Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/847
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPatrício, João Alberto Baptista-
dc.contributor.advisorCabrita, António Manuel Silvério-
dc.contributor.authorLopes, Maria Francelina de Sousa Cruz-
dc.date.accessioned2008-12-04T14:38:36Z-
dc.date.available2008-12-04T14:38:36Z-
dc.date.issued2005-04-11en_US
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/847-
dc.descriptionTese de doutoramento em Medicina, na especialidade de Clínica Pediátrica (Cirurgia Pediátrica) apresentada à Fac. de Medicina de Coimbra-
dc.description.abstractO tratamento da atrésia do esófago de hiato-longo é controverso. Os objectivos principais visaram avaliar o estado actual do tratamento da atrésia do esófago de hiato-longo em Portugal (Estudo A), testar a hipótese da aplicabilidade da técnica de conservação do esófago nativo para reparação de todo o espectro de severidade da atrésia do esófago de hiato-longo (Estudo B) e avaliar, no rato, a evolução cronológica da morfologia e função de dois tipos distintos de esofagoplastia com enxerto de submucosa intestinal de porco (Estudo C). Estudo A: Estudo multicêntrico que incluiu 19 crianças com atrésia do esófago de hiato-longo tratadas em Portugal entre 1998 e 2002. Concluiu-se que embora com distribuição nacional desajustada, existiram condições para o tratamento de qualidade desta malformação, com recursos estruturais e humanos abundantes. Estudo B: Estudo longitudinal de casos-controlo, integrou as crianças com atrésia do esófago reparada por anastomose esofágica no Hospital Pediátrico de Coimbra entre 1 de Janeiro de 2000 e 31 de Dezembro de 2003. Este estudo demonstrou o sucesso e adequação técnica das estratégias desenvolvidas para preservação do esófago nativo em 20 casos sucessivos de atrésia do esófago, correspondentes a diferentes graus de gravidade. O esófago nativo pôde ser conservado mesmo nos casos de extrema gravidade. Nestes, a utilização do método de Foker foi decisivo para o sucesso conseguido. Estudo C: Usando um retalho ou um tubo de submucosa intestinal do porco (SIS), na reparação de defeitos do esófago cervical do rato, demonstrou-se que ao contrário da esofagoplastia com SIS em tubo, em que ocorreu grave disfunção, na esofagoplastia em retalho atingiu-se uma boa qualidade de regeneração do tecido esofágico e houve funcionamento eficaz. Palavras chave: Cirurgia da atrésia do esófago. Atrésia do esófago de hiato-longo. Regeneração de tecido esofágico. Submucosa intestinal do porco. Esofagoplastia em retalho. Esofagoplastia em tubo. Ratoen_US
dc.language.isoporpor
dc.rightsembargoedAccesseng
dc.subjectClínica Pediátricaen_US
dc.subjectAtrésia esofágica-
dc.titleCirurgia da atrésia do esófago : especial referência à preservação do esófago nativo no hiato-longo : estudo clínico e experimentalen_US
dc.typedoctoralThesisen_US
item.grantfulltextnone-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextSem Texto completo-
crisitem.advisor.deptFaculdade de Medicina, Universidade de Coimbra-
crisitem.advisor.researchunitCoimbra Chemistry Center-
crisitem.advisor.parentresearchunitFaculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade de Coimbra-
crisitem.advisor.orcid0000-0001-5165-5849-
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Doutoramento
Show simple item record

Page view(s) 50

468
checked on Oct 27, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.