Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/88093
Title: Para além da métrica e da morfologia: Influência da idade à morte, sexo, densidade mineral óssea, massa óssea e preservação na análise química por FTIR-ATR
Other Titles: Beyond metrics and morphology: Influence of age at death, sex, bone mineral density, bone mass and preservation in chemical analysis by FTIR-ATR
Authors: Pedrosa, Mariana de Sousa Lopes França
Orientador: Curate, José Francisco Taborda
Ferreira, Maria Teresa dos Santos
Keywords: Antropologia Forense; Antropologia Química; Bioapatite; Espectroscopia IV; Perfil Biológico; Bioapatite; Biological Profile; Chemical Anthropology; Forensic Anthropology; IR Spectroscopy
Issue Date: 24-Jul-2019
Serial title, monograph or event: Para além da métrica e da morfologia: Influência da idade à morte, sexo, densidade mineral óssea, massa óssea e preservação na análise química por FTIR-ATR
Place of publication or event: DCV
Abstract: Na Antropologia Forense, a aplicação de métodos bioantropológicos para a estimativa do perfil biológico de restos esqueléticos humanos é, muitas vezes, dificultada pelas má preservação e representatividade esquelética, comprometendo a sua fiabilidade. Portanto, o desenvolvimento de métodos alternativos para a estimativa do perfil biológico de restos humanos, sem ter de recorrer à análise métrica e morfológica dos ossos, é um dos aspetos fundamentais em contextos forenses. A idade e o sexo do indivíduo podem provocar alterações na morfologia, massa e dimensão dos ossos, bem como na sua composição química. Nesse sentido, esta investigação teve como objetivo fulcral avaliar se os índices Am/P, API, BPI, C/C, C/P e IC, obtidos através da FTIR-ATR são métodos viáveis para a estimativa de dois parâmetros do perfil biológico: idade à morte e sexo. Para tal, recorreu-se a uma amostra de 80 fémures e úmeros provenientes da Coleção de Esqueletos Identificados do Séc. XXI. Concluiu-se que, com o avanço da idade, os fémures das mulheres apresentam valores do IC mais baixos, mas o BPI e o C/P aumentam, sendo a deformação e o desordenamento da rede cristalina provavelmente afetada pela integração do conteúdo do tipo B.Adicionalmente, apurou-se se os mesmos rácios diferiam consoante o IPG, a massa óssea do úmero e do fémur, a CMO (total e do colo femoral), a DMO (total, colo femoral, grande trocânter, região intertrocantérica e área de Ward) e a área (total e do colo femoral). Constatou-se que apenas a DMO do sexo feminino apresentava uma relação significativa com os índices femorais em estudo, enquanto o Am/P e o API nos homens correlacionaram-se com a área total do fémur das regiões de interesse e a área do colo do fémur, muito provavelmente devido a diferenças existentes na estrutura e fisiologia, bem como resistência mecânica.Os rácios aqui analisados, sobretudo o IC e o BPI, revelam uma possibilidade de um novo método para estimar a idade à morte, sendo o sexo já conhecido, auxiliando deste modo a avaliação do perfil biológico quando os métodos convencionais não podem ser aplicados. Investigações futuras são necessárias para uma melhor compreensão e fiabilidade dos resultados obtidos.
In Forensic Anthropology, the application of bioanthropological methods for estimating the biological profile of human skeletal remains is often hampered by poor preservation and skeletal representativeness, compromising its reliability. Therefore, the development of alternative methods for the estimation of the biological profile of human remains, without having to resort to the osteometric and osteomorphological analysis, is one of the fundamental aspects in Forensic Anthropology.Age, as well as sex, may cause changes in bone morphology, mass and size, along with in its chemical composition. In this sense, this research had as main objective to evaluate if the Am/P, API, BPI, C/C, C/P and CI indexes, obtained through the FTIR-ATR, are feasible methodologies for the estimation of two parameters of the biological profile: age at death and sex. For this, a sample of 80 femurs and humeri from the 21st Century Identified Skeletal Collection was used. It was concluded that, with advancing age, females have lower CI values, but BPI and C/P increase, with the deformation and disruption of the crystalline lattice probably affected by the incorporation of type B.In addition, it was determined whether the same ratios differed according to the rate of general preservation, bone mass of the humerus and femur, BMC (total and femoral neck), BMD (total, femoral neck, great trochanter, intertrochanteric region and Ward’s area) and the area (total and femoral neck). It was found that only female BMD had a significant relation with the femoral indexes under study, whereas the Am/P and the API in males correlated with the total proximal femur area of the regions of interest and the femoral neck area, most likely due to differences in structure and physiology, as well as mechanical resistance.The ratios analysed here, especially the CI and BPI, reveal a possibility of a new methodology to estimate the age at death, once the sex is already known, thus helping the assessment of the biological profile when conventional methods cannot be applied. Future research is necessary for a better understanding and reliability of the results obtained.
Description: Dissertação de Mestrado em Antropologia Forense apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/88093
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Dissertação Mariana França Pedrosa.pdf2.14 MBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

112
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

40
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons