Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/82543
Title: A EMPATIA MÉDICA SENTIDA PELO CONSULENTE: CORRELAÇÃO ENTRE JSPPPE E EUROPEP
Other Titles: Medical empathy felt by the consultant: correlation between JSPPPE and EUROPEP
Authors: Pires, Beatriz Simões 
Orientador: Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Empatia; Jefferson Scale of Patient’s Perceptions of Physician Empathy; European Task Force on Patient Evaluation of General Practice Care; Medicina Centrada na Pessoa; Cuidados de Saúde; Empathy; Jefferson Scale of Patient’s Perceptions of Physician Empathy; European Task Force on Patient Evaluation of General Practice Care; Patient-Centered Medicine; Quality of Health Care
Issue Date: 18-Jan-2018
Serial title, monograph or event: A EMPATIA MÉDICA SENTIDA PELO CONSULENTE: CORRELAÇÃO ENTRE JSPPPE E EUROPEP
Place of publication or event: Unidade de Saúde Familiar Topázio
Abstract: Introduction: The widely in-practice supported concept of medical empathy, especially in General Practice/Family Medicine, can be measured from the patient point of view. In a perspective of understanding the value of the Jefferson Scale of Patient’s Perceptions of Physician Empathy (JSPPPE) instrument, it is necessary, for the Portuguese context, to make its populational validation, namely, by comparing its results with those of the commonly used and already validated for Portuguese usage, European Task Force on Patient Evaluation of General Practice Care (EUROPEP). Methodology: An observational, cross-sectional study in which a specifically constructed instrument, consisting of an epidemiological questionnaire and JSPPPE and EUROPEP instruments, was applied to 185 patients of the Topázio Health Center after appointment with the general practitioner. The questionnaire was self-completed, with rare exceptions, upon informed written consent. Parametric and non-parametric descriptive and inferential statistics were performed according to the distribution of the data for the variables: sex; age (less than 35 years of age, between 36 and 65 years of age, over 65 years of age); academic background (low, for those who completed the 9th grade or less; medium-high, for schooling above 9th grade) and occupation (active and non-active). Results: Concerning the distribution of the different epidemiological characteristics (age group, gender, academic background and occupation), no significant differences were observed in the values of both scales. The comparison of the means of both JSPPPE and EUROPEP scales, in accordance with the epidemiological characteristics, showed no significant variations. There was a strong and significant positive correlation between the two scales. Discussion and conclusion: Empathy to be easily measured by the JSPPPE shows no value difference from what can be measured by EUROPEP, being a hallmark of good medical care. It is to be concluded that JSPPPE is a good instrument to measure doctor felt empathy by patients.
Introdução: O conceito de empatia largamente defendido na prática da atividade médica, em especial de Medicina Geral e Familiar (MGF), tem a possibilidade de ser medido na ótica daquele que procura o médico. Numa perspetiva de ser percebida a valia do instrumento Jefferson Scale of Patient’s Perceptions of Physician Empathy (JSPPPE), é necessário, para o contexto português, fazer a sua validação, nomeadamente pela confrontação dos seus resultados com os do instrumento usualmente utilizado e já validado para o português, o European Task Force on Patient Evaluation of General Practice Care (EUROPEP). Objetivos: Validar a escala JSPPPE, verificando a correlação entre o score médio desta e o capítulo específico do EUROPEP e saber se há diferenças populacionais nos valores médios de ambos os instrumentos em função do sexo, do grupo etário, da formação académica e da atividade laboral. Métodos: Estudo observacional, transversal, em que foi aplicado instrumento especificamente construído, constituído por questionário epidemiológico e instrumentosJSPPPE e EUROPEP, a 185 doentes da Unidade de Saúde Familiar (USF) “Topázio”, Coimbra, à saída de consultas com o(a) médico(a) de família. O questionário foi autopreenchido, salvo raras exceções previamente definidas, após consentimento informado por escrito.Foi realizada estatística descritiva e inferencial paramétrica e não paramétrica em função da distribuição dos dados para as variáveis sexo; grupo etário (menor que 35 anos, entre 36 e 65 anos; superior a 65 anos); formação académica (baixa, para menor ou igual a 9º ano; média/alta, para formação superior a 9º ano) e atividade laboral (ativo e não ativo). Resultados: Quanto à distribuição das diferentes características epidemiológicas (género, grupo etário, formação académica e atividade laboral), não se observaram diferenças significativas quanto ao valor das escalas. Também no que diz respeito à comparação das médias obtidas nas duas escalas JSPPPE e EUROPEP, segundo as características epidemiológicas, não se verificaram variações significativas. Verificou-se uma forte correlação positiva e significativa entre as duas escalas. Discussão e conclusão: Não se encontraram diferenças significativas nos valores globais da escala JSPPPE e EUROPEP em função do sexo, do grupo etário, da formação académica e atividade laboral. Verificou-se uma correlação entre elas positiva, forte e significativa. O objetivo deste estudo foi atingido e concluiu-se que a JSPPPE tem então o mesmo valor tornando possível, assim, medir a empatia sentida pelo consulente numa escala curta de cinco questões.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/82543
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
A EMPATIA MÉDICA SENTIDA PELO CONSULENTE_2012146072.pdf1.13 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

386
checked on Sep 24, 2020

Download(s) 50

398
checked on Sep 24, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons