Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84605
Title: MicroRNAs no sangue como biomarcadores da Depressão Major: diagnóstico e avaliação de tratameto
Other Titles: Blood MicroRNAs as biomarkers for Major Depressive Disorder: diagnostic and evaluation of treatment
Authors: Félix, Ana Rita Lopes 
Orientador: Duarte, André Miguel Lopes
Félix, Jorge
Lopes, Maria Celeste Fernandes
Keywords: MicroRNA; Depressão Major; Biomarcadores; Diagnóstico; Avaliação de tratamento; miRNA; Major Depressive Disorder; biomarkers; diagnostic; evaluation of treatment
Issue Date: 18-Sep-2018
Serial title, monograph or event: MicroRNAs no sangue como biomarcadores da Depressão Major: diagnóstico e avaliação de tratameto
Place of publication or event: FFUC
Abstract: A primeira parte é referente aos Relatórios de Estágio, realizados na Farmácia Central e na Exigo Consultores. A segunda parte é referente Os microRNAs (miRNAs) são pequenas moléculas de RNA não-codificantes, de cadeia simples, constituídos por 18-25 nucleótidos e estão envolvidos na regulação pós-transcricional dos RNA mensageiros (mRNA). Desde a sua descoberta, os miRNAs têm sido implicados na etiologia e/ou desenvolvimento de diversas patologias, nomeadamente na depressão major. A depressão major é uma doença debilitante, com etiologia ainda não totalmente compreendida, e com prevalência mundial estimada em cerca de 4.4%, em 2015. Diversos fatores (genéticos, biológicos, psicossociais) podem desencadear reações depressivas. Os sintomas desta doença são bastante heterogéneos, não existindo ainda um biomarcador biológico na realização do diagnóstico. A terapêutica da depressão major é realizada principalmente com medicamentos antidepressivos, embora se estime que um terço dos doentes sejam resistentes à ação de certos medicamentos antidepressivos. A presença de miRNAs no sangue, e a alteração do perfil de expressão destes em caso de patologia, levou à procura de quais os miRNAs envolvidos na depressão major. Os miRNAs no sangue envolvidos na depressão poderão servir como biomarcadores da depressão major, assim como auxiliarem na avaliação do tratamento a adotar. Os miRNAs que apresentam maiores evidências de envolvimento na depressão major, e que poderão ser utilizados como biomarcadores no sangue no diagnóstico, são os miR-24-3p, miR-132, miR-182 e miR-425-3p. Os miRNAs que apresentam maiores evidências de alteração em caso de depressão major e após tratamento com medicamento antidepressivo são miR-24-3p, miR-132, miR-135a, miR-335, miR-425-3p, miR-652, miR-1202.
MicroRNAs (miRNAs) are small, single stranded, non-coding RNA molecules, with 18-25 nucleotides, that are involved in post-transcriptional of messenger RNA (mRNA). Since its discovery, miRNAs have been implied in the etiology and/or development of several pathologies, such as Major Depressive Disorder. Major Depressive Disorder is a debilitating metal disorder, which etiology hasn’t understood yet, with an estimated world prevalence of 4.4%, in 2015. Several factors (genetic, biologic, psychosocial) may trigger depressive symptoms. The symptoms of MDD are quite heterogenic and there isn’t a biologic biomarker of diagnosis yet. The therapeutic of MDD is majorly done with antidepressant treatment, although it is estimated that one third of patients may be resistant to the action of some antidepressants. The presence of miRNAs in blood, and the alteration of its expression profile in case of pathology, led to the search of which miRNAs are involved in Major Depressive Disorder. Those blood miRNAs involved in Major Depressive Disorder may serve as biomarkers of diagnostic of Major Depressive Disorder, as well as biomarkers in the evaluation of adopted treatment. The miRNAs that show greatest evidence of its imply on Major Depressive Disorder, which can be used as blood biomarkers in Major Depressive Disorder diagnostic, are miR-24-3p, miR-132, miR-182 e miR-425-3p. The miRNAs that show greatest evidence of alteration of the expression profile after antidepressant treatment are miR-24-3p, miR-132, miR-135a, miR-335, miR-425-3p, miR-652, miR-1202.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/84605
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia_RelEstagio_AnaRitaFelix.pdf1.36 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

440
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 50

441
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons