Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/84181
Title: ERRADICAÇÃO DA POBREZA: O ESTADO E A IMPLEMENTAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS
Other Titles: COMBATING POVERTY: THE STATE AND THE IMPLEMENTATION OF THE FUNDAMENTAL RIGHTS
Authors: Motta, Paulo Henrique Amaral 
Orientador: Silva, Suzana Maria Calvo Loureiro Tavares
Keywords: Dignidade humana; Mínimo existencial; Combate à pobreza; Multidimensionalidade; Estado social.; Human dignity; Existential minimal; Combating poverty; Multidimensionality; Social State.
Issue Date: 12-Oct-2017
Serial title, monograph or event: ERRADICAÇÃO DA POBREZA: O ESTADO E A IMPLEMENTAÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS
Place of publication or event: Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra
Abstract: Com o objetivo de evidenciar a erradicação da pobreza por intermédio da implementação dos direitos fundamentais nesta dissertação de mestrado, destaca-se a dignidade da pessoa humana como princípio fundante de um novo modelo de Estado. A partir disto, há que se garantir as condições mínimas a assegurar uma existência condigna, o que impõe a atividade prioritária de combate à pobreza com vista a permitir que os indivíduos detenham capacidades para o seu pleno desenvolvimento. Apesar da pobreza estar associada, de maneira tradicional, à escassez de recursos econômicos, vem sendo compreendida, atualmente, como uma questão de direitos humanos e numa perspectiva multidimensional. Em razão disso, incumbe ao Estado, como detentor de uma responsabilidade primária, mas sem prejuízo da cooperação da comunidade, assegurar que toda e qualquer pessoa exerça plenamente suas aptidões e potencialidades no âmbito de suas escolhas, mediante o combate persistente da pobreza. Para o sucesso dessa atuação do ente estatal, novos modelos de Estado social devem coexistir com o Estado prestador, sempre com a participação ativa da sociedade e dos agentes privados. With the main purpose of highlighting the eradication of poverty through the implementation of fundamental rights in this dissertation, the human dignity stands out as the founder principle of a new state model. This being said, it is necessary to guarantee the minimum conditions to provide an existence with dignity, which imposes the priority activity of fighting poverty in order to allow individuals to be capable of developing entirely. Although poverty is traditionally associated with the lack of economic resources, it is currently perceived in a multidimensional perspective as a human rights issue. Because of that, is up to the State, as the primary responsibility keeper, but without loss of the collaboration of the community, to ensure that all persons fully exercise their abilities and potentialities, in the context of their choices, by fighting poverty restlessly. For this State’s action to succeed, new models of the social State must coexist with the provider State, always with the active participation of society and private representatives.
With the main purpose of highlighting the eradication of poverty through the implementation of fundamental rights in this dissertation, the human dignity stands out as the founder principle of a new state model. This being said, it is necessary to guarantee the minimum conditions to provide an existence with dignity, which imposes the priority activity of fighting poverty in order to allow individuals to be capable of developing entirely. Although poverty is traditionally associated with the lack of economic resources, it is currently perceived in a multidimensional perspective as a human rights issue. Because of that, is up to the State, as the primary responsibility keeper, but without loss of the collaboration of the community, to ensure that all persons fully exercise their abilities and potentialities, in the context of their choices, by fighting poverty restlessly. For this State’s action to succeed, new models of the social State must coexist with the provider State, always with the active participation of society and private representatives. Com o objetivo de evidenciar a erradicação da pobreza por intermédio da implementação dos direitos fundamentais nesta dissertação de mestrado, destaca-se a dignidade da pessoa humana como princípio fundante de um novo modelo de Estado. A partir disto, há que se garantir as condições mínimas a assegurar uma existência condigna, o que impõe a atividade prioritária de combate à pobreza com vista a permitir que os indivíduos detenham capacidades para o seu pleno desenvolvimento. Apesar da pobreza estar associada, de maneira tradicional, à escassez de recursos econômicos, vem sendo compreendida, atualmente, como uma questão de direitos humanos e numa perspectiva multidimensional. Em razão disso, incumbe ao Estado, como detentor de uma responsabilidade primária, mas sem prejuízo da cooperação da comunidade, assegurar que toda e qualquer pessoa exerça plenamente suas aptidões e potencialidades no âmbito de suas escolhas, mediante o combate persistente da pobreza. Para o sucesso dessa atuação do ente estatal, novos modelos de Estado social devem coexistir com o Estado prestador, sempre com a participação ativa da sociedade e dos agentes privados.
Description: Dissertação de Mestrado em Direito apresentada à Faculdade de Direito
URI: http://hdl.handle.net/10316/84181
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DEFINITIVO - INFORESTUDANTE.pdf1.44 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

450
checked on Oct 20, 2021

Download(s) 10

2,931
checked on Oct 20, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons