Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/878
Title: Epidemologia das Doenças Cardiovasculares (definição de um modelo experimental de Investigação epidemiológica).
Authors: Cardoso, Salvador Massano 
Keywords: Medicina Interna
Issue Date: 1984
Abstract: As doenças cardiovasculares constituem um flagelo médico-social nos nossos dias. O objectivo do nosso estudo centrou-se na análise das mesmas e dos principais factores de risco em Portugal. Neste trabalho estudámos a importância dos factores sócio-económicos, culturais, demográficos, sanitários, cuidados médicos, alimentares, desenvolvimento global e actividade agrícola, a nível regional, tentando conhecer o peso dos mesmos na mortalidade das doenças cardiovasculares a nível regional e que entre nós apresentam comportamentos díspares, consoante se trata do Norte, Centro ou Sul do País. Concluímos que dentro de todos os mais importantes eram : factores demográficos, alimentares e sanitários. Dentro dos inúmeros factores de risco cardiovasculares, destacamos o papel desempenhado pela > das águas de consumo na prevenção cardivascular. Apesar de controversa, efectuámos um levantamento nacional ( 260 Concelhos) caracterizando as águas de abastecimento público a nível concelhio no tocante a vários parâmetros (Ca, Mg, Zn, Cu, Al, Pb, Mn, pH, Fe). Deste modo foi possível identificar as águas, caracterizando-as de acordo com a concentração daqueles elementos. Verificámos diferenças regionais marcadas, sobretudo em relação à dureza, cálcio e magnésio, que apresentam concentrações mais elevadas a partir do Centro-litoral (em direcção ao Sul), Ribatejo, Alentejo e Algarve. Sabendo que a alimentação tem um papel importante na génese das doenças cardiovasculares devido aos efeitos hiperlipideminantes da mesma (colesterol, triglicerídeos, ácidos gordos) e sabendo igualmente que entre nós existem diferenças regionais sobretudo nas áreas urbanas e rurais, no tocante ao consumo dos diferentes princípios imediatos e tipo de gorduras, procedemos com base em inquéritos alimentares efectuados por outros autores, definir um modelo experimental-animal – que pudesse traduzir num curto espaço de tempo os efeitos metabólicos e anatómicos das referidas dietas. Assim, seleccionámos o frango como animal de experiências, dentro das quais destacamos o comportamento dos diferentes ácidos gordos plasmáticos, do fígado, do coração e da gordura, através de cromatografia gasosa. Concluímos que o animal em questão e a metodologia utilizada poderá ser útil para avaliar os efeitos aterogénicos da alimentação humana.
URI: http://hdl.handle.net/10316/878
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

297
checked on Sep 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.