Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89527
Title: Comparação da eficácia da administração de surfactante por método não invasivo em relação ao método convencional
Other Titles: comparision of the efficacy of non-invasive surfactant administration with the conventional method
Authors: Gaspar, Ana Raquel Duarte Sousa Coelho
Orientador: Oliveira, Guiomar Gonçalves
Bernardo, Maria Cristina da Rocha Resende
Keywords: Neonatologia; Recém-nascido prematuro; Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido; Surfactantes pulmonares; Intubação intratraqueal; Neonatology; Infant, premature; Respiratory Distress Syndrome, Newborn; Pulmonary Surfactants; Intubation, intratracheal
Issue Date: 25-Mar-2019
Serial title, monograph or event: Comparação da eficácia da administração de surfactante por método não invasivo em relação ao método convencional
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A abordagem tradicional do recém-nascido pré-termo com Síndrome de Dificuldade Respiratória consiste na intubação, ventilação e administração de surfactante. Com a aplicação deste tratamento verificou-se uma diminuição significativa tanto da mortalidade como da morbilidade pulmonar. Contudo, a ventilação mecânica continua a ser um grande fator de iatrogenia, sendo responsável pelo desenvolvimento de patologias como a displasia broncopulmonar. Com o uso sistemático de corticoterapia pré-natal, muitos dos recém-nascidos pré-termo não necessitam de ser ventilados na sala de partos. Desta forma, sabendo que mesmo curtos períodos de pressão positiva podem ser prejudiciais ao pulmão imaturo, têm surgido novas técnicas de instilação de surfactante. Estas técnicas privilegiam métodos que não necessitam de ventilação invasiva, tentando evitar as complicações que lhe estão associadas. O objetivo deste trabalho é apresentar estes novos métodos e comparar a sua eficácia quando confrontadas com a técnica atualmente utilizada. Para isso, foi realizada uma revisão científica a partir das bases de dados “PubMed”, “Cochrane Library” e “Elsevier” utilizando conetores boleanos para pesquisar os dois principais termos presentes no título e ou no resumo dos artigos: “minimally invasive surfactant administration” e “less invasive surfactant administration”.Foram incluídos dez artigos: três abordam a técnica INSURE (Intubation, Surfactant, Extubation), cinco o catéter endotraqueal fino, um a máscara laríngea e um a instilação orofaríngea, para comparação com o método convencional relativamente aos seguintes parâmetros: taxa de mortalidade, taxa de displasia broncopulmonar, duração da oxigenoterapia e necessidade de ventilação mecânica.Apesar da escassez de artigos existentes sobre o tema, concluiu-se que o catéter endotraqueal fino é a técnica que apresenta melhores resultados a nível da redução da mortalidade e da necessidade de ventilação invasiva. As novas técnicas de instilação de surfactante são procedimentos relativamente seguros, associados a uma percentagem reduzida de efeitos secundários. Apesar de não utilizados de forma rotineira na maioria das unidades neonatais, apresentam resultados promissores
The conventional approach of premature neonates with Respiratory Distress Syndrome consists on the administration of an exogenous surfactant through endotracheal intubation followed by mechanical ventilation. The surfactant treatment led to a drastic reduction in premature’s mortality with Respiratory Distress Syndrome. However, the mechanical ventilation is also associated with iatrogenic effects as bronchopulmonary dysplasia. Nowadays, with the systematic use of prenatal corticotherapy, the invasive ventilation is not needed in most of premature neonates in the delivery room. Therefore, knowing that even short periods of positive pressure can damage the immature lung, minimally invasive techniques of surfactant instillation have been created and developed with the aim of minimizing short and long-term effects associated with mechanical ventilation.The purpose of this essay is to present the minimally invasive surfactant administration techniques and to compare their performance and efficacy with the method currently used. We conducted a research on "PubMed", "Cochrane Library" and "Elsevier" databases, using the keywords "minimally invasive surfactant administration" and “less invasive administration of surfactant ". From the literature review, ten articles were found: three addressing the INSURE method, five the thin endotracheal catheter, one the laryngeal mask and one the oropharingeal instillation. The non-invasive/minimally techniques and the INSURE method were compared with the conventional technique concerning the parameters: mortality, bronchopulmonary dysplasia, need for oxygen therapy and duration of mechanical ventilation. Despite the reduced number of articles found, it has been concluded that the endotracheal catheter is really effective in reducing the mortality rate and in the reduction of the need of mechanical ventilation.Even though the researched methods are fairly safe procedures and associated with few side effects, minimally invasive techniques are still poorly explored and are not used as much as they could in the maternity units.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/89527
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese final.pdf1.17 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

7
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

1
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons