Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/82433
Title: VACCINATION FRONTIER: A COMPARATIVE STUDY ON UNITED STATES IMMUNIZATION PLAN AND GUIDELINES VS. PORTUGAL'S IMMUNIZATION PLAN AND GUIDELINES
Other Titles: FRONTERA DE VACINAÇÃO: UM ESTUDO COMPARATIVO SOBRE O PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS E AS ORIENTAÇÕES VS. PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO DE PORTUGAL E AS ORIENTAÇÕES
Authors: Luta, Ana Carolina Dias 
Orientador: Rosa, Manuel Amaro de Matos Santos
Keywords: Imunização; Vacinas; Plano Nacional de Vacinação; Orientações Nacional de Vacinas; Immunizations; Vaccines; National Vaccination Plan; National Vaccine Guidelines
Issue Date: 23-Feb-2018
Serial title, monograph or event: VACCINATION FRONTIER: A COMPARATIVE STUDY ON UNITED STATES IMMUNIZATION PLAN AND GUIDELINES VS. PORTUGAL'S IMMUNIZATION PLAN AND GUIDELINES
Place of publication or event: ESTADOS UNIDOS DA AMERICA
Abstract: A primeira vacina foi introduzida por volta da década de 1880. Ao longo dos anos, várias vacinas foram introduzidas no mundo moderno. As vacinas permitiram que as populações ficassem resistentes (imunizadas) contra algumas doenças infecciosas. A vacinação (imunização) foi considerada como um dos maiores sucessos em saúde pública para o século XX. Na verdade, revolucionaram o conceito de profilaxia das doenças infeciosas, tão importante em saúde pública. As vacinas/ imunizações tiveram importância significativa desde a sua descoberta, embora inicialmente de uma forma tímida e só posteriormente se conseguiram afirmar, face aos bons resultados conseguidos. Por isso muitos países por todo o mundo vieram a implementar Planos Nacionais de Vacinação. Um programa de vacinação precisa de ser desenvolvido adequadamente para que se adeque às necessidades e características do país e zona geográfica. Frequentemente esses planos de vacinação e imunização são atualizados de acordo com novos conhecimentos e orientações científicas. Para disponibilizar a melhor maneira para que as vacinas sejam efetivas temos que atender às necessidades específicas do país/região. Os países desenvolvidos têm sido estimulados para ter taxas de cobertura mais elevados na vacinação. Notavelmente, Portugal tem uma taxa de cobertura alta, face ao seu plano vacinal. Por outro lado, os Estados Unidos também têm altas taxas de cobertura com as vacinas, mas têm verificado uma queda nos últimos anos. Além disso, é muito patente que num país como Portugal, encontramos algumas vacinas que podem não estar presentes noutro país, como os Estados Unidos e vice-versa. A comparação destes planos e orientações é essencial para se perceberem as diferenças e o que isso pode representar para todos (desde os profissionais envolvidos no processo, até aos cidadãos em geral), uma vez que um plano nacional de vacinação é um instrumento muito importante em saúde pública.
The first vaccine was introduced around the 1880s. Over the years, various vaccines have been introduced into the modern world. Vaccines allowed populations to become resistant (immunized) against some infectious diseases. Vaccination (immunization) was considered one of the greatest successes in public health for the twentieth century. In fact, they have revolutionized the concept of prophylaxis of infectious diseases, which is important in public health. That is why many countries around the world have implemented National Vaccination Plans. A vaccination program needs to be developed appropriately to suit the needs and characteristics of the country and geographical area. Often these vaccination and immunization plans are updated according to new scientific knowledge and guidance. To provide the best way for vaccines to be effective, we have to address the specific needs of the country / region. Developed countries have been encouraged to have higher coverage rates in vaccination. Notably, Portugal has a high coverage rate compared to its vaccination plan. On the other hand, the United States also has high coverage rates with vaccines, but they have seen a drop in recent years. In addition, it is very clear that in a country like Portugal, we find some vaccines that may not be present in another country, such as the United States and vice versa. Comparison of these plans and guidelines is essential to understand the differences and what this can mean for everyone (from the professionals involved in the process to the general public), since a national vaccination plan is a very important tool in public health.
Description: Dissertação de Mestrado em Saúde Pública apresentada à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/82433
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

376
checked on Nov 25, 2021

Download(s) 50

342
checked on Nov 25, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons