Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/88063
Title: Effects of temporal and spatial variation of resources on the foraging patterns of honey bees in the agricultural landscape
Other Titles: Efeitos da variação temporal e espacial de recursos nos padrões de alimentação de abelhas melíferas na paisagem agrícola
Authors: Gigauri, Mari
Orientador: Sousa, José Paulo Filipe Afonso de
Loureiro, Sílvia Raquel Cardoso Castro
Keywords: Waggle dance; Pollination; Melliferous plants; Floral resource availability; Apis mellifera; Dança das abelhas; Polinização; Plantas melíferas; Disponibilidade de recursos florais; Apis mellifera
Issue Date: 3-Sep-2019
Serial title, monograph or event: Effects of temporal and spatial variation of resources on the foraging patterns of honey bees in the agricultural landscape
Place of publication or event: DCV
Abstract: Honey bees are the most important managed pollinators for agriculture globally. With the fragmentation of the natural habitats in intensive agricultural landscapes, the food sources for the honey bees have significantly changed presenting an overall decline in abundance and quality (considering both spatial and temporal scales). These changes are expected to have significant impacts on biodiversity, resulting in the decline of honey bees and other wild or managed pollinators. As global agriculture is becoming more and more dependent on pollination services frequently provided by insects, it is extremely important to design pollinator-friendly solutions that addresses the key drivers of the population declines. This study analyses the effects of temporal and spatial variation of flower resources on the foraging patterns of honey bees in an intensive agricultural landscape. For this, Albillos in the Province of Burgos (Spain) was chosen as a study area and native subspecies of honey bees Apis mellifera ssp. Iberiensis as the study subject. Waggle dance decoding was used as the main method to identify the main foraging locations of honey bees and changes in resources were assessed by a monthly flowering species quantification through landscape monitoring at 10×10 km area. The importance of plant species for honey bees was classified based on literature data. The study revealed spatial and temporal variability in floral resources in the landscape. In natural areas we have found a diversity of plants species, instead of the dominance of a given plant, thus providing diverse food resources. Consequently, the results also show temporal and spatial variability in the foraging locations of honey bees. There were visible differences in foraging patterns of honey bees, foraging closer to the hive in June and farther from the hive later in summer. Honey bees performed waggle dances signaling the abundant wildflower resources in June, a mix of wildflowers and sometimes alfalfa in July, and mostly sunflower and rarely wildflowers in August. We can conclude that honey bees have shown a clear preference for wildflower resources, when available in the landscape. They forage in the agricultural fields only when higher quality floral resources are lacking near the hive. Our results support the need for applying bee-friendly practices in the agricultural landscape and promoting sustainable beekeeping.
A abelha melífera é o polinizador domesticado mais importante para a agricultura a nível mundial. Com a fragmentação dos habitats naturais devido às explorações agrícolas intensivas, as fontes de alimento para as abelhas melíferas têm sofrido alterações significativas, apresentando um declínio generalizado em abundância e qualidade (considerando ambas as escalas temporal e espacial). Espera-se que estas alterações tenham impactos significativos na biodiversidade, resultando no declínio das abelhas melíferas e outros polinizadores, sejam eles selvagens ou domesticados. Com o aumento da dependência da agricultura mundial dos serviços de polinização frequentemente providenciados por insetos, é de extrema importância criar soluções que beneficiem a polinização e que visem os principais impulsionadores do declínio das populações. Neste estudo analisaram-se os efeitos da variação temporal e espacial dos recursos florísticos nos padrões de forrageamento da abelha melífera numa paisagem agrícola intensiva. Para esse propósito, foi escolhido como área de estudo o município de Albillos, na província de Burgos (Espanha), e como objeto de estudo a subespécie nativa de abelha melífera, Apis mellifera ssp. iberiensis. O método principal para identificar os principais locais de forrageamento por parte das abelhas foi a descodificação de “waggle dance”. Por sua vez, as alterações nos recursos foram avaliadas por uma quantificação mensal das espécies em floração através da monitorização da paisagem numa área de 10x10 km em redor do apiário . A classificação da importância das espécies de plantas para a abelha melífera foi baseada em dados bibliográficos. Este estudo revelou variabilidade espacial e temporal dos recursos florísticos na paisagem. Nas áreas naturais encontrou-se uma diversidade de espécies de plantas, em vez da dominância de uma determinada planta/espécie, proporcionando dessa forma diferentes recursos alimentares. Consequentemente, os resultados também mostraram variabilidade temporal e espacial nos locais de forrageamento das abelhas melíferas. Existiram diferenças notórias nos padrões de forrageamento das abelhas, forrageando mais perto da colmeia em Junho e mais afastado ao longo do verão (Julho e Agosto). As abelhas realizaram danças sinalizando locais com abundância de flores silvestres em Junho, uma mistura de flores silvestres e algumas vezes alfalfa em Julho, e predominantemente zonas com girassol e escassas zonas com flores silvestres em Agosto. Podemos concluir que as abelhas mostraram clara preferência por recursos de flores silvestres, quando estes se encontravam disponíveis na paisagem. As mesmas forragearam em campos agrícolas apenas quando recursos florísticos de alta qualidade escasseavam nas redondezas da colmeia. Os nossos resultados suportam a necessidade de aplicar práticas mais favoráveis às abelhas nas paisagens agrícolas em conjunto com a promoção da apicultura sustentável.
Description: Dissertação de Mestrado em Ecologia apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/88063
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação de Mari Gigauri.pdf3.08 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

108
checked on Jun 11, 2021

Download(s)

48
checked on Jun 11, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons