Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84946
Title: Fisiopatologia dos gânglios base na doença de Parkinson
Authors: Alves, Sílvia Cristina Castro 
Orientador: Gonçalves, António Freire
Lemos, Joao
Keywords: Doença de Parkinson; Gânglios da base; Movimento;; Neurofisiologia; Dopamina; Bradicinésia; Rigidez; Tremor de repouso
Issue Date: Mar-2012
Abstract: Introdução: A Doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa, crónica e progressiva, de etiologia desconhecida, cuja prevalência aumenta com a idade. É caracterizada clinicamente por bradicinésia, tremor de repouso, rigidez e alteração dos reflexos posturais. Os gânglios da base constituem um grupo de núcleos subcorticais que estabelecem conexões entre si e com o córtex e o tálamo, através de circuitos que contribuem para o controlo do movimento voluntário. As doenças do movimento, nas quais se enquadra como paradigmática a doença de Parkinson, resultam da perturbação do funcionamento destes circuitos. Deste modo, o estudo destas estruturas permite identificar o seu papel no desempenho do movimento normal e na doença. Objectivos: Com este trabalho pretende-se fazer uma revisão bibliográfica sobre a fisiopatologia dos gânglios da base na doença de Parkinson, descrevendo a sua fisiologia normal e procurando encontrar a relação entre as alterações presentes nestes circuitos e as manifestações clínicas da doença. Material e Métodos: Foi elaborada uma revisão sistematizada através de uma pesquisa seguindo o modelo da pirâmide dos 5 S (5 níveis) de Haynes. De um total de 205 artigos foram selecionados 120 tendo em consideração a informação original, a publicação em revistas com arbitragem científica, o número de citações, o factor de impacto e a credibilidade dos autores e respectivas instituições. Foram ainda consultados artigos provenientes de publicações de referência na área de Doenças do Movimento. Resultados: Na doença de Parkinson, para além dos quatro sintomas cardinais, os doentes podem apresentar outras alterações motoras, como discinésias, fenómenos de “On-off”, “Wearing off”, ”No on”, ”Delayed on”, acinésia matinal e freezing; sintomas sensitivos; sintomas autonómicos; perturbações cognitivas; manifestações psiquiátricas (depressão ansiedade, perturbações do sono). Apesar da fisiopatologia subjacente a cada um deles ser distinta e as alterações atingirem diferentes regiões cerebrais, praticamente todos possuem um ponto em comum: o défice de dopamina como factor preponderante para o seu aparecimento. Para além deste, há a considerar também as reacções secundárias à medicação com antiparkinsónicos, assim como as consequências naturais da degenerescência progressiva característica da doença. Discussão/Conclusão: A doença de Parkinson é caracterizada pelo défice progressivo de dopamina no sistema nigro-estriado, decorrente da neurodegenerescência dos neurónios dopaminérgicos da substantia nigra, que conduz a uma bradicinésia progressiva resultante da inibição do funcionamento da via directa dos gânglios da base, com excessiva estimulação da via indirecta. A etiologia da doença é ainda uma incógnita, e a maioria dos autores defende uma origem multifactorial. Os sintomas presentes nesta doença são múltiplos e nem sempre existe uma explicação clara sobre o seu mecanismo, apesar de se saber que o factor mais relevante para origem destas alterações é o défice dopaminérgico
Introduction: Parkinson’s disease is a chronic progressive neurodegenerative disorder, whose etiology is not known and its prevalence increases with age. It’s clinically characterized by bradykinesia, tremor at rest, rigidity and postural instability. The Basal Ganglia are a group of subcortical nuclei that establish connections between themselves and with the cortex and thalamus, through circuits which contribute to control the voluntary movement. Parkinson´s disease, a paradigmatic movement disease, results from the disturbance of these circuits. Therefore, the study of these structures allows the identification of their role in the performance of normal movement and in disease. Objective: The aim of this work is to make a bibliographic review on the pathophysiology of Basal Ganglia in Parkinson´s disease, describing its normal physiology and finding the relationship between the alterations in these circuits and clinical manifestations of the disease. Material and Methods: I performed a systematic review through a search following the five levels of the Pyramid of Haynes. From a total of 205 articles found 120 were selected taking into account the original information, the publication in peerreviewed scientific journals, the number of citations, the impact factor and the credibility of the authors and their institutions. I also consulted articles from reference publications in the area of Movement Diseases. Results: Beyond the four cardinal symptoms patients with Parkinson’s disease may experience other motor disorders like dyskinesia, “On-off”, “Wearing off”, “No-on”, “Delayed on”, morning akinesia and freezing; sensory symptoms; autonomic symptoms; cognitive abnormalities and psychiatric manifestations (depression, anxiety, sleep disorders). Despite their distinct underlying pathophysiology and their different affected brain regions almost all symptoms have one thing in common: the lack of dopamine as a key factor in its appearance. Beyond this, it should also be considered the secondary reactions to treatment with antiparkinsonian drugs, as well as natural consequences of the progressive degeneration related to the illness itself. Discussion/Conclusion: Parkinson’s disease is characterized by a progressive lack of dopamine in nigrostriatal system due to neurodegeneration of dopaminergic neurons in substantia nigra, which leads to a progressive bradykinesia, resulting from the inhibition of the Basal Ganglia direct pathway, with excessive stimulation of the indirect pathway. The etiology of the disease is still an incognita and most authors advocate a multifactorial origin. The symptoms present in this disease are multiple and there is not always a clear explanation for their mechanism, although it is known that the most important factor for the origin of these symptoms is the lack of dopamine.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Neurologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/84946
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Sílvia Alves.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

308
checked on Jul 9, 2020

Download(s)

541
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.