Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81837
Title: A Pneumonia no Idoso em Portugal: Avaliação das Escalas de Risco
Other Titles: Pneumonia in the Elderly in Portugal: Evaluation of the Score-risks
Authors: Antunes, Catarina Isabel Baía 
Orientador: Nogueira, Ana Rita Garcia
Verissimo, Manuel Teixeira Marques
Keywords: Escalas; Gravidade; Idoso; Mortalidade; Pneumonia; Elderly; Mortality; Pneumonia; Score-risks; Severity
Issue Date: 23-May-2017
Serial title, monograph or event: A Pneumonia no Idoso em Portugal: Avaliação das Escalas de Risco
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: A pneumonia adquirida na comunidade é uma das causas mais frequentes de internamento hospitalar, principalmente na população idosa, com significante morbilidade e mortalidade. Torna-se, por isso, essencial recorrer a meios de avaliação da gravidade desta doença, como o CURB-65 e o SOAR, que auxiliem o médico na decisão quanto ao tipo de intervenção médica e local de tratamento. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia destas escalas numa população idosa internada e identificar variáveis que aumentem a sua capacidade de predição, tornando-se assim mais sensíveis e adaptadas. Realizou-se um estudo retrospetivo e observacional, utilizando como amostra populacional 148 doentes com mais de 65 anos, internados com diagnóstico de pneumonia adquirida na comunidade no Serviço de Medicina Interna A do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, de Janeiro a Março de 2014. As variáveis analisadas foram a idade, dias de internamento, Índice de Katz, score do CURB-65, score do SOAR, hipoxemia, valor da proteína C-reativa, infiltrado bilateral radiográfico, reinternamento aos 30 dias, mortalidade no internamento, após 6 meses e após 1 ano. O estudo estatístico foi feito com o SPSS Statistics. Os indivíduos analisados apresentavam uma média de idades de 84,6 anos e 57,4% do total de doentes avaliados tinha uma idade superior a 85 anos. Os resultados verificaram que o CURB-65 tinha capacidade de predição da mortalidade no internamento estatisticamente significativa (p <0,05), bem como da mortalidade após 6 meses (p <0.001) e após 1 ano (p <0.001). No entanto, não previu o reinternamento aos 30 dias. Conjugando os critérios do CURB-65 com os valores da proteína C-reativa, hipoxemia e infiltrado bilateral radiográfico não se aumentou a capacidade de predição. Concluiu-se ainda que a capacidade de predição do CURB-65 depende do Índice de Katz. O SOAR, por sua vez, apenas mostrou predizer a mortalidade após 1 ano, com significado estatístico. Porém, não previu a mortalidade nem no internamento nem aos 6 meses, e não previu o reinternamento aos 30 dias. O Índice de Katz pareceu constituir um bom indicador de mortalidade na população geriátrica. Com base nos resultados obtidos, o CURB-65 é efetivamente a escala que deve ser utilizada, uma vez que é capaz de prever a mortalidade por pneumonia adquirida na comunidade, não só no internamento mas também após 6 meses e 1 ano. No entanto, os resultados da conjugação do CURB-65 com a proteína C-reativa, hipoxemia ou infiltrado radiográfico bilateral não evidenciaram um incremento nessa capacidade de predição. Isto poderá dever-se ao pequeno tamanho da amostra, podendo estudos futuros com uma amostra populacional maior evidenciar essa relação. O nosso estudo sugere que o Índice de Katz pode desempenhar um papel importante na predição da mortalidade. Já o SOAR apenas prevê a mortalidade após 1 ano, o que sugere que pode ser usado em situações mais específicas que o justifiquem. Em conclusão, apesar de o CURB-65 ser a escala a ser utilizada na avaliação de uma pneumonia no idoso, o médico encarregue pelo bem-estar do doente não se pode limitar às informações disponibilizadas por esta escala e deve também integrar a avaliação geriátrica global e o raciocínio clínico na tomada de decisão e gestão do doente.
Community-acquired pneumonia as one of the most frequent causes of hospitalization in the medical services also concerns a high morbidity and mortality, especially in the elderly population. This leads to the need of having validated severity assessment criteria like CURB-65 and SOAR, that guide clinical decisions regarding the site of care and level of medical intervention required. The primary objective of this study was to assess the efficiency of these score-risks in the elderly and to identify other criteria that combined would augment their predicting ability, making them more adapted to this population. An observational and retrospective study was performed with 148 patients with age over 65 years, hospitalized with the diagnosis of community-acquired pneumonia in the Hospital of Coimbra, from January to March 2014. We analyzed age, days of hospitalization, Katz index score, CURB-65 score, hypoxemia, the C-reactive protein, bilateral infiltrates on the radiograph, re-hospitalization in 30 days, and mortality during hospitalization, after 6 months and after one year. All statistics analyses were performed using SPSS. Of the 148 individuals analyzed, 57,4% were over 85 years old and the average of the sample population was 84,6 years. It was verified that CURB-65 score-risk had the capacity to predict mortality during the hospitalization statically significant (p <0,05). It also predicted mortality after 6 months (p <0,001) and after 1 year (p <0,001). However, it couldn't predict the re-hospitalization in 30 days. Combining the CURB-65 criteria with the C-reactive protein values, hypoxemia or bilateral infiltrates we couldn’t increase the predictive ability. However, CURB-65's capacity to predict mortality depends on the Katz score. The SOAR score-risk only demonstrated to predict the mortality statically significant after one year. Moreover, it didn’t predict the mortality during hospitalization neither after 6 months, and also didn’t predict the re-hospitalization after 30 days. Furthermore, the Katz score test appeared to be a good indicator of mortality in the geriatric population. Based on the above mentioned results, CURB-65 should be the scale of choice, once it can predict the mortality during the hospitalization, after 6 months and after 1 year. Nonetheless, the results couldn’t demonstrate that combining CURB-65 with the C-reactive protein, hypoxemia or bilateral infiltrates increases the predicting capacity. This could be due to the small sample size, and future studies might highlight these assumptions. Still, our study suggests that Katz index score possibly plays a role in the prediction of mortality of the elderly. SOAR score-risk only predicts mortality after 1 year of being hospitalized, so it should be used only in specific situations. In spite of CURB-65 being the score-risk of choice in the severity assessment of the community-acquired pneumonia, physicians can’t solely rely on this information and must integrate the clinical judgment along with the global geriatric evaluation in the patient management.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/81837
Rights: closedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat Login
Tese final Catarina Baía.pdf757.96 kBAdobe PDF    Request a copy
Show full item record

Page view(s) 50

488
checked on Jun 10, 2021

Download(s) 50

384
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons