Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/81651
Title: Reflexões sobre o conceito de conforto na habitação
Other Titles: Reflections on the concept of comfort in dwelling
Authors: Amorim, Joana Silva Cancela de 
Orientador: Martins, Carlos Henrique Moura Rodrigues
Keywords: Conforto; Arquitetura; Habitação; Tectónica; Atmosfera; Comfort; Architecture; Living Space; Tectonic; Atmosphere
Issue Date: 24-Oct-2017
Serial title, monograph or event: Reflexões sobre o conceito de conforto na habitação
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A presente dissertação tem por objetivo refletir sobre o conceito de conforto no desenho do espaço habitacional, ao longo do tempo e do espaço, questionando se a dimensão de conforto é um ponto relevante no processo criativo e construtivo da habitação. E, se sim, como a afeta. Apesar de existir uma definição de conceito-chave de conforto, o conforto em si é de caracter idiossincrático, pois advém da perspetiva pessoal do ser humano, sendo utilizado recorrentemente no dia-a-dia na relação deste com o seu ambiente, influenciando, dessa forma, a sua relação com a Arquitetura. Neste sentido o tema é analisado com o intuito de compreender a sua relevância e o modo como afeta o processo de desenho e materialização por parte do Arquiteto, tentando esclarecer quais são os métodos e ferramentas utilizadas para satisfazer a perceção do conceito de conforto. Decorrente deste processo, irão ser analisadas três componentes segundo a teoria da unidade espacial de Henri Lefebvre: a tectónica, a atmosfera e os limites sociais e programáticos. Cada componente será analisada, em modo de reflexão, por três casos práticos de arquitetos distintos. O objetivo primordial é reformular a definição de conforto relativamente à arquitetura, de modo a fomentar uma maior consciência e uma melhor prática arquitetónica.
The aim of this dissertation is to reflect upon the concept of comfort in the design of a living space, over time and space, questioning if the dimension of comfort is a relevant aspect during the creative and construction process of the space – and if so, how it can affect it. Even though there is a definition of the key concept of “comfort”, comfort in itself is idiosyncratic, since it comes from the human being’s perspective, and it is used over and over in daily life in relation to its environment, affecting thus its relationship with architecture. In this sense, this theme will be analysed so as to understand its relevance and the way it affects the designing process and the materialization by the architect, attempting to clarify the best methods and tools to satisfy the perception of the concept of comfort. As a result, three components will be analysed according to Henri Lefebvre’s spatial unity theory – the tectonic, the atmosphere, and the social and pragmatic boundaries. Each component will be analysed and reflected through three practical cases of different architects. The main purpose will be to redefine the meaning of comfort regarding architecture, so as to encourage a greater awareness and a better architectonic practice.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/81651
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Joana Amorim.pdf19.5 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

506
checked on Oct 21, 2020

Download(s) 20

680
checked on Oct 21, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons