Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84451
Title: O Impacto da Personalidade e do Risco na Intenção Empreendedora
Other Titles: The Impact of Personality and Risk on Entrepreneurial Intent
Authors: Catarino, Maria Juliana Tostão de Melo e Santos 
Orientador: Costa, João Pedro Dias Fontes da
Preto, Miguel
Keywords: Empreendedorismo; Intenção Empreendedora; Resiliência Económica; Personalidade; Perceção do Risco; Entrepreneurship; Entrepreneurial Intention; Economic Resilience; Personality; Risk Perception
Issue Date: 14-Sep-2018
Serial title, monograph or event: O Impacto da Personalidade e do Risco na Intenção Empreendedora
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: On austerity period, on a recession context followed a drastic increase on unemployment. The 2011 international financial assistance program, "Memorandum of Understanding", negotiated by the Portuguese government with the European Commission, the European Central Bank and the International Monetary Fund, created restrictions on access to credit that affected corporate performance and forced many of them bankrupt. Several studies on entrepreneurship prove that it is fundamental for socioeconomic development, boosting the economy and consequently creating more resilient economies.Several researchers indicate that the intention of an individual predates the action. Therefore, the present dissertation tried to perceive which personality features of the individual, directly affect and in a positive way the entrepreneurial intention.The present dissertation aims to perceive which personality features have a direct and positive impact on the entrepreneurial intention. A total of 331 closed-ended questionnaires were applied in June 2017. The sample is made of Portuguese people with at least 20 years of age.The results obtained through linear regressions indicate that personality features with a direct and positive impact on entrepreneurial intention are self-efficacy and risk perception.
Ao período de austeridade, num contexto de recessão sobreveio um drástico aumento do desemprego. O programa de assistência financeira internacional de 2011, denominado “Memorando de Entendimento”, negociado pelo governo Português com a Comissão Europeia, com o Banco Central Europeu e com o Fundo Monetário Internacional criou restrições no acesso ao crédito que afetou a performance de empresas e forçou muitas delas à falência. Vários estudos sobre o empreendedorismo comprovam que o mesmo é fundamental para o desenvolvimento socioeconómico, dinamizando a economia e criando consequentemente economias mais resilientes.Por sua vez, vários investigadores indicam que a intenção de um individuo antecede a ação. Desta forma, a presente dissertação tentou perceber quais as características da personalidade de um individuo que afetam diretamente e de forma positiva a intenção empreendedora.A presente dissertação tem como objetivo perceber que características da personalidade têm um impacto direto e positivo na intenção empreendedora.Foram aplicados 331 questionários de resposta fechada em Junho de 201 7. A amostra é constituída assim por portugueses com pelo menos 20 anos de idade.Os resultados obtidos através de regressões lineares, indicam que as características de personalidade que têm um impacto direto e positivo na intenção empreendedora são a autoeficácia e perceção do risco.
Description: Dissertação de Mestrado em Gestão apresentada à Faculdade de Economia
URI: http://hdl.handle.net/10316/84451
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
D MG M Juliana Catarino 2018_09_22.pdf1.62 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

404
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 50

401
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons