Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89569
Title: Qualidade do Sono e Saúde em Trabalhadores por Turnos
Other Titles: Sleep quality and health of shift workers
Authors: Caldeira, Miriam Carvalho
Orientador: Lança, Ana Catarina
Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
Keywords: Trabalho por Turnos; Qualidade do Sono; Saúde; Shift work; Sleep quality; Health
Issue Date: 17-Sep-2019
Serial title, monograph or event: Qualidade do Sono e Saúde em Trabalhadores por Turnos
Place of publication or event: Indústria do sector automóvel
Abstract: A evolução do mundo atual exige que muitas indústrias laborem continuamente, destaforma tornou-se necessária a criação de vários turnos de trabalho. Esta organizaçãotemporal apresenta várias consequências para a saúde dos trabalhadores. Aqualidade do sono dos trabalhadores por turnos é gravemente prejudicada pelasalterações advindas da dessincronização do ciclo do sono.Os objetivos deste trabalho passam por avaliar e analisar a qualidade do sono e asconsequências na saúde de uma população de trabalhadores por turnos, de umaindústria transformadora do setor automóvel.A metodologia utilizada recaiu sobre a escolha de quatro questionários,nomeadamente o Questionário de Dados Individuais, Questionário Geral de Saúde,Questionário de Saúde Física e por último o Índice de Qualidade de Sono dePittsburgh (IQSP). Fizeram parte da amostra cerca de 110 trabalhadores de umaunidade industrial do ramo automóvel.Foi aplicado o teste estatístico Qui Quadrado da independência com um nível designificância de p≤0,05.De acordo com o questionário da qualidade do sono de Pittsburgh 63% dostrabalhadores apresentaram má qualidade do sono. No total da amostra a média doIQSP foi de 7,5.O questionário geral de saúde revelou que 34% da amostra apresenta perturbaçõespsicológicas acentuadas e 66% da amostra apresenta perturbações psicológicasmoderadas.De acordo com o questionário de saúde física conclui-se que 41% da amostraapresenta perturbações gastrointestinais pouco frequentes e 59% da amostraapresenta perturbações gastrointestinais inexistentes. Em relação às perturbaçõescardiovasculares, 3% apresentam perturbações cardiovasculares frequentes, 26%apresentam perturbações cardiovasculares pouco frequentes e 71% apresentamperturbações cardiovasculares inexistentes.Conclui-se que há uma relação entre a qualidade do sono e a saúde psicológica eentre qualidade do sono e a saúde física. Existindo impactos na saúde decorrentes damá qualidade do sono, situação agravada pelo trabalho por turnos.
The evolution of today's world requires many industries to work continuously, thuscreating multiple shifts. This temporal organization has several consequences forworkers' health. Sleep quality of shift workers is severely impaired by disruption of thesleep cycle.The objectives of this study are to evaluate and analyze sleep quality and the healthconsequences of a population of shift workers in an automobile processing industry.The methodology used was based on the choice of four questionnaires, namely theIndividual Data Questionnaire, General Health Questionnaire, Physical HealthQuestionnaire and, finally, the Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI). About 110workers were part of the sample of an industrial unit of the automobile industry.The Chi-Square statistical test of independence was applied with a significance level ofp ≤ 0.05.According to the Pittsburgh Sleep quality questionnaire, 63% of the workers presentedpoor sleep quality. In the total sample, the mean of the PSQI was 7.5.The general health questionnaire revealed that 34% of the sample presentedaccentuated psychological disturbances and 66% of the sample presented moderatepsychological disturbances.According to the physical health questionnaire, it is concluded that 41% of the samplehas uncommon gastrointestinal disorders and 59% of the sample presented nonexistentgastrointestinal disturbances. Regarding cardiovascular disorders, the samplestudied 3% present frequent cardiovascular disorders, 26% have uncommoncardiovascular disorders and 71% have non-existent cardiovascular disorders.It is concluded that there is a relationship between sleep quality and healthpsychological and between sleep quality and physical health. There are impacts onhealth resulting from poor quality of sleep, a situation worsened by shift work.
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Ocupacional apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89569
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação - Miriam Caldeira.pdf3.87 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

5
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

2
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons