Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/80604
Title: Cartografia da vunerabilidade socioambiental no Brasil e Portugal: estudo comparativo entre Campos do Jordão e Guarda
Other Titles: Socio and environmental vulnerability cartography in Bresil and Portugal: comparative study between Campos de Jordão and Guarda
Authors: Zucherato, Bruno 
Orientador: Freitas, Maria Isabel Castreghini
Cunha, Lúcio
Keywords: Vulnerabilidade socioambiental; Cartografia; Geografia dos riscos; Análise Fatorial Exploratória; Social and Environmental Vulnerability; Cartography; Geography of Risks; Exploratory Factor Analysis
Issue Date: 26-Jun-2018
Citation: ZUCHERATO, Bruno - Cartografia da vunerabilidade socioambiental no Brasil e Portugal : estudo comparativo entre Campos do Jordão e Guarda. Coimbra : [s.n.], 2018. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/80604
Abstract: A pesquisa realizada objetivou um estudo comparativo da espacialização da vulnerabilidade socioambiental de duas áreas distintas, o município de Campos do Jordão – SP (Brasil) e o concelho da Guarda (Portugal). Os procedimentos investigativos realizados incluíram a identificação, análise e avaliação dos riscos e desastres em cada localidade, buscando assim entender melhor a sua manifestação. A identificação dos desastres das duas áreas de estudo abordadas foi realizada com base na pesquisa hemerográfica, onde foram consultadas notícias dos jornais locais entre 2001 e 2013 para estabelecer quais os desastres mais recorrentes nas áreas da pesquisa. Para a análise dos riscos foram realizadas consultas aos stakeholders - especialistas, autoridades e representantes de organizações formadores de opinião pública - para a definição de uma apreciação dos níveis finais dos riscos identificados. O processamento das respostas obtidas foi realizado com base na metodologia da matriz de probabilidades e consequências. A determinação da vulnerabilidade socioambiental teve como base a técnica estatística da Análise Fatorial Exploratória (AFE) para o estabelecimento dos fatores latentes das duas dimensões da vulnerabilidade (criticidade e a capacidade de suporte) com a utilização de dados sociais, econômicos e ambientais de origem estatística e espaciais. As representações finais da vulnerabilidade foram realizadas por duas técnicas cartográficas diferentes: por meio dos mapas coropletos e com a técnica dasimétrica que permite uma melhor localização da informação espacial. Os resultados mostraram que no período analisado foram registados mais ou menos a mesma quantidade de notícias de desastres nas duas áreas de estudo, o que mostra uma certa semelhança nos registos de ocorrência de desastres. No que diz respeito a avaliação dos riscos, com base na consulta conduzida para a Guarda houve predominância de uma opinião mais concreta e consolidada relativa a perigosidade dos riscos dos incêndios florestais, enquanto para Campos do Jordão os resultados foram mais difusos e dispersos, indicando as inundações bruscas e os escorregamentos de massa como os riscos com maiores impactos. As variáveis selecionadas para a composição da vulnerabilidade socioambiental final, assim como o método estatístico da AFE, foram aplicadas com sucesso e permitiram o estabelecimento dos valores finais da vulnerabilidade assim como das suas componentes de criticidade e de capacidade de suporte. O mapeamento dasimétrico permitiu uma localização mais precisa das áreas de vulnerabilidade tanto de Campos do Jordão quanto da Guarda uma vez que pode apresentar com maior exatidão a localização das populações vulneráveis. No que se refere as representações cartográficas, a análise dos mapas finais mostrou que em ambas as localidades houve uma tendência ao padrão centro-periferia, onde é possível observar um centro com baixa vulnerabilidade - no caso de Campos do Jordão localizado na área turística da cidade e na Guarda na área da cidade sede do concelho - e uma periferia - no caso de Campos do Jordão uma periferia urbana e na Guarda uma periferia mais rural marcada por aldeias e vilas mais afastadas. Esses resultados mostram ainda a necessidade da consideração dos aspectos históricos e dos processos de urbanização como importantes ferramentas de análise nos estudos do risco e da vulnerabilidade, assim como da importância da linguagem cartográfica como meio de visualização das diferenças territoriais decorrentes desse processo. A pesquisa realizada objetivou um estudo comparativo da espacialização da vulnerabilidade socioambiental de duas áreas distintas, o município de Campos do Jordão – SP (Brasil) e o concelho da Guarda (Portugal). Os procedimentos investigativos realizados incluíram a identificação, análise e avaliação dos riscos e desastres em cada localidade, buscando assim entender melhor a sua manifestação. A identificação dos desastres das duas áreas de estudo abordadas foi realizada com base na pesquisa hemerográfica, onde foram consultadas notícias dos jornais locais entre 2001 e 2013 para estabelecer quais os desastres mais recorrentes nas áreas da pesquisa. Para a análise dos riscos foram realizadas consultas aos stakeholders - especialistas, autoridades e representantes de organizações formadores de opinião pública - para a definição de uma apreciação dos níveis finais dos riscos identificados. O processamento das respostas obtidas foi realizado com base na metodologia da matriz de probabilidades e consequências. A determinação da vulnerabilidade socioambiental teve como base a técnica estatística da Análise Fatorial Exploratória (AFE) para o estabelecimento dos fatores latentes das duas dimensões da vulnerabilidade (criticidade e a capacidade de suporte) com a utilização de dados sociais, econômicos e ambientais de origem estatística e espaciais. As representações finais da vulnerabilidade foram realizadas por duas técnicas cartográficas diferentes: por meio dos mapas coropletos e com a técnica dasimétrica que permite uma melhor localização da informação espacial. Os resultados mostraram que no período analisado foram registados mais ou menos a mesma quantidade de notícias de desastres nas duas áreas de estudo, o que mostra uma certa semelhança nos registos de ocorrência de desastres. No que diz respeito a avaliação dos riscos, com base na consulta conduzida para a Guarda houve predominância de uma opinião mais concreta e consolidada relativa a perigosidade dos riscos dos incêndios florestais, enquanto para Campos do Jordão os resultados foram mais difusos e dispersos, indicando as inundações bruscas e os escorregamentos de massa como os riscos com maiores impactos. As variáveis selecionadas para a composição da vulnerabilidade socioambiental final, assim como o método estatístico da AFE, foram aplicadas com sucesso e permitiram o estabelecimento dos valores finais da vulnerabilidade assim como das suas componentes de criticidade e de capacidade de suporte. O mapeamento dasimétrico permitiu uma localização mais precisa das áreas de vulnerabilidade tanto de Campos do Jordão quanto da Guarda uma vez que pode apresentar com maior exatidão a localização das populações vulneráveis. No que se refere as representações cartográficas, a análise dos mapas finais mostrou que em ambas as localidades houve uma tendência ao padrão centro-periferia, onde é possível observar um centro com baixa vulnerabilidade - no caso de Campos do Jordão localizado na área turística da cidade e na Guarda na área da cidade sede do concelho - e uma periferia - no caso de Campos do Jordão uma periferia urbana e na Guarda uma periferia mais rural marcada por aldeias e vilas mais afastadas. Esses resultados mostram ainda a necessidade da consideração dos aspectos históricos e dos processos de urbanização como importantes ferramentas de análise nos estudos do risco e da vulnerabilidade, assim como da importância da linguagem cartográfica como meio de visualização das diferenças territoriais decorrentes desse processo.
The main purpose of the conducted research was the comparative study of the spatial representation of the social and environmental vulnerability in two different study areas: The city of Campos do Jordão in São Paulo state (Brazil) and the municipality of Guarda (Portugal). The investigation procedures included the stages of identification, analysis and evaluation of the disaster risks in each locality, to better understand its manifestations. The disasters identification was conducted by the hemerographic technic - which consists in consulting newspapers and news published by local media - between the years 2001 and 2013 thus, it was possible to establish which disasters are the most frequent in each area studied. The risk analysis was determined with the application of stakeholder surveys to estimate the level of each observed disaster. The questionnaire replies obtained were treated with the probability and consequence matrix technique. The final values of social and environmental vulnerability were determined using the statistical method of Exploratory Factor Analysis (EFA), which allowed the identification of the latent factors of each vulnerability component (criticality and coping capacity). For this procedure it was used social, economic and environmental data, from statistical and spatial sources. The final representations of the vulnerability were elaborated by two cartographic techniques: the coropleth map and the dasymetric map which allow a better location of spatial information. The results have shown that during the analyzed period, a similar amount of disaster news was recorded in both studied areas. The results of the risk assessment procedure based on the applied surveys showed that a more concrete and consolidated opinion regarding the risk of forest fires was predominant in Guarda, while for Campos do Jordão, the results were more diffuse and dispersed, indicating sudden floods and mass slides as the risks with the greatest impacts. The statistical method EFA as well as the selected variables for the social and environmental vulnerability composition and its components of criticality and coping capacity were adequate, allowing the establishment of the final values with success. The dasymetric mapping allowed a more accurate localization of the vulnerability values in both areas - Campos do Jordão and Guarda - presenting more accurately the location of the most vulnerable populations. The results of the final cartographic representations showed that in both localities there was a trend towards the center-periphery pattern for the topic addressed where it is possible to observe a center with low vulnerability – placed in the touristic area in Campos do Jordão and in the administrative center in Guarda – and a periphery – located in the urban fringe in Campos do Jordão and in the rural periphery such as remote villages near the border in Guarda. These results also show the need to consider historical aspects and urbanization processes as important analysis tools in risk and vulnerability studies, as well as the importance of the use of cartography in visualizing the irregular spatial distribution of these phenomena.
Description: Tese de doutoramento em Geografia, no ramo de Geografia Física, apresentada ao Departamento de Geografia e Turismo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/80604
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Geografia - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cartografia da vunerabilidade socioambiental no Brasil e Portugal.pdf26.59 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

87
checked on May 21, 2019

Download(s)

77
checked on May 21, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.