Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/86387
Title: Ajudar a Ser: Contributos para a Intervenção Socioeducativa com Jovens em Acolhimento Residencial
Other Titles: Help to Be: Contributions for a Socio-educational Intervention with Youths in Residential Care
Authors: Dias, Maria Antónia de Oliveira 
Orientador: Pinheiro, Maria Rosário Carvalho Nunes Manteigas Moura
Keywords: Acolhimento Residencial; Jovens em Perigo; Intervenção Socioeducativa; Educação para a Cidadania; Educação pelos Pares; Residential Care; Youths in danger; Socio-Educational Intervention; Education for Citizenship; Peer Education
Issue Date: 20-Feb-2019
Serial title, monograph or event: Ajudar a Ser: Contributos para a Intervenção Socioeducativa com Jovens em Acolhimento Residencial
Place of publication or event: Casa do Canto, CrescerSer - Associação Portuguesa para o Direito dos Menores e da Família (APDMF)
Abstract: A literatura da especialidade indica que a saída do sistema de acolhimento deve ser preparada desde o dia da entrada na Casa e a qualidade da transição para a vida autónoma depende, em muito, do trabalho realizado durante a permanência no acolhimento. Dando resposta às atividades de intervenção estruturada no âmbito do contexto residencial, surge o projeto Transição para a Vida Autónoma: Intervenção Socioeducativa com Jovens em Acolhimento Residencial. Esta intervenção socioeducativa surge no seguimento do projeto já implementado na Casa do Canto, denominado Projet’Ar-te – Desafios para a mudança no Sistema de Acolhimento, uma intervenção estruturada de natureza psicossocial e socioeducativa, pretendendo-lhe dar maior abrangência, especificamente através do Referencial de Educação para a Cidadania, tal como é proposto pela Direção Geral da Educação. A partir do projeto inicial e do referencial foi realizada uma análise de necessidades educativas das jovens e do potencial educativo das equipas da Casa, tendo surgido como áreas prioritárias de intervenção a gestão de recursos, o relacionamento interpessoal, a formação escolar e/ou laboral, a educação financeira e a educação para saúde e sexualidade, que foram contempladas no planeamento das 4 sessões temáticas do projeto: Cegonha ou vergonha?! Conceção e Gravidez (Sessão 1); Guia para o Emprego (Sessão 2); Comunicar(te) (Sessão 3); Das medidas de apoio... ao arrendamento (Sessão 4). Assim, um dos principais focos do presente projeto manteve-se na promoção da autonomia das jovens, entendendo-se como fundamental permitir que estas se envolvam no seu processo de construção pessoal e social, possibilitando-lhes tomada de decisão e um sentido crescente de responsabilização, utilizando a Educação pelos Pares como estratégia de capacitação individual e grupal. O projeto contou com a participação de sete jovens dos 14 aos 20 anos de idade, residentes na Casa do Canto, uma Casa de Acolhimento residencial pertencente à CrescerSer – Associação Portuguesa para o Direito dos Menores e da Família (APDMF). A avaliação do projeto permitiu verificar que, de uma forma geral, as jovens, se avaliaram como satisfeitas com o projeto e que se mantiveram envolvidas e participantes na estratégia de educação pelos pares. No que respeita às aprendizagens, a avaliação, que foi realizada sessão a sessão, permitiu verificar mudanças positivas na maioria das sessões e na maioria das jovens. Os temas em que as jovens mais aumentaram os seus conhecimentos foi a Sessão 2, sobre procedimentos necessários à procura ativa de emprego, seguida da Sessão 3, sobre a importância da comunicação verbal e não verbal. A Sessão 1 foi aquela em que se verificaram menos mudanças positivas, quer ao nível dos conhecimentos quer de crenças sobre a sexualidade. As opiniões finais das jovens foram muito favoráveis ao projeto, fazendo referências positivas à metodologia grupal, à estratégia de educação pelos pares, aos conteúdos das sessões e à mediadora. O denominador comum destas intervenções é Ajudar a Ser para além de ajudar a Crescer. Neste sentido, foram desenvolvidas ações socioeducativas que procuraram ajudar as jovens a serem, para além de mais autónomas, mais criativas (Festa de Halloween), unidas (Festa de Natal), divertidas (Festa de Carnaval), solidárias (Dia dos Afetos), sonhadoras (Missão País), autovalorizadas (Dia da Mulher) e coesas (calendário de aniversários).
The specialty literature indicates that the departure of the Residential Care System must be prepared from the first day in the House and the quality of the transition to the autonomous life depends, a lot, on the work carried during the period of stay. Answering the structured intervention activities, within the residential context, the project Transition to the autonomous life: Socio-Educational Intervention with Youths in Residential Care Contex arises. This socio-educational intervention follows on from a project already implemented at Casa do Canto, named Project’Ar-te – Challenges for the Residential Care System change, a structured intervention of a psychosocial and socio-educational nature that aim to give it a greater scope, specifically through the Referential for Education for Citizenship, as proposed by the Directorate General for Education. Starting from the initial project and the referential, an analysis of the educational needs and the educational potential of the house team has been performed, emerging as priority areas of intervention the resources management, the interpersonal relationships, school and/or work preparation, financial education and health and sexuality education, which were included in the planning of the 4 thematic sessions of the project: Stork or shame?! Conception and pregnancy (Session 1); Guide to Employment (Session 2); Communicate(your self) (Session 3); From support measures… to rent (Session 4). Thus, one of the main focuses of the current project was the youth’s autonomy promotion, being understood as fundamental to allow them to become involved in their personal and social construction, enabling them to make decisions and to create a growing sense of responsibility, using the Peer Education as a strategy for individual and group qualification. The project was attended by seven youths, from 14 to 20 years old, who live at Casa do Canto, a Residential Care System House, belonging to CrescerSer – Associação Portuguesa para o Direito dos Menores e da Família (APDMF). The project evaluation showed that, in general, the youths were satisfied with the project and remained involved and actives in the Peer Education strategy. Regarding the learning, the evaluation that has been performed session by session, showed positive changes in most sessions and in the greater part of the youths. The subjects in which there was verified a bigger knowledge grow were Session 2, regarding the required procedures in the active job search, followed by Session 3, regarding the importance of the verbal and non-verbal communication. Session 1 was the one in which fewer positive changes have been verified, both in terms of knowledge and beliefs concerning sexuality. The final reviews of the youths were very favourable to the project, making positive references to the group methodology, the Peer Education strategy, the contents of the sessions and the mediator. The common point of these interventions is Help to Be in addition to Help to Grow. Therefore, some socio-educational initiatives have been developed, that intended to help the youths to be, in addition to more autonomous, more creative (Halloween party), connected (Christmas party), funny (Carnival), supportive (Affection’s day), dreamy (Missão Pais), self-worth (Woman’s day), cohesive (Birthdays Calendar).
Description: Relatório de Estágio do Mestrado em Ciências da Educação apresentado à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10316/86387
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Relatório Final.pdf14.2 MBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s)

281
checked on Jul 2, 2020

Download(s)

254
checked on Jul 2, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons