Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89536
Title: Resistência aos antibióticos em Staphylococcus aureus: uma revisão.
Other Titles: Antibiotic resistance in Staphylococcus aureus: a review.
Authors: Costa, Celso Miguel Furtado Cabral Gomes da
Orientador: Cunha, José Gabriel Saraiva
Keywords: Staphylococcus aureus; MRSA; VRSA; resistência; antibióticos; penicilina; meticilina; vancomicina; daptomicina; linezolide; Staphylococcus aureus; MRSA; VRSA; resistance; antibiotics; penicillin; methicillin; vancomycin; daptomycin; linezolide
Issue Date: 11-Jan-2019
Serial title, monograph or event: Resistência aos antibióticos em Staphylococcus aureus: uma revisão.
Place of publication or event: FMUC
Abstract: IntroduçãoO aparecimento de estirpes bacterianas resistentes foi talvez o maior dilema da introdução dos antibióticos na prática clínica. Staphylococcus aureus é um exemplo paradigmático neste aspecto, sendo um dos agentes patogénicos que mais resistência antibacteriana provoca. A sua prevalência global tem aumentado, sendo que infecções causadas por esta espécie representam um grave problema epidemiológico. Esta tese tem como objectivo realizar uma revisão das resistências aos antibióticos em Staphylococcus aureus, desde as mais remotamente conhecidas até ao paradigma actual da antibioterapia recente. Pela sua relevância na prática clínica quando falamos de Staphylococcus aureus meticilino-resistente, é dada, nesta tese, uma maior ênfase à vancomicina.Materiais e métodosFoi realizada a pesquisa de artigos em sites de publicação científica de bases como MEDLINE-PubMed e Up ToDate. Os artigos foram seleccionados/excluídos de forma rigorosa, conforme o conteúdo do título e/ou resumo. Os termos usados para pesquisa nas bases consultadas vão ao encontro das palavras-chave referidas. Foram dados foco e ênfase aos resultados propriamente ditos.ResultadosStaphylococcus aureus tem características peculiares que permitiram a identificação de diferentes alvos de antibioterapia ao longo dos tempos, tendo em conta uma panóplia de variáveis na procura do melhor antibiótico para diferentes situações infecciosas. No entanto, esta espécie desenvolveu resistência aos vários tipos de antibióticos que foram sendo sucessivamente introduzidos na prática clínica, nomeadamente penicilina, meticilina, vancomicina, linezolide e daptomicina, existindo já mecanismos de resistência relativamente bem explicados para cada um destes grupos de antibióticos, bem como uma epidemiologia razoavelmente definida e casos identificados e reportados. Existe também uma estirpe de Staphylococcus aureus meticilino-resistente adquirida na comunidade, com mecanismos de resistência e epidemiologia diferentes.Discussão e conclusõesStaphylococcus aureus meticilino-resistente deve ser considerado uma temática prioritária a nível da saúde pública e uma emergência em termos de resistência aos antibióticos, sendo uma bactéria que pode ser responsável por doenças relativamente frequentes e severas; provoca resistência a antibióticos usados comummente na prática clínica e tem capacidade de forte e rápida disseminação a nível global. De facto, ao longo dos tempos, diversos mecanismos de resistência foram descritos, sendo estas infecções um problema claramente crescente e com um custo implicado elevado. Há algumas perspectivas futuras de novas abordagens a esta temática, mas mais esforços devem ser feitos no sentido de um melhor tratamento deste verdadeiro problema.
IntroductionThe emergence of resistant bacterial strains was perhaps the greatest dilemma of the introduction of antibiotics into clinical practice. Staphylococcus aureus is a paradigmatic example of this, being one of the pathogens that more antibacterial resistance provokes. Its global prevalence has increased, and infections caused by this species represent a serious epidemiological problem. This thesis aims to review the resistance to antibiotics in Staphylococcus aureus from the most remotely known ones to the current paradigm of recent antibiotics. Because of its relevance in clinical practice when we speak of Methicillin-resistant Staphylococcus aureus, a greater emphasis on vancomycin is given in this thesis.Materials and methodsThe research of the articles was made on scientific publication sites such as MEDLINE-PubMed and Up ToDate. The articles were selected/excluded in a rigorous way, according to the content of the title and/or the abstract. The terms used to search the bases consulted are in line with the keywords mentioned. Focus and emphasis were given to the results themselves.ResultsStaphylococcus aureus has peculiar characteristics that allowed the identification of different antibiotic targets over the time, taking into account a wide variety of variables in the search for the best antibiotic for different infectious situations. However, this species developed resistance to the various types of antibiotics that were successively introduced in the clinical practice, like penicillin, methicillin, vancomycin, linezolide and daptomycin. There are already relatively well defined resistance mechanisms described for each of these groups of antibiotics as well as reasonably defined epidemiology and cases identified and reported. There is also a community-acquired strain of Methicillin-resistant Staphylococcus aureus, with different mechanisms of resistance and epidemiology.Discussion and conclusionsMethicillin-resistant Staphylococcus aureus should be considered a priority issue in public health and an emergency in terms of antibiotic resistance, being a bacterium that may be responsible for relatively frequent and severe diseases; provokes resistance to antibiotics commonly used in clinical practice and has a strong and rapid dissemination capacity at a global level. In fact, over the time, various resistance mechanisms have been described, with these infections being a clearly growing problem and with a high implicated cost. There are some future prospects for new approaches to this subject, but more efforts must be made to better address this real problem.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89536
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Mestrado Celso Costa.pdf2.02 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

11
checked on Jul 2, 2020

Download(s)

5
checked on Jul 2, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons