Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83679
Title: Infeções Virais Congénitas
Other Titles: Congenital Viral Infections
Authors: Santos, Ana Isabel Oliveira dos 
Orientador: Oliveira, Carla Susana
Maia, João Manuel Baliza
Maia, Paula Cristina Santos Luxo
Keywords: Infeção congénita; Malformação congénita; Citomegalovírus; Vírus Zika; Microcefalia; Congenital infection; Congenital malformation; Cytomegalovirus; Zika Virus; Microcephaly
Issue Date: 29-Sep-2017
Serial title, monograph or event: Infeções Virais Congénitas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: As infeções adquiridas durante a gestação podem ser transmitidas por via vertical através da placenta. Os agentes etiológicos capazes de provocar infeções congénitas são reconhecidos pelo acrónimo TORCH (toxoplasma, others, rubella, cytomegalovirus, herpes). A gravidade dos sintomas depende do tempo de gestação em que ocorre a infeção materna, normalmente no primeiro trimestre a infeção congénita é mais grave, podendo ter como consequência malformações congénitas e morte fetal.O Citomegalovírus é um vírus ubíquo e que, normalmente, provoca infeções assintomáticas, no entanto, no caso de infeção viral congénita, ele pode ser potencialmente perigoso para a saúde do recém-nascido, pois é a principal causa de malformações congénitas, surdez e atraso psicomotor de origem infeciosa e é uma importante causa de morte fetal. O diagnóstico da infeção viral congénita é possível através de ecografia, visualizando-se as lesões causadas pelo Citomegalovírus. Quando as lesões são ao nível do Sistema Nervoso Central, a criança apresenta frequentemente sintomatologia após o nascimento, que, na maioria dos casos, é o conjunto de sintomas denominado de doença das inclusões citomegálicas. A sequela mais comum da infeção por Citomegalovírus é a perda de audição.A melhor forma para evitar a infeção pelo Citomegalovírus é ter cuidado para não se expor aos fluídos corporais potencialmente infetados. Caso ocorra a infeção congénita e o bebé nasça com problemas existe um tratamento antiviral que melhora a sintomatologia e as sequelas da infeção.O vírus Zika é um arbovírus que necessita de um vetor, neste caso o mosquito do género Aedes, estando a transmissão ativa limitada à área onde seu vetor circula. Este vírus foi descoberto na África e estava associado a doença ligeira e a casos esporádicos, até ocorrerem os primeiros surtos epidémicos. Em 2014 foi associado à síndrome de Guillain-Barré e em 2015 foi associado à microcefalia.As pessoas infetadas pelo vírus Zika normalmente são assintomáticas ou têm sintomas ligeiros (febre e exantema). No entanto a infeção viral congénita pode provocar malformações congénitas, problemas neuronais e morte fetal ou neonatal.Ainda não existe tratamento nem vacina, mas várias vacinas estão em fase de desenvolvimento. Consequentemente a prevenção é a única forma de evitar a infeção congénita, e esta baseia-se na proteção contra a picada do mosquito e a utilização de preservativo para evitar o contágio por via sexual. As mulheres grávidas devem evitar deslocar-se a locais de transmissão ativa e ter práticas sexuais seguras, caso o seu parceiro tenha estado numa dessas zonas.Os relatórios de estágio estão sob a forma de análise SWOT, sendo focados os principais aspetos positivos e negativos sobre os estágios que realizei no âmbito da Unidade Curricular “Estágio”.O primeiro estágio foi realizado nos Serviços Farmacêuticos Hospitalares, do Centro Hospitalar Médio Tejo, E. P. E., onde tive a oportunidade de acompanhar o funcionamento da Farmácia Hospitalar e o circuito do medicamento a nível hospitalar.O segundo estágio foi realizado na Farmácia Machado, em Coimbra, adquirindo conhecimentos e experiência no âmbito da dispensa de medicamentos e da gestão de stocks.
Infections acquired during pregnancy can be transmitted vertically through the placenta. Etiologic agents capable of causing congenital infections are recognized by the acronym TORCH (toxoplasma, others, rubella, cytomegalovirus, herpes). The severity of the symptoms depends on the time of gestation in which the maternal infection occurs, usually in the first trimester the congenital infection is more serious, and may result in congenital malformations and foetal death.Cytomegalovirus is a ubiquitous virus that normally causes asymptomatic infections, though, in cases of congenital viral infection, it may be potentially hazardous to the new-born’s health, as it is the main cause of congenital malformations, deafness and delay psychomotor with infectious origin and it is an important cause of foetal death. The diagnosis of congenital viral infection is possible through ultrasound, and we can visualize the lesions caused by Cytomegalovirus. When lesions are in the Central Nervous System, the child often presents symptomatology after birth, which, in most cases, is the set of symptoms denominated cytomegalic inclusion body disease. The most common sequel to Cytomegalovirus infection is hearing loss.The best way to avoid Cytomegalovirus infection is to be careful not to expose yourself to potentially infected body fluids. If congenital infection occurs and the baby is born with problems, there is an antiviral treatment that improves the symptomatology and the sequelae of the infection.The Zika virus is an arbovirus that needs a vector, in this case the mosquito of the Aedes genus, and the active transmission is limited to the area where its vector circulates. This virus was discovered in Africa and was associated with mild disease and sporadic cases until the first epidemic outbreaks occurred. In 2014 he was associated with Guillain-Barré syndrome and in 2015 was associated with microcephaly.People who are infected with the Zika virus are usually asymptomatic or have mild symptoms (fever and rash). However, congenital viral infection can lead to congenital malformation, neural problems, and foetal or neonatal death.There is still no treatment or vaccine, but several vaccines are under development. Consequently, prevention is the only way to avoid congenital infection, and it is based on protection against mosquito bites and the use of condoms to prevent sexual transmission. Pregnant women should avoid moving to active transmission sites and have safe sex practices if their partner has been in one of these areas.The internship reports have the form of SWOT analysis, focusing on the main positive and negative aspects of the internships I completed in the course "Estágio".The first stage of my internship was held at Hospital Pharmaceutical Services, from Centro Hospitalar Médio Tejo, E. P. E., where I had the opportunity to follow the work of the Hospital Pharmacy and the circuit of the medication at an hospital level.The second stage of my internship was held at the Farmácia Machado in Coimbra, acquiring knowledge and experience in the area of dispensing medication and stock management.
Description: Relatório de Estágio do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas apresentado à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/83679
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Relatórios de Estágio e Monografia.pdf2.14 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

441
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 50

401
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons