Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/89482
Title: Oxitocina: uma esperança para a integração dos autistas
Authors: Menezes, Daniella de França
Orientador: Almeida, Leonor Martins
Keywords: Oxitocina; Autismo; Terapia
Issue Date: Jul-2014
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) são distúrbios do desenvolvimento de foro neurológico, que se caracterizam por défices na interacção social, dificuldades na comunicação, comportamento repetitivo e interesse restrito, demonstrando grande variedade de manifestações e gravidade. Estas perturbações incluem o Autismo, a Síndrome de Asperger e a Perturbação Global do Desenvolvimento sem Outra Especificação. Actualmente, não existe nenhum tratamento para o Autismo que actue a nível da interacção social, com a agravante das causas não estarem esclareci, nem haver diagnóstico laboratorial. A oxitocina é um neuropeptídeo, conhecido pelo seu efeito periférico de estimular as contracções uterinas e a libertação de leite materno, que começa a ganhar enorme relevância como “hormona do amor”, com efeito central responsável pelo comportamento social, emoção, comunicação e ansiedade. Os estudos realizados comprovam que a oxitocina pode desempenhar um papel na etiologia do Autismo e que uma administração única de oxitocina intranasal é capaz de melhorar a função social. Assim, a oxitocina pode representar um potencial tratamento para as Perturbações do Espectro do Autismo com alvo nos principais défices.
The Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopment disorder characterized by abnormalities in speech and comunication, impaired social functioning, repetitive behaviors and restricted interests. ASD includes Autism, Asperger Syndrome and Pervasive Developmental Disorder with no Other Specification (PDD-NOS), with the same core symptom domains, but differing in the specific symptoms and in their severity. There is no actual treatment for the social deficts of Autism, and the etiology is unknown. Oxytocin is a neuropeptide, known for its peripheral effects on facilitating uterine contractions and milk let-down, however, it is starting to show a role as the “love homone” due to its central effects as a modulator of social behavior, emotion, comunication and anxiety. Extensive data from several studies suggest that oxytocin may play a role in the etiology of Autism and that a single intranasal administration of oxytocin enhances social function. Thus, oxytocin may become a potencial treatment targeting the core deficits of Autism Spectrum Disorder.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/89482
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
M_Daniella Menezes.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

73
checked on Oct 1, 2020

Download(s)

28
checked on Oct 1, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.