Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83656
Title: Estudo dos efeitos antioxidante e anti-inflamatório do chocolate preto e da pasta de cacau
Other Titles: Study of antioxidant and anti-inflammatory effects of dark chocolate and cocoa liquor
Authors: Henriques, Ana Catarina Ramalho 
Orientador: Ramos, Fernando Jorge dos
Figueira, Maria Eduardo Costa Morgado
Keywords: chocolate preto; pasta de cacau; compostos fenólicos; atividade antioxidante; atividade anti-inflamatória; dark chocolate; cocoa liquor; phenolic compounds; antioxidant activity; anti-inflammatory activity
Issue Date: 16-Oct-2017
Serial title, monograph or event: Estudo dos efeitos antioxidante e anti-inflamatório do chocolate preto e da pasta de cacau
Place of publication or event: Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra e Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa
Abstract: Tradicionalmente o chocolate é consumido mais por prazer do que por razões nutricionais, uma vez que durante muito tempo, foi considerado um alimento não saudável, tendo em conta os seus elevados teores de gordura e açúcar. Contudo, nos últimos anos, as pesquisas apontam que o consumo de chocolate preto é benéfico para a saúde.O presente estudo incidiu em dois chocolates pretos, com 70% e 85% de cacau e em pasta de cacau. E teve como objetivos determinar o seu teor em compostos fenólicos e flavonóides, e avaliar as suas atividades antioxidante e anti-inflamatória. A atividade antioxidante foi determinada através de dois ensaios, sistema de inibição do radical livre DPPH e teste do branqueamento do β-Caroteno. A atividade anti-inflamatória foi estudada num modelo animal de inflamação crónica de colite ulcerativa, em que é provocada uma inflamação crónica no cólon de murganhos.Os resultados obtidos demonstraram que todos os extratos fenólicos em estudo possuem atividade antioxidante. O extrato da pasta de cacau foi o que apresentou maior capacidade antioxidante em ambos os métodos, assim como maiores teores de compostos fenólicos e flavonóides. Quanto ao chocolate, os melhores resultados, tanto a nível da atividade antioxidante como dos teores de compostos fenólicos e flavonóides, foram obtidos no extrato do chocolate com 85% de cacau e por fim do chocolate com 70% de cacau. A atividade anti-inflamatória foi estudada apenas para o chocolate com 70% de cacau e para a pasta de cacau. Observou-se que ambos possuem efeitos benéficos, uma vez que se verificou que os extratos atenuavam e reduziam os danos no colón dos animais observando-se uma diminuição significativa da extensão e violência dos sinais da inflamação crónica. Estes resultados podem estar, uma vez mais, relacionados com os seus teores em compostos fenólicos e flavonóides e poderão dever-se ao seu poder antioxidante e/ou a outro mecanismo envolvido na inflamação.Em conclusão, os resultados obtidos indicam que a pasta de cacau e o chocolate preto são boas fontes de compostos bioativos e que estes estão interligados com as atividades antioxidante e anti-inflamatória destes alimentos.
Traditionally chocolate is consumed more for pleasure than for nutritional reasons since for a long time it has been considered an unhealthy food given its high fat and sugar content. However in recent years research has shown that consumption of dark chocolate is beneficial to health.This study focused on two dark chocolates with 70% and 85% cocoa and cocoa liquor. Had as aim to determine its content in phenolic compounds and flavonoids and evaluate its antioxidant and anti-inflammatory activities. The antioxidant activity was determined through two assays, DPPH• scavenging and β-carotene bleaching. The anti-inflammatory activity was studied in an animal template of chronic inflammation of ulcerative colitis in which chronic inflammation is induced in the colon of mice.The results showed that all the phenolic extracts studied have antioxidant activity. The extract of the cocoa liquor presented the highest antioxidant capacity in both methods, as well as higher levels of phenolic compounds and flavonoids. As for chocolate, the best results both in the antioxidant activity and in the contents of phenolic compounds and flavonoids were verified in the extract of chocolate with 85% of cocoa and finally in the chocolate with 70% of cocoa.The anti-inflammatory activity was studied only for chocolate with 70% cocoa and for cocoa liquor. It was observed that both have beneficial effects since the extracts were verified to attenuate and reduce the damage in the colon of the animals observing a significant reduction in the extent and violence of the signs of the chronic inflammation. These results may be once again associated to their content of phenolic compounds as well as flavonoids and may be due to their antioxidant power and/or to another mechanism involved in inflammation.In conclusion, the results show that the cocoa liquor and the dark chocolate are good sources of bioactive compounds and that these are linked with the antioxidant and anti-inflammatory activities of these foods.
Description: Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar apresentada à Faculdade de Farmácia
URI: http://hdl.handle.net/10316/83656
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
tese Ana Catarina Henriques.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,899
checked on Dec 5, 2022

Download(s) 20

1,972
checked on Dec 5, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons