Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89533
Title: MULTIMORBILIDADE - AUTOPERCEÇÃO DA REALIZAÇÃO DE MEDICINA CENTRADA NA PESSOA
Other Titles: Multimorbidity - The Autoperception of achievement in Person-centered medicine
Authors: Santos, Pedro Miguel Franco
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Medicina Centrada na Pessoa; Multimorbilidade; Medicina Geral e Familiar; Patient-Centered Care; Multimorbidity; General Practice
Issue Date: 22-Mar-2019
Serial title, monograph or event: MULTIMORBILIDADE - AUTOPERCEÇÃO DA REALIZAÇÃO DE MEDICINA CENTRADA NA PESSOA
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Introduction: The General Practice specialist is one of the medical pilars regarding multimorbidity care. As a result, the practice of Person-Centered Medicine (MCP) may be beneficial. However, dealing with Multimorbidity may require an additional effort from the doctor. Therefore, and because no instrument to assess the General Practice Multimorbidity Management Overload (SoGeMM-MGF) in Portugal was available, the purpose of this work is to validate a questionnaire capable of doing that and to compare it to the practice of a PersonCentered Medicine. Material and Methods: This work was divided in two phases: SoGeMM-MGF questionnaire validation phase; Aplication of both, SoGeMM-MGF and MCP, questionnaires. The participants in the first phase were 32 General Practitioners that worked in Health Centers in the region of Administração Regional de Saúde do Centro (Portugal). In the second phase, 221 answers of both MCP and SoGeMM-MGF were collected with the colaboration of Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos. Finally, it was used descriptive and inferential statistics with the data that was obtain. Results: In the first phase, the sample was composed by 32 participants, mainly women, with ages from 32 to 66 years old. In this phase, we obtained a Cronbach’s Alpha of 0,807 (test) and 0,815 (retest). In the second phase, the sample was composed by 114 validated answers in a total of 221 questionnaires collected. Most of the participants in the second phase were women (62,3%) and the age range was 31-68 years old. It was identified that the time elapsed working with Multimorbidity is related to the SoGeMM-MGF (Spearman’s coefficient = 0,198; Significance = 0,034) and that the practice of a Person-Centered Medicine is not related to this Overload (Spearman’s coefficient = -0,055; Significance = 0,563). Discussion: With this work, the validation of the SoGeMM-MGF questionnaire was achieved. The results show that this questionnaire has an excellent reliability and internal consistence. In terms of application of both questionnaires, it is highlighted the hypothesis that, as years go by, the general practitioner acquires an adaptative capability which protects him from the Multimorbidity Management Overload. Furthermore, no relation between the Multimorbidity Management Overload and the Person-Centered Medicine was found, suggesting that they are not dependent of one another. Conclusion: The SoGeMM-MGF questionnaire was successfully validated, making it possible to evaluate the Multimorbidity Management Overload in Portugal. In terms of Person-Centered Medicine, no relation with the SoGeMM-MGF was found. Finally, it is presented a few proposals regarding the themes of this work that may be conducted in the future.
Introdução: O médico especialista em Medicina Geral e Familiar (MGF) é um dos que lida com a Multimortilidade, podendo a prática de uma Medicina Centrada na Pessoa (MCP) trazer benefícios, embora possa ser desgastante para o médico. Por não existir nenhum instrumento para avaliar, em MGF, a Sobrecarga da Gestão da Multimorbilidade em Portugal, identificouse a necessidade de construir e validar um questionário para avaliá-la e relacioná-la com a prática de uma MCP. Material e Método: O trabalho foi dividido em duas fases: fase de validação do questionário SoGeMM-MGF; fase de aplicação dos questionários SoGeMM-MGF e MCP. Na primeira fase participaram 32 médicos de MGF pertencentes a Agrupamentos de Centros de Saúde da Administração Regional de Saúde do Centro (Portugal). Na segunda fase, foram obtidas 221 respostas aos questionários, tendo contado com a colaboração da Secção Regional Centro da Ordem dos Médicos para a recolha dos dados. Foi realizada estatística descritiva e inferencial. Resultados: Na fase de validação do questionário SoGeMM-MGF, a amostra foi composta por 32 participantes com idades entre os 32 e 66 anos, sendo a maioria mulheres. Nesta fase foi verificada a confiabilidade com um Alfa de Cronbach de 0,807 (teste) e 0,815 (reteste). Na segunda fase do trabalho, a amostra foi composta por 114 questionários validados das 221 respostas obtidas, sendo composta por elementos com idades entre os 31 e 68 anos e a maioria do sexo feminino (62,3%). Identificou-se que o tempo de trabalho com Multimorbilidade está relacionado com a Sobrecarga da Gestão da Multimorbilidade (Coeficiente de Spearman = 0,198; Significância = 0,034) e que a realização de uma MCP não está, por si só, relacionada com esta sobrecarga (Coeficiente de Spearman = - 0,055; Significância = 0,563). Discussão: Com a realização deste trabalho, é feita a validação de um novo questionário com o intuito de avaliar a SoGeMM em MGF. Os resultados do trabalho de validação permitem concluir que a confiabilidade e consistência interna do questionário são excelentes. Em termos de aplicação dos questionários, salienta-se a hipótese de que, ao longo dos anos, o médico adquire uma capacidade adaptativa que o protege da Sobrecarga associada à gestão dos doentes com Multimorbilidade. Para além disso, não foi encontrada nenhuma correlação entre a SoGeMM-MGF e a prática de uma MCP, o que sugere que estas não são dependentes uma da outra. Conclusão: Foi validado o questionário SoGeMM-MGF, capaz de avaliar a sobrecarga sentida pelos médicos especialistas em MGF, num contexto de Multimorbilidade. Em termos de MCP, verificámos que não existe relação entre a realização de uma MCP e a SoGeMM em médicos de MGF. Por fim, são apresentadas algumas propostas para o seguimento de trabalhos no âmbito de MCP e SoGeMM no futuro.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89533
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

8
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

3
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons