Tem como vantagem o escasso tempo de preenchimento, máximo de 3 min.Na validação concorrente constatou-se que o ambiente familiar, a qualidade de vida e a satisfação com a escola fazem variar o resultado da escala GAD para rastreio da ansiedade nas crianças/jovens, influenciando-se, também, entre si.
Introduction: GAD-7 is a "Generalized Anxiety Disorder" screening questionnaire, designed for health care professionals use, since all responses must be verified, ensuring that the respondent understands all the questions. The definitive diagnosis is, however, based on clinical aspects as well as other relevant information, such as Generalized Anxiety symptoms present in the DSM-V. A diagnosis of Generalized Anxiety Disorder should therefore not be made solely on the basis of the result of the GAD-7 questionnaire. Objective: Cross cultural adaptation and linguistic validation of the GAD-7 questionnaire to European Portuguese. Concomitant population validation by confrontation analysis with possible factors involved in the cause of anxiety, in particular, quality of life, family life and satisfaction with the school. The tools used to evaluate these parameters were: “European Quality of Life 5 Dimensions youth”, “Family Apgar” and “Scale of faces”, to know the satisfaction with the school.Methods: Following authorization by the English authors and ethics committee, the translation was made and linguistic verification of the best adaptation to the original English and back translation was conducted. The questionnaire was then applied to 15 children and adolescents in a Family Health Unit and in a hospital in Coimbra to evaluate the questionnaire’s reliability and comprehensibility. The questionnaire was shown to have good reliability and comprehensibility. The questionnaire was applied at the same time to all students in a secondary school, in the district of Coimbra, that presented with written informed consent from their parents or guardians. The study sample was comprised bystudents aged between 6 to 16; the questionnaire was anonymous for the researchers. ThePsychologist of the School Group identified all the responders with values considered abnormal for further study. The sample size was calculated with a margin of error of 5% and a 95% confidence interval. As part of an epidemiological characterization, gender and age were surveyed. Alongside the questionnaire, the European Quality of Life 5 Dimensions (EQ5Dy), the familiar APGAR and Lickert type "Face Scale" for knowledge regarding adjustment to the school, were also used. Descriptive and inferential statistics were performed using non-parametric tests, given the non-normality of the numerical variables and the Spearman correlation.Results: A total of 15 children participated in the cross cultural adaptation of the questionnaire, with the GAD-7 questionnaire presenting a median time of completion of 2 minutes, mean time of 1.73 minutes, maximum time of 3 minutes and reliability by the Cronbach Alpha test of 0.934, without notes of incomprehensibility. The test-retest with an average time of 10 minutes between the two applications revealed ρ=0.866, p<0.001. In the next phase of the study, a total of 239 individuals participated, n=111 (46.4%) females, and the internal consistency of responses with Cronbach's alpha 0.707 was obtained in the group analysis, not revealing a variation of responses according to sex. For n=32 (13.4%) cases,there was scores of anxiety which, according to the questionnaire, warrant evaluation by a competent health professional, as guaranteed by the protocol. In regard to age, up to and including 10 years there is a mean GAD-7 value of 11.41 and for ages greater than 11 years of 12.12 (p=0.085).There is a positive correlation between the GAD-7 and EQ5Dy (ρ=0.509, p<0.001) and more specifically correlation with question number 5 of the EQD5y questionnaire, that reveals a weakly positive and significant (ρ=0.398, p<0.001). On the other hand, the correlation with the family APGAR was negative with a Spearman correlation of (ρ= -0.259, p<0.001). Regarding school satisfaction, we noticed that there is a positive correlation (ρ=0.290, p<0.001) between the "Face Scale" questionnaire and GAD-7. There was a positive correlation between the EQD5y questionnaire and the "Face scale" (ρ=0.287, p<0.001) and a negative correlation between APGAR and "Face scale" (ρ= -0.239, p<0.001). In group-by-age statistics, for sex, there were no differences for the GAD questionnaire, with p=0.085 nor for the family APGAR (p=0.051). On the contrary, on the EQ5DY questionnaire girls score higher (p<0.001), which means worse quality of life.Conclusions: In this study, GAD-7 proved to be a reliable tool to be applied without restrictions within the age ranges studied [6-16 years]. It is a brief self fulfilling scale. In this concurrent validation we were verified that family environment, quality of life and satisfaction with the school can influence its results.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89592
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese final Márcia Gonçalves.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

51
checked on Oct 1, 2020

Download(s)

37
checked on Oct 1, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons