Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/82525
Title: Perfil de sensibilidade aos antibióticos na infeção urinária da comunidade no distrito de Coimbra
Other Titles: Antimicrobial susceptibility patterns in community-acquired urinary tract infection in the district of Coimbra
Authors: Curto, Carolina Madeira Lopes Esteves 
Orientador: Caetano, Inês Rosendo Carvalho e Silva
Santiago, Luiz Miguel de Mendonça Soares
Keywords: Infeções do trato urinário; Resistência aos antibióticos; Agentes antibacterianos; Infeções adquiridas na comunidade; Urinary tract infections; Drug resistance, microbial; Anti-bacterial agents; Community-acquired infections
Issue Date: 30-May-2018
Serial title, monograph or event: Perfil de sensibilidade aos antibióticos na infeção urinária da comunidade no distrito de Coimbra
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: Introdução: As infeções do trato urinário são muito frequentes na comunidade. É essencial que se conheça a prevalência dos seus agentes etiológicos e a sua sensibilidade aos antibióticos, para que se possa instituir uma terapêutica empírica racional. O objetivo deste estudo é determinar a frequência e o perfil de suscetibilidade aos antibióticos dos principais microrganismos implicados em infeções urinárias da comunidade, no distrito de Coimbra. Material e métodos: Neste estudo observacional e transversal, procedeu-se à análise dos resultados de 7134 uroculturas positivas, realizadas em laboratórios de ambulatório no distrito de Coimbra, entre 1 de setembro de 2016 e 31 de agosto de 2017. A maioria das uroculturas foi considerada positiva quando o crescimento bacteriano foi superior ou igual a 105 unidades formadoras de colónias por mililitro e a maior parte (81,5%) foi efetuada através do sistema automatizado VITEK® 2, da bioMérieux. Procedeu-se a uma análise descritiva e inferencial para determinar a prevalência e a sensibilidade aos antibióticos dos principais agentes etiológicos e averiguar a relação destas com o sexo e com a idade. Resultados: Das 7134 uroculturas positivas, a maioria (83,4%) foi realizada no sexo feminino e a maior percentagem da amostra (41,0%) pertenceu à população acima dos 75 anos. A E. coli foi o microrganismo mais prevalente (63,9%), em ambos os sexos e em todas as idades, embora a sua frequência tenha sido estatisticamente inferior (p <0,001) no sexo masculino e acima dos 75 anos. A sensibilidade da E. coli à fosfomicina e à nitrofurantoína foi superior a 95% e a sensibilidade à ciprofloxacina e ao cotrimoxazol foi, no geral, inferior a 80%. O padrão global de sensibilidade foi significativamente mais baixo (p <0,001) no sexo masculino e nos mais idosos, relativamente a todos os antibióticos testados. Discussão e conclusão: A fosfomicina e a nitrofurantoína parecem ser antibióticos eficazes para o tratamento de cistites não complicadas, mas a antibioterapia empírica tem maior risco de falhar nas infeções urinárias de idosos e no sexo masculino, onde as resistências foram mais frequentes e a prevalência de E. coli foi menor. Para a otimização da terapêutica empírica de infeções urinárias da comunidade, recomenda-se a monitorização periódica do perfil de sensibilidade aos antibióticos, utilizando preferencialmente metodologias que permitam um conhecimento mais preciso dos padrões de resistência aos antimicrobianos.
Background: Urinary tract infections are quite common at the community level. It is crucial to know the prevalence of the causative agents and their antibiotic susceptibility, so that a rational empirical therapy can be established. The aim of this study is to determine the frequency and the pattern of antimicrobial susceptibility of the main bacteria responsible for community-acquired urinary tract infections, in the district of Coimbra. Methods: In this observational and cross-sectional study, we analysed the results of 7134 positive urine cultures, conducted in outpatient laboratories in the district of Coimbra, between 1 September 2016 and 31 August 2017. The majority of the urine cultures was considered to be positive when bacterial growth was at least 105 colony-forming units per millilitre and for the majority of them (81.5%) the laboratories used the automated system VITEK® 2, by bioMérieux. We used descriptive and inferential statistics to determine the prevalence and the antimicrobial susceptibility of the main bacteria and to ascertain whether there were differences associated with sex and age. Results: Out of the 7134 positive urine cultures, the majority of them (83.4%) belonged to females and the larger portion of the sample (41.0%) was from individuals over 75 years old. E. coli was the most prevalent strain (63.9%), in both sexes and in all ages, although its frequency was statistically lower (p <0,001) in males and over 75 years old. The susceptibility of E. coli to fosfomycin and nitrofurantoin was higher than 95% and the susceptibility to ciprofloxacin and trimethoprim/sulfamethoxazole was generally lower than 80%. The general pattern of susceptibility was significantly lower (p <0,001) in males and in the elderly, to all the antibiotics that were tested. Discussion and conclusion: Fosfomycin and nitrofurantoin appear to be adequate antibiotics in the treatment of uncomplicated cystitis, but empirical therapy of urinary tract infections has a greater risk of failure in the elderly and in males, where the resistance pattern was higher and the prevalence of E. coli was lower. In order to improve the empirical therapy of community-acquired urinary tract infections, we recommend periodic surveillance of antimicrobial susceptibility, preferably through methodologies that enable a more precise knowledge of resistance patterns.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/82525
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Trabalho final_Carolina Curto.pdf800.22 kBAdobe PDFEmbargo Access    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

404
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 50

362
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons