Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/87424
Title: Mapeamento do Geopatrimônio e do Patrimônio Cultural da região de João Pessoa (Paraíba) para fins de geoturismo urbano e costeiro
Authors: Pereira, Luciano Schaefer 
Orientador: Cunha, Lúcio
Nascimento, Marcos Antônio
Keywords: Geopatrimônio; João Pessoa; Geoturismo; Patrimônio cultural
Issue Date: 11-Mar-2019
Abstract: O Geoturismo consiste em uma atividade que se localiza na interface do turismo de natureza e do turismo cultural, pois pode se desenvolver tanto em ambientes naturais e rurais e urbanos, divulgando e promovendo a geodiversidade e seu geopatrimônio, num sentido mais restrito, ou a sua relação com as civilizações e culturas, num sentido mais lato. Consiste na adição da geodiversidade e do geopatrimônio à atividade turística, focado em locais de interesse geoturístico, beneficiando as comunidades locais e dando uma nova experiência turística aos visitantes. Esta tese visa preencher uma lacuna referente ao mapeamento, com a posterior divulgação, da geodiversidade in situ, do geopatrimônio e da geodiversidade ex situ associada ao Patrimônio Cultural de João Pessoa (PB) e arredores, através da união dos aspectos naturais, especialmente os abióticos, aos aspectos culturais. No sentido de promover a divulgação do meio abiótico valorado e do Patrimônio Cultural da área, foram desenvolvidos produtos, dos quais se destacam o mapa geoturístico com roteiros específicos, dividido em três partes (Centro Histórico, Litoral Urbano e Litoral Sul), também na forma de folders e três painéis geointerpretativos em locais de interesse geoturístico emblemáticos distribuídos em cada uma destas partes. Para tanto, após uma exaustiva recolha de informações científicas sobre a Bacia da Paraíba e de uma análise minuciosa de documentos históricos acerca da Capitania da Parahyba e de seu Patrimônio Cultural, foram selecionados 48 locais de interesse geoturístico na área, sendo 35 associados ao meio abiótico (Geodiversidade e Geopatrimônio) e 13 ao Patrimônio Cultural. Em um primeiro momento, estes locais foram inventariados e avaliados qualitativamente, através do preenchimento de uma ficha, em que os valores estéticos, científicos, culturais, funcionais (ecológicos) e econômicos tiveram papel fundamental. Posteriormente, os locais de interesse geoturístico associados ao meio abiótico foram avaliados do ponto de vista semiquantitativo, através de uma metodologia proposta neste trabalho, em que foram considerados os valores estéticos, culturais, científicos, funcionais (ecológicos) e de uso, onde aqueles com os mais altos potenciais geoturísticos foram inseridos no roteiro, resultando em 24 locais de interesse geoturístico. Considerando que a atividade geoturística, apesar de ser sustentável, pode causar danos onde se realiza, foi executada uma avaliação semiquatitativa do ‘Índice de Risco Iminente’ dos locais de interesse geoturístico associados ao meio abiótico, utilizando como indicador a ‘Necessidade de Proteção’ de cada local, a partir de 10 variáveis ponderadas. Concomitante às avaliações realizadas, foi analisada a percepção que viajantes que estiveram na Capitania da Parahyba durante o período colonial possuíam acerca do ambiente físico, que foi primordial para a consolidação e expansão urbana da capital, resultando em sua paisagem cultural em que a natureza privilegiada, associada ao patrimônio cultural importante, resultou na apropriação deste ambiente costeiro, com a consequente evolução urbana que data do século XVI. Para isto, recorreu‑se a uma farta documentação iconográfica e textual elaborada durante o período, com o papel de acrescentar ao roteiro geoturístico estas informações. Nesta perspectiva, conclui-se que a área da presente tese possui potencial para a inserção da atividade geoturística, visto apresentar inegável importância histórica e geocientífica, uma vez que, respectivamente, João Pessoa consiste na quarta cidade mais antiga do país e a Bacia da Paraíba foi a última a se desligar do continente africano quando a porção sul do megacontinente Pangeia, se fragmentou, apresentando também aspectos geológicos, geomorfológicos, hidrológicos e pedológicos que lhe conferem uma geodiversidade notável. Ademais, pôde-se atribuir um novo significado à paisagem, perpassando pelo estético-artístico ao funcional-econômico, tendo sido intencional entrelaçar os elementos geopatrimoniais às práticas culturais que forjaram a cidade e a identidade do povo que sobre ela se assentou, assim como entrelaçar o geopatrimônio ao turismo em João Pessoa, para que mais uma motivação desperte o interesse dos turistas, agora voltado para o viés da litosfera e hidrosfera, aliado a cultura centenária local.
Geotourism consists of an activity that is located at the interface of nature tourism and cultural tourism, as it can develop in both natural and rural environments as well as in urban environments, disclosuring and promoting geodiversity and its geoheritage in a strict sense or its relationship with civilizations and cultures, in a lato sense. It consists of the addition of geodiversity and geoheritage to the tourist activity, focused on places of geotourism interest, benefiting the local communities and giving a new tourist experience to the visitors.This thesis aims to fill a gap regarding the mapping, with subsequent disclosure, of the situ geodiversity in situ, geoheritage and geodiversity ex situ associated with the Cultural Heritage of João Pessoa (PB) and surroundings, through the union of the natural aspects, especially the abiotic ones to cultural aspects. In order to promote the dissemination of the valued abiotic environment and the Cultural Heritage of the area, products were developed, of which the geotouristic mapwith specific itineraries is highlighted, divided into three parts (Historic Center, Urban Coast and South Coast), also in the form of folders and three geointerpretative panels in emblematic places of geoturistic interest distributed in each one of theseparts.After an extensive collection of geoscientific information about the Paraíba Basin and a detailed analysis of historical documents about the Parahyba Capitany and its Cultural Heritage, 48 geotouristic interest locals were selected in the area, of which 35 were associated with the abiotic environment (Geodiversity and Geoheritage) and 13 to the Cultural Heritage. Initially, these locals were inventaried, by completing arecord, in which aesthetic, scientific, cultural, functional (ecological) and economic values played a fundamental role.Subsequently, the geotouristic interest locals associated with the abiotic environment were evaluated from a semiquantitative point of view, through a methodology proposed in this work, where aesthetic, cultural, scientific, functional (ecological) and use values were considered, where those with the highest geotouristic potentials were inserted in the route, resulting in 24 geotourism interest locals.Considering the geoutourism activity, although sustainable, cancause damages where it is carried out, a semiquantitative evaluation of the ‘Imminent Risk Index’ of the geotourism sites associated to the abiotic environment was calculated, using as an indicator the ‘Need for Protection’ of each local, from 10 weightedparameters.Concomitant with the evaluations carried out, it was analyzed the perception that travelers who were in the Parahyba Capitany during the colonial period had about the physical environment that was primordial for the consolidation and urban expansion of the capital, resulting in its cultural landscape in which the privileged nature, associated to the important cultural heritage, resulted in the appropriation of this coastal environment, with the consequent urban evolution dating from the sixteenth century. For this, it was used a large iconographic and textual documentation elaborated during the period, with the role of adding to the geotouristic route this information.xIn this perspective, it is concluded that the area of the present thesis has potential for the insertion of the geotourism activity, since it presents undeniable historical and geoscientific importance, as, respectively João Pessoa is the fourth oldest city in the country and the Paraíba Basin was the last to detach itself from theAfrican continent when the southern portion of the megacontinent Pangeia, denominated Gondwana, fragmented. In addition, a new meaning could be attributed to the landscape, ranging from the aesthetic-artistic to the functional-economic, and it was intentional to interlace the geoheritage elements to the cultural practices that forged the city and the identity of the people who settled on it, as well as interlace the geoheritage to the tourism in João Pessoa, so that another motivation awakens the interest of the tourists, now turned to the bias of the lithosphere and hydrosphere, allied to the local centennial culture.
Description: Tese de Doutoramento em Geografia, no ramo de Geografia Física, apresentada ao Departamento de Geografia e Turismo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/87424
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

325
checked on Nov 23, 2021

Download(s) 50

944
checked on Nov 23, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.