Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81827
Title: Influência das células satélite na formação e transição das fibras musculares esqueléticas
Other Titles: Influence of the satellite cells in the formation and transition of skeletal muscle fibers
Authors: Fonseca, Maria Joao Lages 
Orientador: Ribeiro, Carlos Alberto Fontes
Keywords: Células satélite; Regeneração muscular; Fibras musculares; Treino; Músculo esquelético; Satellite cells; Muscular regeneration; Muscle fibers; Training; Skeletal muscle
Issue Date: 6-Jun-2017
Serial title, monograph or event: Influência das células satélite na formação e transição das fibras musculares esqueléticas
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
Abstract: As células satélite são células com capacidade de regenerar o tecido muscular esquelético. São activadas por um estímulo, nomeadamente uma lesão por doença ou por treino. Elas são capazes não só de manter o seu pool, como de fazer com que as células musculares recuperem de modo a que a massa muscular não seja perdida.O tecido muscular esquelético é composto fibras do tipo I e II, sendo que cada tipo é mais especializado num certo trabalho (rápido, anaeróbio; lento, aeróbio). Para além das fibras serem regeneradas com a ajuda das células satélite, que, por sua vez, aumentam em quantidade com o exercício, elas poderão converter-se para um tipo diferente de fibra consoante o tipo de treino.Este trabalho tem como objectivo rever os mecanismos biológicos das células satélite, a composição e estrutura do músculo estriado esquelético e a conversão entre fibras musculares, bem como quais os diferentes estímulos para essa conversão.Foram seleccionadas publicações escritas na língua inglesa ou portuguesa, identificadas na Pubmed e no Google Académico. Foram incluídos artigos científicos e artigos de revisão. Concluiu-se que, com o treino aeróbio, há conversão de fibras musculares do tipo II para o tipo I, enquanto que, com o treino anaeróbio, há conversão de fibras musculares do tipo I para o tipo II. Apesar de os mecanismos moleculares da acção das células satélite estar muito bem descrito, não se sabe bem qual o papel das mesmas nesta transição de fibras. Além disso, levantou-se a hipótese de as fibras não se converterem, mas sim de, com a lesão e inflamação provocada pelo treino, elas morrerem e, graças às células satélite, serem geradas fibras novas, mas de outro tipo, mais adequadas ao tipo de exercício que elas são mais frequentemente sujeitas.
Satellite cells are cells capable of regenerating the skeletal muscle. They are activated by specific signals, like an injury because of disease or exercise. These cells can maintain their own pool, and also regenerate de muscular cells so that there won’t exist any loss of muscular mass. Skeletal muscle has fibers from type I and type II, and they are specialized in a certain kind of training (fast, anaerobic; slow, aerobic). Those fibers are regenerated by the satellite cells, and these last ones increase their number with training. Also, the muscular fibers can transform themselves from one type to another one. This work will review the biological mechanism of the satellite cells, the composition and structure of the skeletal muscle, the transformation between muscular fibers and all the stimulus to that transformation as well.Several publications written in english and portuguese were used to do this work, searched on Pubmed and Google Scholar. It was used scientific articles and review articles. It was concluded that, with the aerobic exercise, there is a transformation of fibers from type II to type I, and with the anaerobic exercise, there is a transformation of fibers from type I to type II. Despite of satellite cells molecular mechanisms being very well known, we don’t know their exact job in the process of fibers transformation. Also, there is an hipotesis suggesting that muscular fibers don’t transform, but, with all the injury, they die and, thanks to satellite cells, new fibers are generated, but from a different type, more specific to the type of exercise they are mostly used for.
Description: Trabalho de Projeto do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: http://hdl.handle.net/10316/81827
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 20

740
checked on Aug 2, 2022

Download(s) 20

1,575
checked on Aug 2, 2022

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons